Carreira

Ξ 8 comentários

Retorno das entrevistas, um ato de respeito

publicado por Carolina Souza

Figura - Retorno das entrevistas, um ato de respeitoQuem já não fez alguma entrevista e está até hoje esperando o retorno do recrutador? Eu! E acredito que, infelizmente, muitos de vocês também.

Portanto, neste texto falaremos sobre essa atitude comum a muitos recrutadores no mercado.

Eu já vivenciei os dois papéis abordados nesse contexto: entrevistador e entrevistado. Em ambos, a transparência e o respeito ao outro fundam os pilares dessa relação.

Geralmente, só existem dois cenários para alguém buscar um emprego: a pessoa está desempregada ou deseja mudar de empresa. Para ambos há um desgaste por parte do entrevistado: se estiver desempregado, está controlando seus gastos, logo, o custo da passagem (e do lanche algumas vezes em processos demorados) é um problema.

Caso esteja empregado, possivelmente, precisou “fugir” do expediente para ir à entrevista. Estes são apenas alguns exemplos de empenho que os entrevistados dedicam à empresa ofertante da vaga a ser preenchida. Ainda tem o fator emocional: expectativa, esperança, autoconfiança todas essas emoções são colocadas em prova durante um processo seletivo.

Ninguém gosta de ser esquecido, ignorado, isso abala o emocional de qualquer um.

Então, mediante todas essas constatações, eu peço a você, recrutador, que respeite aqueles que se dispõem a atender seu chamado e comparecem as entrevistas. Todos vamos conscientes que podemos ser aprovados (ou não), portanto, um simples e-mail agradecendo a participação e informando que o mesmo não foi aprovado é um sinal de respeito a todos os candidatos.

Pratiquem, nós, os entrevistados, os agradecemos.

Sucesso na nossa trajetória!

[Crédito da Imagem: Entrevista – ShutterStock]

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Compare preços de Uber, 99 e Taxi

Minimum Way

Autor

Especialista em Gerenciamento de Projetos e Engenharia de Requisitos. Com doze anos de experiência em TI, atuando na área de desenvolvimento de software nos setores público e privado, em projetos de médio e grande porte.

Carolina Souza

Comentários

8 Comments

  • Alguns recrutadores me ligavam todos os dias para saber da entrevista agendada. “Está confirmado, né?” …Sempre essa pergunta. Um medo de que eu não comparecesse, porém após a entrevista, nunca mais ligou…sumiu do mapa.

    • Oi Alexandre,

      É bem desse jeito mesmo. E o nosso compromisso em comparecer parece que não é nem de longe reconhecido com essa falta de feedback. Lamentável essa prática de alguns recrutadores.

      Obrigada pelo comentário.

      Sucesso!!

  • Concordo plenamente!

    É uma falta de respeito total por parte dos entrevistadores; ninguém dá retorno. Você participa de diversas etapas, concorda em participar das ridículas dinâmicas de grupo, passa por demoradas entrevistas saindo confiante por achar que demora na entrevista é sinal de que passou, e mesmo assim, nunca te retornam.

    TODAS AS DINÂMICAS SÃO RIDÍCULAS. Nunca vi uma dinâmica que o tema era algo da área de atuação. Se você participa de algo em que não há qualquer segurança – você não conhece as outras pessoas, não as confia, não possui nenhum conhecimento sobre o assunto da dinâmica, não conhece e nem sabe quais são os parâmetros do mediador que estão sendo avaliados e para piorar, todos estão concorrendo uns com os outros – só existe uma única característica que está sendo avaliada: a malandragem, o jeitinho brasileiro.

    Sim, pois mesmo que haja necessidade de escolher candidatos que precisem estar preparados para situações inesperadas na vida real, existe um mínimo de segurança; alguma(s) das características acima estará(ão) presentes e jeitinho não fará diferença; no longo prazo, essa malandragem traz prejuízo, pois aquele que dá jeitinho terceiriza tudo. Quando for cobrado dele, não saberá fazer.

    Se olharem as estatísticas, verão que as pessoas estão desistindo do mercado, não estão se submetendo mais aos caprichos dos atuais contratantes. Preferem estudar um pouco mais e ter mais relacionamentos que podem virar indicação e dessa forma pularem todas essas etapas, ou pelo menos, receberem a devida atenção.

    Veja, o mercado não está usando as mesmas tecnologias de dez ou vinte anos atrás, tecnologias antigas essas ensinadas nas escolas. Então, há uma defasagem grande entre mão-de-obra e demanda. Porque não contratam simplesmente logo, e treinam o cara? Mas não: dão falsas esperanças àqueles que se esforçaram um pouco mais na faculdade, e escolhem ou os mais idiotas, ou aqueles que a entrevistadora achou mais bonitinho, ou ainda, o indicado do chefe do departamento.

    Enfim, falta respeito por parte das empresas com relação aos candidatos. Todos somos pessoas, procurando emprego, procurando o retorno pelo tempo investido na escola ou pelo tempo extra gasto estudando.

