Carreira

Ξ 4 comentários

Como trabalhar no que você ama?

publicado por Danilo Marcus

Como trabalhar no que você ama?Segundo o portal da UOL a respeito de uma importante estatística, foi constatado que 72% das pessoas não gostam do seu trabalho. E você, gosta do que faz? Ou melhor, você ama o que você faz? Não se baseie nas dificuldades do seu emprego ou nas metas complicadas. Responda a uma simples pergunta. Você consegue se enxergar trabalhando nisso por toda a sua vida, mesmo ganhando apenas o suficiente? Se fores um entre esses 72%, então este é um bom momento para você pensar um pouco a respeito do seu futuro.

Tenho visto ao longo de algumas pesquisas o comportamento e as características de quem trabalha no que gosta. No livro o código da inteligência do Augusto Cury, ele retrata que o profissional bom é aquele que faz o que se pede, enquanto que o profissional excelente é aquele que supera as expectativas e sempre se destaca por fazer algo a mais. Mais uma vez pense e verifique que tipo de profissional é você. De qualquer modo, saiba que há um modo de se tornar o profissional excelente e para isto basta descobrir o que você realmente gosta e ama fazer. Sir Ken Robinson já disse que o mundo existe dessa maneira por conta da diversidade de talentos, ou seja, é extremamente importante que tenhamos todas as possíveis e imagináveis profissões funcionando. Imagine se todos fossem pediatras, quem cuidaria dos pulmões, ou dos corações? Quem já teve a oportunidade de ver o filme Patch Adams deve lembrar que não foi fácil para o médico conseguir fazer o que realmente gostava, mas uma vez encontrado o seu talento, ele o perseguiu com tenacidade. Mas qual será o segredo para descobrir o que gostamos de fazer? Como é possível achar o seu talento?

Gostaria de expressar a ideia do Steve Jobs [in memorian] quando disse a seguinte e surpreende frase: “Seu trabalho vai ocupar grande parte de sua vida, a única forma de estar realmente satisfeito com ele é fazer o que acredites ser um grande trabalho. E a única forma de fazer um trabalho genial é amar o que você faz. Se você ainda não o encontrou, continue procurando, nunca se detenha.”

Como se pode ver, não estamos tratando de dinheiro ou bens matérias e sim de satisfação. O que precisa ser feito é iniciar a busca pelo que se ama fazer e uma das chaves para isto é descobrir o seu talento. Talvez você possa dizer que não tem um talento ou não nasceu com um. Contudo, Não estou falando aqui de talentos como um músico ou algo do tipo, pois a questão de fato por trás da palavra talento é afinidade, interesse e satisfação. Tem pessoas que amam comer, mas odeiam cozinhar, dessa maneira eles precisam de alguém que possa cozinhar. As profissões existem para suprir as necessidades do mercado. Novas profissões surgem a cada dia e por quê? Por causa da diversificação que é necessária para o mundo funcionar adequadamente. Imagine como a tecnologia vem evoluindo, e com isso novas profissões vão surgindo, dentre as quais poderá haver algo que se encaixe no talento que você tem. Seu talento pode não estar ligado à tecnologia, mas certamente será uma habilidade útil para a sociedade. Você só precisa descobri-lo. Talvez você já tenha ouvido falar do cientista de dados, um profissional que precisa de amplo e diversificado conhecimento para que seja capaz de avaliar dados extensos e complexos, o que já reflete e exemplifica um novo tipo de profissional que o mercado demanda.

Cada ser humano é único e cada profissão é essencial na cadeia social. Não existe profissão mais importante do que outra. Sabe por quê? Por que a sinergia precisa existir para tudo funcionar em sua totalidade e conforme o esperado. Você pode pensar que num consultório o médico é o mais importante. Experimenta fica um mês sem remover o lixo da sala ou não realizar a limpeza após um procedimento de cirurgia cardiovascular. Observe que cada um é necessário e todos são importantes em sua tarefa específica, desenvolvendo o seu talento e sendo o profissional excelente que a sociedade precisa.

Existem inúmeros documentos, questionários e livros que tratam a respeito desse tema tão oportuno, porém aqui não o local ideal para discorrer acerca disto de forma mais profunda. Entretanto, só o fato de saber que todo ser humano tem um talento e que isso pode ser descoberto, não importa a fase da vida ou idade, já te dá forças para iniciar a sua busca ou continuar, caso tenha começado, sem jamais desistir, pois uma coisa é certa: O trabalho genial consequentemente te trará um resultado excepcional seja por satisfação pessoal, seja financeira.

