Carreira

Ξ 16 comentários

Os novos gestores de TI sabem o que fazem?

publicado por Uilson Souza

Saudações,

Pensei em manter o título do artigo anterior com um “parte 2” no final, mas, resolvi ser mais específico…dar nome aos bois!

As recém formadas consultorias de TI vem com o ingrediente a mais no quesito “problema”.

Aquele indivíduo, muito bonzinho, que tem ótimo relacionamento com as pessoas certas e no decorrer do período é promovido a gestor de TI.

Poderiamos achar isso ótimo, pois, a pessoa precisa galgar novos níveis dentro da corporação.

Só um pequeno detalhe:

Esse individuo não é, nem nunca foi técnico, não atuou em nenhum projeto específico de TI, sequer sabe o que “kernel” significa.

Existe possibilidade de que isso dê certo? Sim, com certeza. Desde que o individuo tenha boas conversas com sua equipe, pesquise, entenda os termos e afins da área.

Não precisa se tornar um especialista, mas, tem que ter respostas na ponta da língua, ou na pior das hipóteses, sempre envolver um de seus comandados nos assuntos, para que, possa se interar o máximo possível de determinado tema, pelo menos no que diz respeito à parte administrativa.

Conheço vários casos semelhantes ao citado acima que deram certo. Porém, nem tudo são flores e os finais não são tão felizes como nos filmes e novelas.

Existem aqueles que caíram de para-quedas. Vieram de outras áreas e agora comandam TI em suas corporações, ou simplesmente lideram seus grupos técnicos.

Se encaixam no perfil citado acima, mas, não têm o mesmo interesse em aprender o máximo possível para a tomada de decisões e o pior, se aproveitam do skill de determinado componente da equipe para passar uma falsa idéia de conhecimento.

Não vou aqui entrar no mérito do estrago que este individuo pode fazer no gerenciamento de um projeto…seria doloroso demais e este artigo se tornaria um tanto quanto deprimente.

Vamos nos ater a área operacional mesmo, destacando duas situações comuns onde esses gestores mostram seu real skill:

  • Uma solicitação chega ao gestor. Ele precisa da ajuda de um dos seus técnicos, pois, como era de se esperar, não faz a mínima idéia de como fazer. O técnico explica que, para fazer determinada tarefa é necessário que o gestor envolva determinadas pessoas com skill técnico específicos e conduza o tema de forma a resolver o assunto. No meio da explicação, o individuo já está perdido e pede ao funcionário que conduza o tema em seu lugar, pois, está “ocupado”. Isso porque, anotou em seu caderninho para sílaba, vírgula e respiração que o técnico disse. Quando seu comandado resolve o problema, ele é avisado que o caso foi encerrado e retorna para o solicitante com uma pérola…”resolvi seu problema”. Caso o técnico tivesse feito algo errado a resposta seria “ele não conseguiu resolver o caso”.
  • Nesta situação, o gestor que passar a falsa sensação de conhecimento do tema, estando presente em todo o período de análise e solução do caso. Obviamente é amparado por um de seus analistas técnicos em tempo integral, pega informações a todo momento, não para resolver o problema, mas, para ver de que forma pode passar o caso para outra equipe, pois, além de não saber nada do tema, procura se livrar logo do caso, pois, uma eventual falha no decorrer do tempo, pode lhe ser prejudicial. (Em alguns casos, até gestores de TI com vasto know-how agem assim).

Em determinados casos, um gestor atrapalhado pode até gerar custos desnecessários para a empresa.

Vejam como isso pode acontecer:

Há 4 anos atrás, um analista recebeu um email de notificação de um servidor com um dos discos danificados.

Entrando um pouquinho no campo técnico, este disco estava configurdo com arquitetura RAID1, ou seja, trabalha com um outro HD que o substitui em caso de falha.

O procedimento de troca é simples, rápido e não causa indisponibilidade, nem impacta no funcionamento do equipamento.

O gestor foi avisado do problema e resolveu “mostrar serviço”:

Reuniu 3 analistas, sendo, um para sistema operacional, um para backup e outro responsável pela aplicação que funcionava ali.

Avisamos que não era necessário nada disso, bastava um analista de suporte local acompanhar o técnico na troca do disco, mas, o gestor bateu o pé dizendo que todo cuidado era pouco e que queria se cercar de cuidados.

Depois de muito tentar fazê-lo entender o porque de não precisar disso tudo, resolvemos ceder e fazer o que nos fora mandado. Fomos em 3 pessoas para fazer um serviço que 1 poderia fazer sozinho.

Naquele dia, a entrega do disco novo atrasou e ficamos lá o dia inteiro esperando.

A empresa arcou com, horas extras em fim de semana para 3 analistas, combustível e alimentação sem a menor necessidade.

A área de TI precisa de gestores que saibam o que estão fazendo, tenham conhecimento (pelo menos básico) daquilo a que se comprometem a suportar e saibam como gerir uma equipe.

