Segurança da Informação

Ξ Deixe um comentário

Sistema operacional declara fim da privacidade do usuário. O que fazer?

publicado por Jefferson Souza Macedo

Figura - Sistema operacional declara fim da privacidade do usuário. O que fazer?Certamente, você, fiel usuário do sistema operacional Windows da Microsoft, tem sido “bombardeado” com ofertas de atualização grátis das versões 7 e 8 para a versão 10, a mais recente e de acordo com diversas notícias, a mais poderosa e segura versão do sistema operacional do império de Bill Gates e companhia.

Um ano após seu lançamento e adoção cada vez maior por diversos usuários, em entrevista para a revista americana PC World, que ocorreram durante o evento de segurança da informação Black Hat nos Estados Unidos, hackers e pesquisadores da área afirmaram que o nível de segurança do Windows 10 está mais alto do que costumava ser em versões anteriores e o plano para um ataque bem sucedido está se tornando complicado mediante os esforços da gigante americana em blindar seu sistema.

Apesar das notícias positivas a respeito da segurança, a Microsoft tem freqüentado noticiários e vem sendo duramente criticada pela coleta de informações dos usuários na nova versão do seu sistema operacional, fato já confirmado também por pesquisadores de segurança e tecnologia da informação.

Privacidade? Não tenho nada a esconder…

Em uma sociedade sob vigilância, a busca por “culpados” cria falsos positivos. Desta forma, uma simples pesquisa na Internet pode transformar um cidadão inocente em um temido indivíduo, causando sérios problemas com diversas autoridades.

Deve-se considerar que não somente o Estado tem interesse e acessa seus dados. Será que tudo o que fazemos em nossas vidas poderia ser considerado público? E se essas informações estiverem em posse de pessoas mal intencionadas, situação possível em casos cada vez mais corriqueiros de vazamentos de bases de dados?

Se você, indivíduo, não fez nada errado, por que você precisa ser vigiado e ter sua privacidade violada?

Reflita as respostas a estes questionamentos.

O que a Microsoft está fazendo através do Windows 10?

Consideram-se alguns pontos, no entanto, não restritos a apenas estes, se destaca que apesar dessa coleta de dados ser mais “invasiva” no Windows 10, algumas versões anteriores do sistema operacional atuam de forma semelhante:

  • Por padrão, quando uma conta Microsoft é acessada através do Windows, automaticamente, dados como histórico do browser, páginas favoritas, páginas visitadas, aplicativos salvos, nomes e senhas de suas redes Wi-Fi, são sincronizados com os servidores da Microsoft;

  • Cortana é a mais nova assistente pessoal digital dos produtos da Microsoft, presente no Windows 10 e que vem para competir com a Siri da Apple, no entanto para se tornar melhor, a companhia precisa recolher dados e experiências tidas com seu produto. Desta forma, qualquer interação que o usuário tenha com a assistente pessoal, incluindo sua localização geográfica, linguagem e qualquer ação que requeira a produção de um resultado, será armazenada nos servidores da Microsoft;

  • As atualizações automáticas, ao contrário das versões anteriores do Windows, não são mais opcionais e sim instaladas automaticamente. Nesse ponto, cabe outra reflexão: E se por acaso algum servidor de atualização da Microsoft ou mesmo o servidor de atualizações Microsoft da sua rede sofrer uma invasão e for comprometido?

  • Por fim, se acreditar ser necessário, consulte a declaração de privacidade da Microsoft (https://privacy.microsoft.com/en-us/privacystatement). Não restrito ao Windows 10, mas aberto a diversos produtos da companhia, há um compartilhamento massivo de dados entre a gigante americana e seus parceiros/anunciantes. De acordo com uma organização na Europa de proteção aos direitos humanos e civis: “A Microsoft se reserva ao direito de coletar tudo o que você faz, diz e escreve com e nos seus dispositivos para vender mais anúncios direcionados ou para vender seus dados para terceiros”.

Windows 10, instalar ou não instalar? Eis a questão!

Atualmente, existem diversas alternativas aos sistemas operacionais da Microsoft, sem quaisquer custos e com coleta de informações nulas ou extremamente reduzidas tratando-se de plataformas baseadas em Linux, com código fonte aberto a comunidade e bem mais amigáveis se comparados com as distribuições de alguns anos atrás.

Entretanto, se você não deseja abandonar o costume e a facilidade proporcionada por anos de uso da plataforma Microsoft, a recomendação é atualizar o seu sistema para o Windows 10, observando e não adotando escolhas padrões ofertadas durante a instalação e ajustando os recursos que ferem a privacidade do usuário. Tal fato se torna justificável, já que ao longo dos anos as versões mais antigas dos sistemas Windows deixam de ser suportados pelo fabricante. Os sistemas operacionais Windows XP e Windows Vista, por exemplo, oficialmente já não possuem suporte, conseqüentemente estão mais vulneráveis a pragas virtuais e não receberão as devidas atualizações e proteções.

O equilíbrio entre segurança e privacidade às vezes é difícil de obter, assim como é o caso do Windows 10, no entanto, cabe a cada um decidir pela adoção do novo sistema operacional, aceitação do risco e/ou custo pela manutenção de um antigo ou adoção de outra plataforma.

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Compare preços de Uber, 99 e Taxi

Minimum Way

Autor

Bacharel em Sistemas de Informação e Técnologo em Gestão de Recursos Humanos. Pós-graduando em Computação Forense e com experiência de dez anos na área administrativa e de tecnologia da informação na indústria de produtos domésticos e automotiva. Possui as certificações CCSA (Check Point Security Administrator), ISFS (ISO/IEC 27002), COBIT 4.1 Foundation e ITIL V3 Foundation. Atua na recuperação de serviços de infraestrutura de TI (foco em redes de dados, segurança da informação e telecomunicações) para unidades de negócios no Brasil e América Latina, bem como participa de projetos utilizando metodologia baseada nas diretrizes do PMI/PMBOK. Membro da Comissão de Estudo de Técnicas de Segurança (ABNT CE 21.000.27). >>> print "https://br.linkedin.com/in/jeffersonsouzamacedo"

Jefferson Souza Macedo

Comentários

You must be logged in to post a comment.

Busca

Patrocínio

Publicidade




Siga-nos!

Newsletter: Inscreva-se

Para se inscrever em nossa newsletter preencha o formulário.

Artigos Recentes