Carreira

Ξ 1 comentário

Ser reativo a mudanças tem limite…cuidado

publicado por Luiz Eduardo Improta

Mudar faz parte de nossas vidas, quase tudo muda. Mas é inegável que a mudança muitas vezes incomoda, pois sempre traz incertezas. Se a mesma situação traz inquietude devido as mesmices, as mudanças trazem muita adrenalina.

Quem nunca ficou preocupado com a mudança de seu gestor? E por sua vez seu gestor com a mudança da diretoria? Também tem aquela mudança quando a empresa decide  implementar, por exemplo, o ITIL . É uma mudança radical demais para nós mortais, não acha? Eu mesmo trabalhei em uma empresa que quando resolveu isso, eu quase tive um enfarto. Tarefas que levava 1 minuto para fazer, apenas com uma simples solicitação, agora tinham que fazer planos de mudanças, passar por um comitê, para avaliar se há riscos e por aí vai. Sinceramente toda a adaptação foi e sempre será difícil, mas temos de enfrentar. Ser reativo nesta hora e reclamar são até certo ponto normais, mas devemos ter senso crítico de limite. Eu não fui diferente, quem estiver lendo que trabalhava comigo sabe muito bem como fiquei. Mas hoje vejo que era preciso aquela mudança, o mercado solicitava isso da empresa e foi feito. Com isso a empresa cresceu até demais.

O ser humano ter naturalmente um senso de crítico muito apurado quando se trata de avaliar o outro, porém muito suave quando olha para si mesmo. Vamos ver se coloco uma situação mais clara para que você entenda: seu filho sempre teve um carrinho azul de madeira, de repente o carrinho quebra e você compra um carro de bombeiro maior. O menino grita querendo o azul faz pirraça, esperneia, etc. Até quando você terá paciência de explicar que o carrinho azul já era e agora tem o vermelho. Chega a um ponto, que se acabaram os argumentos e você o coloca de castigo e pronto. Ou você toma uma atitude ou o irmãozinho fará a mesma coisa e a situação tenderá a ficar cada vez pior. No mundo empresarial é a mesma coisa: ter uma reação contrária a uma mudança é normal, insistir demais nela, colocará seu emprego em risco.

Ao invés disto, sugiro ter uma reação positiva. Se você não está na posição de mudar o que foi feito, a melhor forma de lidar com ela é começar a se acostumar e se puder aproveitar o momento para, quem sabe, ser visto melhor. Ser pessimista só irá te trazer tristeza e diminuir seu desempenho. E você sabe muito bem que os fracassos têm mais repercussão do que os sucessos em muitos lugares. Analogamente, queda de produção é mais notada que o inverso.

Minha opinião são que as mudanças são necessárias para impulsionar as nossas vidas. Senão fossem elas, o tédio tomaria conta de nossas vidas profissionais. Eu gosto de fazer aquilo que gosto, com paixão. Se perder esses atributos prefiro pedir meu “boné” e procurar outro lugar. Agora cabe aos gestores manter suas equipes motivadas face às mudanças organizacionais que ocorrem naturalmente. Tem de ter percepção de toda a equipe.

Por fim, o mundo tem sido palco de grandes mudanças e precisamos estar preparados para elas, para que as chances de sermos surpreendidos sejam pequenas. Prepare seu corpo e alma, pois nada esperará você entender as mudanças, elas acontecerão quer queira ou não. E para não correr atrás depois é melhor estar sempre um passo a frente.

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Compare preços de Uber, 99 e Taxi

Minimum Way

Autor

Sou profissional com mais de 22 anos de experiência desenvolvida em empresas do setor "outsourcing" em TI e Segurança da Informação. Com 2 Pós graduações e 1 MBA na área de TI e diversas Certificações em Segurança e Tecnologia da Informação, dentre elas: COBIT 4.1, ITIL v2 e v3, ISO27002 e CCSA/CCSE. Meu link no "linkedIn": http://br.linkedin.com/in/limprota007

Luiz Eduardo Improta

Comentários

1 Comment

  • Luiz,

    Parabéns pela bela explanação!
    Lembrando também da terceira lei de Newton: “toda ação tem uma reação”, e isso também cabe no mundo corporativo.
    Abraços.

    Gideão.

You must be logged in to post a comment.

Busca

Patrocínio

Publicidade




Siga-nos!

Newsletter: Inscreva-se

Para se inscrever em nossa newsletter preencha o formulário.