Cloud Computing

Ξ 3 comentários

Você nas Nuvens com Windows Azure

publicado por Alex Silva

Atualmente muito se fala sobre Cloud Computing, mas como se preparar para um cenário que parece que veio para ficar? Todos nós sabemos que este não é um assunto novo, no entanto com o passar dos anos vem ganhando força e empresas como a Microsoft parecem estar de olho nesta importante fatia do mercado tecnológico mundial.

Não há como fugir de mudanças tecnológicas ainda mais nos dias de hoje onde as empresas tem buscado na tecnologia um aliado importante para seus assuntos estratégicos de modo que as tomadas de decisões são feitas de acordo com as informações extraídas de todo um sistema que auxilia os gestores. Você já parou para pensar como seria ter sua empresa nas “nuvens”?

A Microsoft sim por isso ela apresenta a você entre outras ferramentas o Windows Azure.

O Windows Azure é o sistema operacional para serviços na nuvem que é utilizado para o desenvolvimento, hosting e gerenciamento dos serviços dentro do ambiente da plataforma Azure. O Windows Azure provê computação e armazenamento por demanda, com a finalidade de hostear, escalar e gerenciar aplicações Web e serviços através da Internet dentro dos data centers da Microsoft.

Ter aplicações e armazenamento de dados em máquinas em um centro de dados acessível pela Internet pode oferecer muitas vantagens. No entanto, onde quer que eles possam ir, os aplicativos serão construídos em algum tipo de plataforma.

Para aplicações locais, tais como aquelas em execução dentro de um centro de dados de uma organização, esta plataforma inclui geralmente um sistema operacional e um sistema de armazenamento para que de alguma forma possa armazenar os dados, e talvez mais. Os aplicativos executados na nuvem precisam de uma base semelhante, só que com a vantangem de se estar na “nuvem”.

O objetivo do Windows Azure é proporcionar isto. Parte da maior plataforma do Windows Azure é uma fundação para execução de aplicativos e armazenamento de dados na nuvem. Existem ainda mais alguns componentes que precisam ser entendidos.

Esses componentes são:

1. Compute: Responsável por executar os aplicativos na nuvem. Embora o modelo de programação do Windows Azure não seja exatamente o mesmo que o modelo de Servidor Local do Windows.

2. Storage: Seriam como “lojas de binário e dados estruturados na nuvem”.

3. Fabric Controller: Implanta, gerencia e monitora as aplicações. O controlador também lida com as atualizações do software do sistema em toda a plataforma.

4. Content Delivery Network (CDN): Agiliza o acesso global aos dados binários no armazenamento do Windows Azure, mantendo cópias em cache dos dados em todo o mundo.

5. Connect: Permite a criação de uma conexão entre os computadores locais e as aplicações do Windows Azure com uma conexão “nível-ip”.

É preciso ter em mente que com a onda crescente da Virtualização somado à política estratégica do Ti Verde o Windows Azure se torna em mais uma oportunidade de se investir em uma plataforma que te auxilie nas tarefas diárias de sua empresa, além de poder proporcionar contenção nos custos, o que hoje tem sido a maior dificuldade dos gestores de TI, conciliar crescimento tecnológico de qualidade e inteligente com custo baixo.

O uso de computadores nas nuvens pode fazer muito sentido. Ao invés de comprar e manter suas próprias máquinas, por que não explorar os “hectares” de servidores acessíveis pela Internet em oferta hoje? Para algumas aplicações, tanto o código como os dados podem viver nas nuvens, onde outra pessoa gerencia e mantém os sistemas que utilizam.

Alternativamente, os aplicativos que são executados dentro da organização com aplicações locais, podem armazenar dados na nuvem, ou contar com os serviços de infraestrutura da nuvem.

Para permitir que aplicações explorem a nuvem, uma plataforma de aplicações na nuvem também deve existir. Isto é exatamente o que a Microsoft fornece com a plataforma Windows Azure, ou seja, ela fornece um grupo de tecnologias voltado para nuvem, cada uma com um conjunto específico de serviços para desenvolvedores de aplicativos o que facilita sua integração.

A Microsoft anunciou planos para novas adições de funcionalidades no Windows Azure, em 2011, incluindo:

1. The Windows Azure Platform Appliance: Uma combinação de hardware e software que permitirá aos serviços de hospedagem e as empresas executarem o Windows Azure em seus próprios data centers.

2. CDN dynamics content caching: Hoje, o Windows Azure CDN só trabalha com dados blob. Esta funcionalidade permitirá que o próximo CDN e também o conteúdo do cache seja criado dinamicamente por um aplicativo Windows Azure.

3. VM role snapshotting: Em sua primeira versão, o VM do Windows Azure não salva as alterações feitas ao volume do sistema operacional enquanto ele está funcionando. Snapshotting vai mudar isso, fornecendo uma maneira de salvar periodicamente o estado deste volume para armazenamento persistente.

4. Better Java support: O Windows Azure pode executar aplicativos Java atualmente, porém a Microsoft planeja adicionar um suporte maior a esta funcionalidade. As melhorias incluem melhor desempenho do Java, forte apoio de ferramentas baseadas em Eclipse, e um conjunto mais completo de bibliotecas Java para o Windows Azure.

Como sempre, o objetivo destas adições é fazer com que esta plataforma de nuvem seja útil em uma ampla gama de situações.

Assista a uma demonstração sobre o Windows Azure.

(Fonte de Pesquisa – Microsoft)

 

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Compare preços de Uber, 99 e Taxi

Minimum Way

Autor

Certificado Microsoft e com experiência de mais de 14 anos na área de TI como Consultor de Infraestrutura, atuando em Projetos que envolvem Tecnologia Microsoft (Windows Server NT, 2000, 2003, 2008 e 2012, Exchange e Hyper-v). Meu Perfil no Linkedin: Linkedin , Meu Perfil no Microsoft TechNet: Microsoft TechNet e Siga-me no Twitter @alexsilva2012

Alex Silva

Comentários

3 Comments

  • Extremamente explicativo!

    • Olá Priscila,

      Obrigado por seu comentário.

      Abraços,

You must be logged in to post a comment.

Busca

Patrocínio

Publicidade




Siga-nos!

Newsletter: Inscreva-se

Para se inscrever em nossa newsletter preencha o formulário.