Sou partidário da idéia de que um bom gestor de TI é aquele profissional que vem galgando degraus dentro da própria TI e já chega à gestão sabendo como agir. Afinal, como posso garantir um belo pão, se a pessoa que está se propondo a fazer, até ontem era um mecânico?

Não estou aqui menosprezando esta ou aquela área de atuação. Só acho que ainda existem os profissionais certos, para a área certa.

Como já disse, alguns casos como este renderam frutos, pois, o profissional procurou se aprofundar no tema de tal forma, que hoje caminha com as próprias perna, sabendo usar de forma sábia o know-how de seu corpo técnico, além do que, sabe conduzir as mais diversas situações.

Um gestor de TI que não sabe o que faz se assemelha a um barco sem capitão, ou um avião sem piloto, por melhor que seja o nível técnico de sua equipe.

Abraços

Uilson

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Compare preços de Uber, 99 e Taxi

Minimum Way

Autor

Formado em Tecnologia em Processamento de Dados pela UNIBAN. Analista de Projetos de TI, atua no design, planejamento e implementação de projetos de tecnologias Microsoft, tais como ISA Server, Forefront TMG, servidores Windows, Windows Clustering e Hyper-V. Também trabalhou como IT Specialist na IBM e como Consultor de TI em empresas como Alcoa, Credicard, Bradesco Seguros, Unilever, Caterpillar e Banco Merril Lynch. Profissional certificado como MCTS em ISA Server, participa do grupo MTAC (Microsoft Technical Audience Contributor), publica artigos técnicos em seu blog no endereço http://uilson76.wordpress.com e também no portal TechNet Wiki (http://social.technet.microsoft.com/wiki) Linkedin: http://www.linkedin.com/in/uilsonsouza Twitter - http://twitter.com/usouzajr

Uilson Souza

Comentários

16 Comments

  • Olha, eu até concordo com você que um conhecimento básico de TI ajuda. Mas o fato é que, em um perfil de gestão, dificilmente você terá um profissional que conheça todas as áreas de TI (desenvolvimento, banco, suporte, rede, …).

    Pensando nisso, eu acredito que o dano é muito maior não quando o gestor não conhece de TI, mas sim quando o gestor não conhece de gestão. Se cercar de bons especialistas e saber ouvi-los faz muito mais parte do perfil de um bom gestor, do que conhecimento técnico específico de cada área. E é aí que mora o perigo.

    Já presenciei em muitas empresas onde o técnico virou líder e gestor, mas apesar de ser um excelente técnico, ele não tinha as habilidades necessárias para fazer uma boa gestão.

    • Newton, muito obrigado pelo seu comentário! Muito bem colocado!
      Concordo com vc, acho que ambos (técnico e gestão) devem andar de mãos dadas. Como disse, o gestor pode até vir de outra área, mas, fazer por onde se informar ao máximo e ter condições de andar com as próprias pernas…sua idéia de se cercar de bons especialistas é uma excelente forma para tal. Não é preciso que se aprofunde na parte técnica, mas, que possa ao menos se envolver nos assuntos pertinentes sem dependenr tanto de um staff técnico.
      Mas, já vi casos onde o (a) gestor (a) simplesmente funciona como um gateway (no sentido amplo da palavra), largando tudo nas mãos do técnico. Isso pra mim é duro…rs
      Também já vi casos como o que especificou e concordo com vc…não é legal…toda boa imagem construida simplesmente vai pelo ralo.
      Repetindo…a habilidade para gestão traz consigo uma boa dose de bom senso que fará o gestor se interar do que está coordenando.
      Abraços e continue participando dos posts!

  • Essa discussão a respeito do perfil ideal para o gestor é antiga, eu entendo que o essencial é um gestor inteligente, curioso, seguro, honesto, humilde, bem informado e hábil na relação com a equipe. Dificilmente um gestor com este perfil falhará.
    Outro ponto importante é que a Gestão é algo exato, requer um perfil com formação em exatas. Eu já vi gestor tentando reinventar a roda. Falhando por não conhecer conceitos de gestão que são abordados em cursos técnicos de contabilidade de segundo grau, conceitos que são repisados nos cursos de administração a engenharia. A coisa evoluía por tentativa e erro. Triste.

    • Grande amigo Erick! Concordo com o que vc disse e talvez vc trouxe a tona a causa…
      Abraços e continue participando!

  • Minha evolução profissional iniciou na área de hardware da época do DOS, hoje eu trabalho com desenvolvimento de software.

    Já trabalhei com gestores que ainda pensam que estamos vivendo a década de 90 a 20 anos atrás.

    A um bom tempo eu vejo a tecnologia como meio para solucionar velhos e novos problemas no mundo dos negócios.

    Um time misto com vivências complementares ajuda, mas só funciona quando as pessoas escutam e queiram entender.

    • Grande William! Obrigado por sua participação aqui. Bom comentário!