    Se não possuímos o know-how requerido, porque raios passamos pela seleção dos currículos? Porque você não achou o super-gênio-com-experiência-bonitinho que você quer?

    • Olá Alexei,

      Eu não participei de nenhuma dinâmica de grupo, mas, não conheço ninguém que tenha participado e gostado. É realmente essa a expressão que costumam falar para mim “perda de tempo”, curioso como ainda tem empresas que insistem nessa abordagem, não é mesmo?
      É como você disse, por que nos chamam para a entrevista se já percebem que não temos os skills necessários? Talvez seja porque não olham com atenção aos currículos, focando apenas nas palavras-chaves.

      Obrigada pelo seu comentário e por compartilhar conosco a sua experiência.

      Sucesso na trajetória.

  • Faz 3 meses e 10 dias que eu, desempregado, estou participando de um processo seletivo no qual fui avaliado em cinco etapas, sendo que a última (etapa final) ocorreu faz mais de 15 dias. O diretor que me entrevistou disse que a decisão seria comunicada em 3 ou 4 dias e até agora não recebi nenhum contato. Uma semana (7 dias úteis) depois da última entrevista mandei um email a eles perguntando, sem cobrar e procurando ser simpático, sobre a situação do processo, e não recebi resposta (estou no 6º dia de silêncio). E aí a gente pensa: por que ninguém responde nada? É porque você foi aprovado e não querem anunciar nada antes de finalizadas as burocracias internas? É porque a decisão ainda não foi tomada? É porque estão entrevistando outras pessoas e “te segurando” (gostaram de você, mas estão procurando o candidato “perfeito”)? É porque você não foi aprovado e a resposta será o silêncio? E aí, você faz o quê? Espera um tempo (mais tempo) e manda email de novo, correndo o risco de ser mal interpretado ainda? Liga para a empresa após ter sido ignorado no email (olha que situação constrangedora) perguntando como o processo está? “Ah, mas o email pode não ter chegado, a pessoa pode não ter visto”, agora o engraçado é que o email funcionou direitinho durante o processo inteiro e, de repente, ficou mudo. E aí, você fica como? Abrindo seu email de 5 em 5 minutos com medo de, se alguma coisa chegar, não deixar o recrutador esperando? Andando pela casa assustado com o celular na mão, correndo até o telefone fixo a cada vez que ele toca, almoçando com medo de estar com a boca cheia quando a empresa ligar, com medo de a empresa ligar enquanto você está tomando banho? Situações como essa que eu estou passando, que são a REGRA do mercado de trabalho e não a exceção, que geram no candidato extremo conflito e muito sofrimento, são uma VIOLENTAÇÃO psicológica e emocional do ser humano. Por que no final de tudo os responsáveis pela seleção agem como se as pessoas simplesmente não existissem? Gente, não tem desculpa para não mandarem ao candidato um email que seja (não precisam nem ligar se for o caso) dizendo “o processo está em análise” ou “você não foi aprovado”. NÃO TEM! Eu, assim como muita gente, já passei por isso em outras ocasiões (o tempo passa e as coisas não mudam, né?) e dessa vez, por mais que eu tenha me esforçado para evitar, estou reagindo muito mal, pois estou tendo muita dificuldade para dormir, não consigo comer direito, estou sentindo muita taquicardia e dores no corpo, tendo crises de choro e estou sentindo muita vontade de morrer. A maioria das empresas antes de cometerem essa tremenda FALTA DE RESPEITO com as pessoas sequer se importam em considerar como pode estar o candidato do outro lado, que muitas vezes está em uma situação difícil e até mesmo desesperadora por causa do desemprego ou do emprego atual do qual ele está tentando sair (e ai de você se transparecer desespero ao recrutador, ai de você se não engolir toda a sua falta de dinheiro, a cobrança da família, o isolamento social que o desemprego acarreta, as aflições, as angústias, o medo do futuro e demonstrar que você está ali “pedindo emprego”; ai de você se não engolir todos os problemas que estão acontecendo no seu emprego atual, alguns bem sérios e mais comuns do que se pensa como o assédio moral, por exemplo, e demonstrar que você está ali “pedindo outra oportunidade”). É revoltante o ser humano ser tratado com tanta indiferença, tanto descaso, tanto menosprezo, como se fosse lixo. Porque é assim que eu estou me sentindo: lixo. E quem é profissional de RH, gestor de área ou incumbido de contratar empregados e fica tentando justificar essa perversidade contra a vida das pessoas deveria largar o que está fazendo e ir viver na selva, porque não serve para lidar com gente.

