Carreira

Ξ 7 comentários

Sou da TI e quero ser um alto executivo,será que consigo?

publicado por Luiz Eduardo Improta

Quando entramos em uma empresa sempre queremos crescer na pirâmide da valorização. Normalmente, fora os acomodados,  crescemos com nossos pais nos incentivando a sempre sermos os melhores, não importando o quanto de responsabilidade tenhamos.  A verdade é que o “poder” e o “sucesso” sempre fascinou o ser humano. Quem é pai, sabe bem o que é isso. Nunca pensamos em ver nossos filhos ou filhas, desempregados e sem futuro. Ao contrário, os vemos como pessoas bem sucedidas. Mas fomos parar na TI e diante de todo o cenário que vislumbramos a cada dia nas empresas, no sentido de plano de carreira, aumento de salário, mudança de cargo, nos perguntamos todos os dias: será que fiz a escolha certa, pois quero ser um alto executivo?

Bem, recentemente a Consultoria Ricardo Xavier de Recursos Humanos divulgou uma pesquisa com 319 executivos de grandes empresas, que diz que 34,8% destes que presidem as grandes empresas no Brasil são oriundos da área comercial e que apenas 2,5% são da área de TI. Quando eu li isso, confesso que misturei raiva e tristeza. Ainda mais quando li a explicação dada para estes dados. Mas depois refleti e vi que realmente ninguém é culpado: nem a pesquisa e tão pouco as pessoas. A pesquisa mostra fatos da época em que foram coletados, isto é, o que foi esse ano pode ser diferente ano que vem. O que acontece é que a maioria dos recursos de nossa área é apaixonada pela parte técnica e não pela administrativa. Mas nada impede de existir alguns que gostem de ambas e assim caírem no pequeno índice já mencionado.

Falando bem às claras: somos o que desejamos ser. Se você quer ser gestor, diretor, CEO, etc. é só “dobrar as mangas” e trabalhar. Deixe de ficar resmungando que ninguém te dá oportunidade, isso não te trará benefícios algum, ao contrário. Se sua empresa não o reconhece, inove, tente fazer a mesma coisa de forma diferente e gere um ganho, quando comparado o antes e o depois, mas se mesmo assim não adiantar, então mude de empresa. Faça cursos ligados à administração/gestão e troque experiências com outros profissionais. Só nós podemos mudar as pesquisas.

O fato de ter os 2,5%, é sinal que estes ao invés de “reclamar do escuro, se levantaram e acenderam a luz”, ou seja, quiseram chegar e conseguiram. Ainda mais com o crescimento da importância da área de TI para as empresas. Até utilizei uma comparação muito interessantes em conversa com uns amigos: “… a TI está deixando de ser uma aplicação importante, para tomar o seu lugar dentro do Kernel do negócio…” e digo mais, (apenas para os mais céticos que insistem em não enxergar isso) já estamos vendo isso em muitos segmentos de negócios que antes nem pensavam na TI, pois faziam tudo manualmente e hoje nem imaginam ficar sem ela, pois o volume de dados tão grande que é quase impossível voltar para a “idade da pedra”, isto é, fazendo tudo na mão. Possuem Planos de Continuidade de Negócios – PCN -, firmados principalmente em ambientes espelhados, para poderem assim mitigar as suas perdas em caso de desastre, uma vez que os custos destes planos não são baixos.

Outra pesquisa que servirá para nos alentar um pouco: segundo a revista “FORBES” dos 5 homens mais ricos do mundo, 3 são da área de tecnologia. Logo, as pesquisas nos dizem apenas qual o cenário da grande peça que o mundo coloca diante de nós, mas o enredo e o final dela cabem a nós mudá-los ou não. Vá em frente, pois se quiser, chegará ao seu destino, seja ele qual for. Afinal, você é da TI.

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Compare preços de Uber, 99 e Taxi

Minimum Way

Autor

Sou profissional com mais de 22 anos de experiência desenvolvida em empresas do setor "outsourcing" em TI e Segurança da Informação. Com 2 Pós graduações e 1 MBA na área de TI e diversas Certificações em Segurança e Tecnologia da Informação, dentre elas: COBIT 4.1, ITIL v2 e v3, ISO27002 e CCSA/CCSE. Meu link no "linkedIn": http://br.linkedin.com/in/limprota007

Luiz Eduardo Improta

Comentários

7 Comments

  • A bem da verdade, notei uma tendência um pouco diferente: segundo a pesquisa, 34.8% dos executivos vêm da área COMERCIAL. Isso é um dado relevante, porque a principal competência técnica de alguém da área comercial é SABER VENDER. Claro que existem os acomodados na área, aqueles que por opção ou ignorância não querem crescer, e existem aqueles que focam mais na área administrativa, mas observando meus colegas percebo que a maioria dos profissionais de TI NÃO SABEM SE VENDER (e me incluo nisso). Temos que desenvolver nossas habilidades de gestão sim, mas nunca podemos esquecer do marketing pessoal.

  • Belo artigo e verdadeiro, mesmo com as boas controvérsias de Israel. Permito-me, além de parabenizá-los, copiar comentário que fiz no post equivalente, a saber:

    Sou da TI-C, desde que TI não existia ainda, nos moldes modernos.

    Eu consegui. Valeu a pena, sofridamente, enquanto durou. Depois fiz outras opções que me deixaram menos executivo e mais feliz.

    Acho que qualquer um que queira pagar o preço consegue.

  • Muito bom, Luiz!
    Parabéns pelo artigo!
    Estou divulgando agora mesmo para muitos!
    Um abraço
    Sucesso!
    Leonardo Corrêa
    http://www.tiespecialistas.com.br/author/leonardo-correa/

  • Ótimo artigo. Animador!

    Apesar de ainda não estár aonde gostaria como gestor, concordo plena mente com tudo o que foi dito. Os Gestores de TI que se voltam para o negócio se tornam mais eficazes do que os administradores, pois nós temos a visão da TI e esse é o grande diferencial.

    Abraço.

  • Boa tarde! Esses dados não me assustam, porque na verdade, me animam. Mas o que me chama mais atenção em seu artigo é o fato de vc querer injetar nos profissionais, uma nova diretriz, que seria a área administrativa ou de negócio da TI, pois é aí que mora o “pote de ouro”. Se puder, favor ser menos psicologo incentivador e mais específico na carência dos profissionais que almejam essa área, pois sinto falta de informações para preencher esse tipo de vaga.

    • João, sugiro ler os demais artigos, Com certeza encontrará o que está procurando. Muito Obrigado pela leitura e crítica.
      Luiz

You must be logged in to post a comment.

Busca

Patrocínio

Publicidade




Siga-nos!

Newsletter: Inscreva-se

Para se inscrever em nossa newsletter preencha o formulário.