Cloud Computing

Ξ 1 comentário

Virtualização, realidade e não novidade

publicado por Daniel Riccetto

Virtualização é um assunto que ronda o mundo de TI há alguns anos. Para alguns ainda soa como novidade, mas já virou realidade para a grande maioria das empresas. Estudantes, profissionais da área, gestores, todos ficam encantados quando escutam falar de tal tecnologia. Virtualização de Desktops, aplicativos, servidores e mais recentemente até os Appliances de rede entraram na onda.

Podemos definir virtualização com um conjunto de soluções, sejam sistemas operacionais ou aplicativos, que simulam um ambiente real, ou seja, sem a necessidade de o usuário final ou profissional de TI possuir acesso ao equipamento físico.

Diversas soluções estão disponíveis atualmente no mercado. A Vmware é um nome forte quando falamos de virtualização de servidores, ou criação de máquinas virtuais (equipamentos virtuais com sistemas operacionais de Desktop ou servidor instalados e que são executados ao mesmo tempo em um único equipamento físico), é comum inclusive que as pessoas confundam e acabem utilizando o termo criar uma “vmware” ao invés de vm (Virtual Machine) ou simplesmente máquina virtual. A Citrix ao longo dos anos fez o seu nome baseado no antigo Metaframe, hoje XenApp, o qual é responsável por centralizar todos os aplicativos no Datacenter e entregá-los através da Web. A Cisco também entrou de vez neste mercado com a criação de Appliances/Caixas virtuais de rede como o Nexus que podem ser importados dentro de um ambiente virtual como o Vmware vSphere, essas caixas nada mais são do que máquinas virtuais executando sistemas operacionais presentes em Switches e demais equipamentos de rede.

A gama de fabricantes e soluções de virtualização que estão presentes atualmente no mercado é muito variada, o que muitas vezes acaba confundindo profissionais e gestores na escolha da melhor solução. É importante saber que a virtualização é hoje uma realidade e pode ser a solução para diversos problemas presentes nas empresas como o crescimento excessivo do Datacenter pela quantidade de equipamentos físicos, mas é algo também que deve ser escolhido com muito cuidado, pois em sua grande maioria se trata de um investimento caro no início, mas que se bem implantado gerará economia e menos gastos às empresas a médio e longo prazos. Portanto escolha bem a sua solução, atente bem para a necessidade real do seu negócio e como a virtualização pode agregar valor na entrega de seus produtos e serviços.

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Compare preços de Uber, 99 e Taxi

Minimum Way

Autor

Graduado em Redes de Computadores pela Universidade Cidade de São Paulo. Possui diversas certificações Citrix e Microsoft. Atuou em diversos projetos focados na entrega de soluções de virtualização de aplicativos, Desktops e servidores baseados nos produtos da Citrix Systems e em projetos voltados para migrações entre diferentes Datacenters, sendo responsável pela análise, planejamento e migração de servidores Citrix e Vmware. Atualmente é Consultor Senior em uma empresa de entrega de soluções de virtualização de aplicativos, servidores, Desktops e soluções de Cloud Computing.

Daniel Riccetto

Comentários

You must be logged in to post a comment.

Busca

Patrocínio

Publicidade




Siga-nos!

Newsletter: Inscreva-se

Para se inscrever em nossa newsletter preencha o formulário.