    • Olá Saulo,

      Conheço bem a situação na qual você relatou estar vivenciando. E, por experiência própria, posso lhe afirmar que você não está sozinho nessa, tem muito profissional bom passando por essa dificuldade. Não permita que essa indiferença e esse descaso dos recrutadores que está encontrando abalem sua autoconfiança e sua autoestima, pois, você conhece melhor do que todos o caminho que traçou, as dificuldades que já superou e o seu potencial. A crise econômica do nosso país trouxe o desemprego há muitas pessoas. E a realocação não está rápida para ninguém. Mas, nada na vida é permanente, por isso, tenha fé em si mesmo e continue correndo atrás da sua volta ao mercado de trabalho. Esteja bem e saudável para quando a oportunidade cruzar seu caminho, não se deixe vencer pela tristeza, pela depressão e muito menos pelas expectativas não atendidas. Não se culpe e nem martirize porque você fez sua parte, encontrou em contato com a empresa, demonstrou profissionalismo e interesse pela vaga, se eles não responderam a responsabilidade não é sua, e sim deles. Cuide-se bem. Boa sorte e sucesso.

      Abraços.

  • Boa noite!

    Fiz uma entrevista em uma empresa há 15 dias, após terminar o processo no mesmo instante a recrutadora queria me encaminhar para uma entrevista com a supervisora, como eu estava terminando a redação, a supervisora saiu para almoçar, não quis esperar 5 minutos e essa etapa ficou para a semana seguinte. A recrutadora disse: Segunda-feira eu te ligo para agenda a entrevista com a supervisora, passou segunda feira e nada. Na terça de manhã liguei, e a recrutadora inventou uma desculpa bem rápida e pediu para eu ir novamente no dia seguinte, fui, fiz a entrevista e a supervisora disse que a recrutadora me ligaria no máximo no dia seguinte com uma devolutiva, mas da parte dela eu tinha passado no processo. Esperei 2 dias e nada, liguei na empresa e a recrutadora disse que não tinha conseguido falar com a coordenadora para me dar uma devolutiva, pediu para eu aguardar até o dia seguinte as 18 hrs, isso já fazem 5 dias, fiquei tão nervosa que liguei de novo, dessa vez acho que ela não quis me atender e pediu pra telefonista passar o e-mail dela para eu me comunicar.
    É um absurdo, eu de verdade cheguei a pensar em mesmo que agora ela me ligar com uma e devolutiva positiva eu não aceitar, se uma empresa faz esse pouco caso com um candidato e tem uma recrutadora desse nível, qual a seriedade da empresa. Gastei tempo, dinheiro, desgaste emocional. Por que não dar um retorno dizendo “obrigada, vc não passou”?. Eu penso que não é feio eu ligar pedindo retorno da entrevista, foi um compromisso que eles assumiram comigo por mais de uma vez. Feio é saber que existe uma pessoa que se disponibilizou a ir 2 vezes e passar a manhã inteira em um local que não tem a dignidade de lidar de forma respeitosa com um candidato. Os brasileiros como sempre se aproveitando de tudo, até da crise, acham que chamar a gente para uma entrevista é um favor que eles fazem e dane-se a resposta e nossas espectativas.
    Lamentável!

  • Boa noite!

    Fiz uma entrevista em uma empresa há 15 dias, após terminar o processo no mesmo instante a recrutadora queria me encaminhar para uma entrevista com a supervisora, como eu estava terminando a redação, a supervisora saiu para almoçar, não quis esperar 5 minutos e essa etapa ficou para a semana seguinte. A recrutadora disse: Segunda-feira eu te ligo para agenda a entrevista com a supervisora, passou segunda feira e nada. Na terça de manhã liguei, e a recrutadora inventou uma desculpa bem rápida e pediu para eu ir novamente no dia seguinte, fui, fiz a entrevista e a supervisora disse que a recrutadora me ligaria no máximo no dia seguinte com uma devolutiva, mas da parte dela eu tinha passado no processo. Esperei 2 dias e nada, liguei na empresa e a recrutadora disse que não tinha conseguido falar com a coordenadora para me dar uma devolutiva, pediu para eu aguardar até o dia seguinte as 18 hrs, isso já fazem 5 dias, fiquei tão nervosa que liguei de novo, dessa vez acho que ela não quis me atender e pediu pra telefonista passar o e-mail dela para eu me comunicar.
    É um absurdo, eu de verdade cheguei a pensar em mesmo que agora ela me ligar com uma e devolutiva positiva eu não aceitar, se uma empresa faz esse pouco caso com um candidato e tem uma recrutadora desse nível, qual a seriedade da empresa? Gastei tempo, dinheiro, desgaste emocional. Por que não dar um retorno dizendo “obrigada, vc não passou”?. Eu penso que não é feio eu ligar pedindo retorno da entrevista, foi um compromisso que eles assumiram comigo por mais de uma vez. Feio é saber que existe uma pessoa que se disponibilizou a ir 2 vezes e passar a manhã inteira em um local que não tem a dignidade de lidar de forma respeitosa com um candidato. Os brasileiros como sempre se aproveitando de tudo, até da crise, acham que chamar a gente para uma entrevista é um favor que eles fazem e dane-se a resposta e nossas espectativas.
    Lamentável!

You must be logged in to post a comment.

botão emergência ransomware (1)

Busca

Patrocínio

Publicidade




Siga-nos!

Newsletter: Inscreva-se

Para se inscrever em nossa newsletter preencha o formulário.