TI Corporativa

Ξ Deixe um comentário

Funcionários ‘ativistas’, aliados estratégicos para qualquer marca

publicado por Kate Bullinger

Figura - Funcionários ‘ativistas’, aliados estratégicos para qualquer marcaKate Bullinger, Vice-Presidente Executiva da Weber Shandwick, veio ao país para apresentar pesquisa sobre como o engajamento dos funcionários impacta os negócios, incluindo empresas brasileiras.

Durante o 18º Congresso Megabrasil de Comunicação em São Paulo desta semana, a Vice-Presidente Executiva da Weber Shandwick, Kate Bullinger, apresentou uma pesquisa global, em parceria com a KRC Research, sobre como o crescimento do movimento social, impulsionado pela era da mídia digital e social,  está afetando o negócio mundial, incluindo as empresas brasileiras.

A pesquisa conduzida pela Weber Shandwick, em parceria com a KRC Research, revela crescente movimento social impulsionado pela era da mídiadigital e social – o movimento ativista dos funcionários.  A pesquisa global “Employees Rising: Aproveitando a oportunidade em Employee Activism” foi realizada com 2.300 funcionários (dentre eles, 125 brasileiros), em 15 mercados mundiais. O estudo concluiu que funcionários ‘ativistas’ são mais do que funcionários engajados. Eles tornam o seu envolvimento visível, defendem seus empregadores da crítica e atuam como embaixadores, em meios online e offline.

De acordo com o estudo, a tendência está evoluindo rapidamente e os empregadores têm uma grande oportunidade para engajar e capitalizar poderosos aliados e reduzir os impactos negativos, que têm o potencial de afetar a reputação da marca.

Movimentação no mercado de trabalho

  • 90% dos funcionários brasileiros experimentaram uma mudança recente de seus empregadores (mudança na liderança, crises, entre outras).
  • 76% dos funcionários adotaram uma postura defensiva – defenderam seu empregador de críticas
  • Somente 50% dos funcionários brasileiros sabem descrever a atividade exercida por seu empregador
  • Somente 44% dos funcionários brasileiros estão realmente engajados com seu empregador

Employee Activism

[Crédito da Imagem: Funcionários ‘ativistas’ – ShutterStock]

 

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Compare preços de Uber, 99 e Taxi

Minimum Way

Autor

Com mais de 20 anos de experiência, Kate já aconselhou inúmeros CEOs e empresas listadas na Fortune 500 na elaboração de estratégias para maximizar a eficácia da liderança e o desempenho organizacional. Sua série de especialidades inclui: gestão de mudanças, transformação cultural, estratégias de comunicação, desenvolvimento de executivos, relações com o conselho e governança, e gerenciamento de talentos, processos, projetos e planejamento de sucessão. Antes de entrar na Weber Shandwick, Kate trabalhou como Chefe de Gabinete do Presidente e como CEO da Atlantic Philanthropies, uma das maiores organizações filantrópicas do mundo. Nesta função, ela supervisionou a execução de iniciativas de liderança e forneceu uma consultoria contínua para o CEO e o conselho, enquanto a fundação planejava como gastar suas doações e concluir suas atividades em 2016. Kate também aconselhou na comunicação executiva, no desenvolvimento organizacional e na gestão de mudanças, e supervisionou a estratégia e planejamento para os encontros trimestrais do conselho, além de ter sido Chief Communication Officer na fundação. Anteriormente, Kate foi sócia na Mercer Delta Consulting, uma empresa de referência em Change Management, que orienta clientes nível C-suite em uma série de questões de desenvolvimento organizacional. No começo da carreira, ela foi um dos membros fundadores da prática de mudanças na comunicação da agência global Burson-Marsteller e durante sua trajetória, Kate tem sido uma consultora respeitada em empresas como The Atlantic Philanthropies, The United Nations Foundation, Nike, Kimberly-Clark, The New York Times, Novartis, Aetna, OhioHealth, Bristol Myers Squibb, Celgene, Amgen, Frito-Lay, , Pacific Gas and Electric, e Unilever (América do Norte e América Latina). Kate iniciou sua carreira como pesquisadora e associada do programa The Council on Foreing, no EastWest Institute e no Center for Strategic and International Studies. Cursou mestrado em Artes pela Columbia University’s School of International and Public Affairs e é bacharel em Artes pela Denison University. Ela também estudou St. Anne’s college na Oxford University.

Kate Bullinger

Comentários

You must be logged in to post a comment.

Busca

Patrocínio

Publicidade




Siga-nos!

Newsletter: Inscreva-se

Para se inscrever em nossa newsletter preencha o formulário.