TI Corporativa

Ξ Deixe um comentário

Brazil, o país do pão e circo. Até quando?

publicado por Maurício Seriacopi

Enganam-se, as pessoas que pensam que esse texto é endereçado aos políticos brasileiros.

Diversas empresas solicitaram proposta de palestra para a festa de encerramento de ano para seus colaboradores.

Com todo carinho, minha equipe e eu, elaboramos um programa especial, tanto no conteúdo quanto nas condições comerciais.

Coincidentemente, duas dessas empresas retornaram dizendo que, ao consultarem os colaboradores, ficou decidido que a preferência da maioria foi por churrasco, cerveja e pagode.

Não que eu não goste, ou seja contra churrasco, cerveja e pagode, ou qualquer estilo musical (com algumas exceções, claro), afinal, um dos prazeres da vida é se divertir.

No entanto, o que realmente me deixa indignado, e preocupado, é a comparação entre as opções oferecidas aos colaboradores. Palestra ou churrasco?

Alimentar a cultura, o pensamento, a alma ou fartar-se de comida e bebida?

Alguma semelhança à política do Pão e Circo criada pelos antigos romanos?

…Com o crescimento urbano vieram também os problemas sociais para Roma. A escravidão gerou muito desemprego na zona rural, pois muitos camponeses perderam seus empregos. Esta massa de desempregados migrou para as cidades romanas em busca de empregos e melhores condições de vida. Receoso de que pudesse acontecer alguma revolta de desempregados, o imperador criou a política do Pão e Circo. Esta consistia em oferecer aos romanos, alimentação e diversão. Quase todos os dias ocorriam lutas de gladiadores nos estádios (o mais famoso foi o Coliseu de Roma), onde eram distribuídos alimentos. Desta forma, a população carente acabava esquecendo os problemas da vida, diminuindo as chances de revolta.

É preciso repensar os caminhos, especialmente as pessoas que são formadoras de opinião, para pararmos de criar Lewandowski’s e Cachoeira’s, e orar para que Joaquim’s Barbosa’s nos libertem da corrupção que só existe, sobrevive e cresce em razão da nossa omissão e imbecilidade.

Definitivamente enquanto tivermos colaboradores medíocres, líderes medíocres e atitudes medíocres, teremos empresas medíocres.

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Compare preços de Uber, 99 e Taxi

Minimum Way

Autor

* Maurício Seriacopi é especialista em consultoria a empresas familiares, palestrante, escritor, coach, gestor e consultor empresarial com formação em marketing e gestão empresarial. Fundador Presidente do ITE - Instituto Transformar de Empreendedorismo. Sócio-diretor da M2R2 Consultoria Empresarial Autor do livro "Pensamentos. Criando novas ideias, inovando e aplicando à vida" e diversos artigos sobre empreendedorismo, carreira, gestão de pessoas, motivação, entre outros, publicados no Brasil, Portugal e América Latina.

Maurício Seriacopi

Comentários

You must be logged in to post a comment.

Busca

Patrocínio

Publicidade




Siga-nos!

Newsletter: Inscreva-se

Para se inscrever em nossa newsletter preencha o formulário.

Artigos Recentes