Fontes:
http://economia.uol.com.br/empregos-e-carreiras/noticias/redacao/2013/05/08/72-das-pessoas-nao-gostam-do-seu-trabalho-aponta-pesquisa.htm

[Crédito da Imagem: Carreira – ShutterStock]

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Compare preços de Uber, 99 e Taxi

Minimum Way

Autor

Atua como Monitor Presencial de Curso Superior da UMESP. Professor de TI em Curso Técnico de Computação. Web Developer com PHP e MySQL. Apaixonado por Tecnologia. Pesquisador e Estudante. Formado em SI, pós-graduado em Redes de Comunicação e mestrando em Engenharia Elétrica.

Danilo Marcus

Comentários

4 Comments

  • Olá Danilo, de passagem pela net me deparei com seu site!
    Muitas dicas interessantes e essa matéria acima, mais interessante ainda.
    Então gostaria de perguntar como descobriu trabalhar no que você ama?
    Também trabalho na área de TI, iniciei, pois paga-se bem no começo, mas hoje em dia, prezo muito pela minha qualidade de vida que meu salário.
    Acho que estou perdendo o amor pela profissão, está massante, cansativa e monótono.
    Como não deixar o que eu amo e seguir em outra área, tenho vontade de explorar outra área, mas não sei se vale a pena, já tenho 30 anos e ainda estou me graduando em SI.
    Muito Obrigado

    • Olá Danilo Souza, que bom receber seu comentário!
      Sempre trabalhei em uma ramo fora de TI. Aprendi muita coisa, foram muitas experiências, mas faltava algo!
      Eu sabia que gosta de computadores e tudo que envolvesse tecnologia. Entretanto não sabia muito sobre meus talentos.
      Se bem que uma coisa eu sabia, que era ter afinidade em falar em público e gosta de fazer isso.
      E também não sabia que poderia ir atrás do meu talento e do que amo, na verdade eu estava parado no tempo tentando entender e esperando no que ia dar.
      Eu morava na BAHIA e me mudei para SP após distribuir meu currículo pelo Brasil atrás de ramo de TI.
      Uma escola me chamou para dar aula em curso técnico de informática. Nunca havia dado aula na minha vida, foi um desafio e tanto.
      Quero te dizer o seguinte, é muito mais fácil trabalhar em algo que não gosta, pois você não se exige tanto e não supera as expectativas, nem suas, nem da empresa.
      O máximo que fará será sua obrigação, o que já será suficiente para a empresa. quando se faz o que ama, você se cobra e cobra as pessoas e o sistema ao seu redor,
      que nem sempre quer seguir a sua rotina, pois muitos deles só estão nesse lugar porque não tem escolha, e as vezes nem sabem disso.
      Quando cheguei a SP tudo começou a mudar, descobri várias coisas que gosto e tenho afinidade, minha mente se abriu para ideias novas, inovações em tudo que gosto.
      Desenvolvo um projeto que em breve poderá conhecer no site que estou lançando. Fiz pós-graduação, estou no mestrado (descobri que amo estudar), vendi um livro de TI para a Abril Educação.
      Comecei a escrever artigos. Enfim, após abrir a minha mente e alçar voo, as coisas foram acontecendo e oportunidade aparecendo.
      Não existe receita pronta, mas orientação SIM. E agora sei que posso ajudar outros. Sempre tenho novidades… Você percebe que minha vida mudou. Hoje tenho 28 anos, não sou tão diferente de você.
      Não importa sua idade, só não desista de você.
      Gosto de uma frase que diz: “Se trilhares por caminhos já traçados, só chegará onde outros já foram”.
      Dicas que dou a princípio… Veja o filme Patch Adams, O homem bicentenário. Leia o livro: O código da inteligência de Augusto Cury.
      Grande abraço!
      E obrigado por compartilhar sobre sua vida. fico muito feliz em ajudar!
      Danilo Marcus

  • Estou passando pela mesma coisa, porem a minha diferença é q eu tenho afinidade com um monte de coisa. Ai fica dificil. Eu sei q preciso de mais paciencia…
    Parabens pelo texto…

    • Obrigado Cintia!
      Continue persistente!
      Tente adicionar mais coisas a afinidade como: satisfação(o que mais satisfaz), interesse(o que mais interessa), tempo(no que mais passa tempo).
      Uma grande dificuldade pra mim é gerir meu tempo para fazer o que gosto, principalmente quando se tem bastante coisa a fazer e a estudar.
      Fico querendo estudar muita coisa ao mesmo tempo, especial na área de TI.
      Realizo um projeto meu para ajudar jovens do ensino fundamental e médio a descobrirem o seu talento. Estou tendo ótimos resultados e experiências incríveis.
      Em breve o site do meu projeto estará no ar.
      Um abraço amigo!
      Danilo Marcus

You must be logged in to post a comment.

Busca

Patrocínio

Publicidade




Siga-nos!

Newsletter: Inscreva-se

Para se inscrever em nossa newsletter preencha o formulário.