  • Minha opinião é: “cada um no seu quadrado”. Gestor de TI tem de ter formação em Gestão da TI. Não é “Oi” mas é simples assim…rs

    Brincadeiras à parte, não basta só ter a formação é preciso também ter o perfil de gestor, no sentido de administrador e no mais, conhecimento técnico e algumas certificações são essenciais. Não vou nem falar de experiência, que não é o caso. Se me permite, deixo alguns links abaixo pra agregar mais ao artigo:

    http://ogestor.wordpress.com/2010/12/03/2010/11/22/voce-e-gestor-faca-o-teste-e-descubra/

    http://ogestor.wordpress.com/2009/06/19/tecnologo-em-gestao-da-ti-saiba-o-que-e/

    Alguns comentários do segundo link são bem legais, se puderem ler também…

    Abs.

    • Luiz…a grosso modo também concordo com vc…mas, creio que com interesse e vontade de aprender, um gestor vindo de outra área de atuação pode dar certo…mas, ultimamente tenho visto o contrário…rs

      Obrigado pelos links. Com certeza vou ler e tenho certeza de que vai agregar muito mesmo!

      Valeu pela participação! Continue nos acompanhando!
      abs.
      Uilson

  • Concordo contigo, isto prova que não se deve promover alguém por questões extra profissionais.
    É imprescindivel que o gestor conheça TI, pois como vai gerir? se não sabe o que esta gerindo?
    Por isso que temos tantos profissionais de TI desmotivados, por conta dos gestores não saberem como tratar as questões do dia-a-dia.
    Ótimo post, parabéns.

    Abraços

  • 2 pontos:

    1 – Acredito que, em posição de liderança, um técnico sem conhecimento de gestão é muito mais prejudicial do que um gestor sem conhecimento técnico.

    Como foi dito no artigo, um bom gestor procura se cercar de técnicos capacitados, procura se inteirar pelo menos do básico para poder responder as perguntas dos stakeholders…. Já um bom técnico, normalmente, acaba querendo “fazer tudo sozinho”, o que só tende ao desatre.

    Mas pior do que esses dois são os gestores que “caem de paraquedas” nas instituições…. Muitas vezes são “sobrinhos” de alguém, e normalmente não são NEM bons gestores, NEM bons técnicos…

    O segundo ponto é: o ideal é um profissional com ambas as visões: que entenda da tecnologia, mas que também perceba que ela é apenas um meio para que a organização atinja seus objetivos estratégicos. Nesse âmbito podemos destacar cursos e certificações como ITIL e CObIT que procuram manter o alinhamento estratégico da TI enquanto proporciona controles e processos para as operações do dia a dia.

    • Thiago, sua colocação é válida, mas, já passei por diversos casos com profissionais que, mesmo com os requisitos listados por vc, eram obrigados a seguir rumo traçado por gestores sem a menor condição. Aí fica dificil. O assunto é muito mais complexo do que pensamos.
      E outro ponto importante (e que cursos de ITIL e CObIT não vão ajudar muito) é o trato com pessoas, a maneira de liderar e lidar com os mais diversos assuntos.
      Não acho que tudo seja o caos, mas, poderia ser melhor, com pessoas de melhor visão.
      Não adianta ter ambas as visões, se um profissional é obrigado a seguir a visão de quem realmente manda.

  • Muito bom o texto, retrata fielmente o que acontece em muitos lugares hoje em dia, infelizmente.

  • Concordo com cada letra do artigo.

  • Pessoal , penso que o titulo esta certo mas tudo tem suas exceções. Quero dizer que concordo com o Wagner quanto é gestão. Passei muito tempo na área técnica e a tempos pude ver que como técnico não teria a mesma visibilidade , influencia e claro $$ . Fui então para areá de Gestão e Governança e Planejamento com certificações em ITIL COBIT ISO e outras já da area técnica que me confirmaram conhecimento.

    não estou na posição que realmente almejo , até porque o sucesso pra mim não é sorte , mas sim conhecimento + oportunidade.
    Mas isso me proporcionou maior projeção, e relacionamento treinamentos que rendem uma grana muito boa por fora.

    Enfim , perfil é uma coisa que realmente pesa em casos como esse.

  • O artigo relata o que ocorre muito hoje em dia.Muitos técnicos estão exercendo esse tipo de cargo de gestor como:líderes,coordenadores e até gerentes sem possuir nenhuma aptidão para tal mesmo se encaixando tecnicamente.A frase ” Caíram de para-quedas” se encaixa perfeitamente em muitas situações da área de TI,pois muitos técnicos indiretamente acabam tomando frente de um cargo onde nem ao menos possuem noção de como funciona,por que não é só apenas gerir,liderar é tomar frentes de decisões,é lhe dar com pessoas,onde é um dos grandes desafios para os gestores em geral.
    #Muito Bom o artigo.

You must be logged in to post a comment.

Busca

Patrocínio

Publicidade




Siga-nos!

Newsletter: Inscreva-se

Para se inscrever em nossa newsletter preencha o formulário.

Artigos Recentes