TI Corporativa

Ξ Deixe um comentário

Mude!

publicado por Alexander Martins

Figura - Mude!Os processos definem métodos, não pessoas. Apesar da lógica da frase a adoção de processos muda a dinâmica do modelo de negócios mas não a concepção do que é “certo” nas pessoas. Muitas enxergam, infelizmente, que o conceito de processo é burocrático e acaba adotando um princípio de contrariedade ao novo modelo de negócios. Logo, ao invés de adotar o processo, cria-se um mundo fantasioso onde o processo é seu inimigo e não que ele está lá para lhe respaldar e garantir o bom funcionamento da empresa.

É hora de pensar fora da caixa da comodidade e encarar que os processos estão e serão cada vez mais rigorosos nas empresas. O fluxo de caixa será cada vez mais diminuto (afinal, o mundo e não apenas o Brasil está em uma crise econômica severa) e é necessário não apenas cortar gastos, mas sim usar cada centavo de maneira inteligente. E se você consegue se sobressair neste modelo de negócio então, meu amigo, você tem um mercado exponencial no Brasil.

Um dos exemplos clássicos que pode melhorar a dinâmica do negócio e criar relutância em usá-lo é o autosserviço, ou seja, a possibilidade do usuário efetuar seu próprio atendimento, tais como instalação / disponibilização de softwares, troca de senhas mediante chaves identificadoras múltiplas (Por exemplo, RG e número da matrícula do funcionário). Tal modelo de negócio poderia ser interpretado como a eliminação de um recurso de TI, porém, a mudança pode e deve ser interpretada como um recurso extremamente inteligente: O próprio funcionário pode contar com o serviço de troca de senha sem a necessidade de aguardar um funcionário executar o procedimento e, com isso, tende a produzir mais rapidamente. O recurso antes alocado para a execução desta atividade, portanto, está apto para capacitar a empresa a produzir algo em vez de se atentar à atividades regularmente simples.

Naturalmente, este mesmo modelo pode ser contemplado podem e devem também afetar a processos que facilitem o andamento da dinâmica da empresa não necessariamente apenas à mão de obra de TI. Workflows desenhados em ferramentas autorais e mesmo freewares permitem o acompanhamento e execução de fluxos mais rapidamente. Aprovações de orçamentos baseados em cargo, ordens de pagamento entre outros podem facilmente ser adaptados à estes produtos e categoricamente mudar a dinâmica do negócio.

Já sei. Provavelmente considera este artigo datado. No entanto, muitas empresas ainda admitem usar o modelo mais tradicional ao invés da automatização de fluxos e processos. Tal recurso, como no começo da matéria, é um “removedor” de empregos na visão pessimista da ideia. No entanto, a dinâmica do mundo moderno começa a onerar a empresa que não visa a manutenção do seu fluxo de negócios. Você se encaixa nisso? Então mude!

[Crédito da Imagem: Mude – ShutterStock]

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Compare preços de Uber, 99 e Taxi

Minimum Way

Autor

Profissional com mais de 18 anos no mercado corporativo e tecnológico, com expertise nas áreas de infraestrutura e suporte de informática, sempre alerta à vanguarda da tecnologia e seu aprimoramento.

Alexander Martins

Comentários

You must be logged in to post a comment.

Busca

Patrocínio

Publicidade




Siga-nos!

Newsletter: Inscreva-se

Para se inscrever em nossa newsletter preencha o formulário.

Artigos Recentes