Mercado

Ξ Deixe um comentário

e-Learning Tupiniquim

publicado por Alexander Pinheiro

Treinamento a distancia, funciona ?

Depende, atualmente são inúmeras as instituições e as soluções disponíveis, quando falamos de curso superior, especializações, profissionalizantes e informática.

Modelos de franquias, ou mesmo instituições renomadas estão investido nesse mercado. A cultura brasileira está muito distante de se adequar aos modelos em operação no país, para estudar qualquer tipo de assunto de forma remota, e muitas vezes, sem auxilio de mestres, é preciso muita disciplina.

Dicas ao se escolher um curso a distancia:

– Verifique a origem e a história da instituição.

– Prefira instituições educacionais, existem modelos de estrutura tecnológica e comunicação que não possuem em sua base a Educação e sim a tecnologia ou entretenimento. Ex.: Franquias de Lan Houses que dão treinamentos.

– Procure saber se existem tutores especializados para esclarecimento de dúvidas, ou ainda, aulas presenciais pontuais. Você terá mais chance de se desenvolver, caso não seja um autodidata nato.

– Se informe sobre a validade técnica dos certificados emitidos, e se existem. É sempre bom buscar ex-alunos da instituição e colher seu depoimento sobre a conclusão do curso em questão.

– Veja se o material didático oferecido é de qualidade antes de iniciar o treinamento, e cuidado com os custos, algumas vezes, esses materiais chegam custar mais que o próprio curso.

– Não se deixe influenciar por “garotos propagandas” famosos e populares, lembre-se que educação é coisa séria, é o único patrimônio que você nunca perderá. Também não quer dizer que instituições que utilizem imagens de personalidades não são sérias, hoje o mercado exige isso. Somente não deixe que esse seja o único motivo para decidir que instituição cursar.

– Se você não tem perfil autodidata, mesmo com essas orientações, será mais difícil se adaptar a esse modelo.

Falar em Educação no Brasil também rende muito “pano pra manga”, educação através da internet, ainda me parece um passo posterior à solução da educação básica tradicional. Entretanto já perdemos o time, os treinamentos a distancia são realidade, reduzem o custo, e chegam a qualquer lugar nesse nosso grande território tupiniquim.

Já existem universidades utilizando de forma séria e funcional esse modelo, porém os cursos profissionalizantes e de informática começam se prostituir no país, essa é a grande preocupação, pois nosso jovem, em sua grande maioria, ainda não tem condições, muito menos orientações para decidir sobre seus futuros. Ficam a mercê de informações governamentais muitas vezes somente políticas, e das orientações de seus pais, eternos batalhadores, às vezes sem armas, para brigar pelo melhor de seus filhos.

Temos o dever de colocar nosso conhecimento tecnológico em praticamente todos os segmentos econômicos em busca de soluções privadas para apoiar as públicas em um futuro melhor profissionalmente, principalmente na área de tecnologia. Tão importante para nós, e que fascina quem tem seu primeiro contato com um computador ou que acessa pela primeira vez a internet. Penso que o e-Learning no Brasil é a grande chance de democratizar o acesso ao contato com a informática, mas ainda temos muito a aprender  nesse segmento no que tange a camada popular, os cursos profissionalizantes e básico de informática. E cuidar para que não se mantenham soluções prostituídas.

O Plano nacional para Banda Larga desencadeará uma avalanche de novos usuários na rede, e acesso indiscriminado aos conteúdos disponíveis, será que nossas crianças estão preparadas para isso? Políticas de segurança da informação, não são seguidas em nossos lares, mais esse é um assunto para outro dia.

Indícios das deturpações do acesso à informação recebida começam a se destacar em nosso País, vimos o massacre de crianças em sala de aula por um indivíduo que no auge de sua insensatez, criou um mundo paralelo à realidade baseado em informações pesquisadas e tratadas através da Internet.

Se investirmos mais em divulgação de soluções de e-learning, do que em publicidade com os Reality Shows Nacionais, teríamos mais resultado nesse sentido.

Deixando bem claro que nada existe contra meus colegas “bbb´s”, tudo tem seu valor em seu significado literal de cultura, inclusive reality líderes de ibope na internet poderiam angariar patrocinadores no segmento da educação, já contribuiriam muito nesse sentido.

Mais é uma preocupação latente real para que essa “bolha” estoure com bons frutos.

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Compare preços de Uber, 99 e Taxi

Minimum Way

Autor

Prof. Alexander Pinheiro (CEO - AQL Consultoria) Gestão Executiva e Pessoas, Consultor Corporativo, Governança TI, Segurança da Informação, Palestrante e Master Coach Mais de 20 anos atuando como consultor em grandes empresas. É Palestrante, Mentor, especialista em Gestão de Pessoas e Master Coach, MBA em Governança, Marketing, Tecnologia e Segurança da Informação e Consultoria em Gestão Empresarial. Docente de Cursos de MBA, Pós e Graduação, Articulista do Portal TI Especialistas, Diretor do Centro de Desenvolvimento e Inovação na AMPE do Alto Vale do Itajaí. Skill em ITIL, COBIT, PMI, SCRUM, CMMI, SARBANES OXLEY, PESI, AIM - IFS, ISO Série 2700, 9000 entre outras. Atuou em empresas como: Embratel, Xerox, Telemig e Amazonia Celular, Petrobras, Módulo Security, Victor Hugo, RM Sistemas, Datasul, IFS, Athos Farma, Vale Sul, Casa & Vídeo, Sesef, Delba Marítima, Eschola.com, Stefanini IT Solution, Glaxo, Secretaria da Fazenda da Bahia entre outras. Foi Diretor dos grupos cariocas Insight Soluções e 3W Soluções, foi Executivo de TIC e Marketing na Riomed Distribuição em Santa Catarina e atualmente dedica-se à Consultoria Empresarial AQL com sede no Alto Vale do Itajaí. https://aqlconsultoria.com Contatos: Skype: alexander.pinheiro Linkedin: https://www.linkedin.com/in/azpinheiro/ Email: azpinheiro@gmail.com

Alexander Pinheiro

Comentários

You must be logged in to post a comment.

Busca

Patrocínio

Publicidade




Siga-nos!

Newsletter: Inscreva-se

Para se inscrever em nossa newsletter preencha o formulário.