Carreira

Ξ 1 comentário

A fábula do ignorante e dos presunçosos

publicado por José Vasconcellos Dias Jr

A fábula do ignorante e dos presunçososLa Fontaine, Esopo e seus pares viveriam epifanias tormentosas por aqui, uma após a outra e outra após essa também…

Do mundo virtual de um conhecido site de relacionamento profissional (como se não fosse assim em TODOS os outros) vem a: “Fábula do Ignorante e dos Presunçosos“:

É mais ou menos assim:

Houve um dia, vagava pelos mares da WEB um Profissional-De-TI-Desalocado que buscava opções de oportunidades mesmo que fora de seu “target principal”. Como todo profissional experiente ele sabia que era fundamental aparecer para o mercado, ter seu currículo difundido e seu “networking” expandido dentro do possível aceitável de forma a poder abranger mais possibilidades de realocação.

E qual a forma de conseguir isso, pensou ele?

Ora! – veio a resposta – Participar de um número racional de listas de discussão e sites de relacionamento voltados para TI e com perspectivas de encontrar, entre seus pares, bons profissionais do mercado.

E assim fez ele, usando uma banda larga barata, pois tinha que tentar reduzir custos para a sobrevivência sua e de sua família, o Profissional-De-TI-Desalocado começou a participar de grupos de discussão, sites de relacionamento profissional e coisas assim buscando inteirar-se mais e melhor com profissionais de seu ramo. E ficou muito satisfeito com o primeiro resultado, em um desses sites ele encontrou um grande número de profissionais intitulando-se: gerentes, coordenadores, líderes de projetos e “chiefs”, enfim o Profissional-De-TI-Desalocado tinha encontrado o Paraíso Da Realocação.

Feliz da vida, ele comentou com sua esposa e alguns pouquíssimos amigos mais próximos, que sentia que sua chance estava próxima, que ele poderia mais logo ou mais cedo estar, novamente, de volta à ativa e que seu currículo, que embora não fosse de causar tanta inveja era digno e experimentado, seria seu passaporte para um reinício de atividades que o levariam a outras e mais outras opções, mesmo que o obrigassem a viagens ou coisa do gênero que ele tanto lia naqueles textos magistrais de tantos líderes do mercado de TI.

E lá foi o Profissional-De-TI-Desalocado iniciar, educadamente, contato com pessoas que estavam anos-luz à frente dele, mas que, pelas próprias exibições de competência e destreza técnica, necessitavam de outros mais que ficassem à sombra de seus cargos para dar continuidade aos seus projetos sensacionais.

Nosso herói procurou o “Diretor-Executivo-Avaliador-Mestre-E-Discípulo-De-TI”, apresentou-se educadamente, falou sobre seu currículo e a agradável coincidência de seus nomes se cruzarem, ele no passado o “Diretor-etc,etc” no presente, em uma grande empresa e, cheio de pruridos, perguntou se haveria a possibilidade de ser aproveitado, em “qualquer carguinho”, para reiniciar sua escalada (mesmo que mais de baixo). o “Diretor-Executivo-etc, etc…” foi bastante receptivo, respondeu quase que prontamente, no dia seguinte:

“É um prazer receber seu e-mail. Sim! Estamos (?) aqui na grande empresa em um projeto de management de longo prazo (uns eternos seis meses). Mas vejo que você é daquele rincão do País onde ainda não temos penetração, então, descendo de meu altar-pessoal, faço uma proposta: que tal você prospectar projetos para que nós possamos participar em parceria, por aí?”

O Profissional-De-TI-Desalocado, de agora em diante PDTD, leu aquilo, releu, ficou tentando entender onde estava essa vantajosa proposta em “prospectar projetos para terceiros” se ele queria um para si, mesmo que pequeno. Tentou esquecer que o “Diretor-Executivo-etc,etc…” existia e continuou sua busca por opções de trabalho. Como já vira outros fazerem, resolveu ele mesmo, apesar de ser um pouco contra seus princípios éticos, invadir o espaço dos outros se oferecendo e pedindo diretamente por uma oportunidade – “Afinal está muito difícil mesmo…” – pensou ele – “… e não há nada de indigno em buscar opções junto aos grandes, é até o mais certo a se fazer!”

E foi o que fez, em um site de relacionamento profissional, o PDTD enviou uma mensagem para todos os participantes de sua “Rede-De-Relacionamentos-Profissionais”, gente que ele nunca vira na vida, oferecendo-se para trabalhar e perguntando por opções.

A resposta foi imediata, dois dias depois ele recebia uma enxurrada de: “vou ver o que posso fazer” em seu endereço eletrônico que quase o comoveu, não fossem elas absolutamente destituídas de qualquer toque pessoal ou “…esse é meu endereço eletrônico de trabalho, me envie seu currículo mais detalhado, por favor!”. Mas o Profissional-De-TI-Desalocado não esmoreceu, dentre a enxurrada de coisa nenhuma havia uma oferta para uma oportunidade em ambiente virtual que parecia promissora, seu perfil para negócios parecia ter encontrado algum eco no que parecia ser uma ótima oportunidade, um projeto que seria lançado dali a três dias. O Profissional-De-TI-Desalocado esperou ansiosamente pela data enquanto fazia e enviava um currículo mais pessoal e detalhado para o endereço de onde viera a chamada.

No dia esperado a grande oportunidade de participar de uma equipe de vendedores de carro foi-lhe jogada graciosamente nas fuças…

[Crédito da imagem: Ignorante – ShutterStock]

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Compare preços de Uber, 99 e Taxi

Minimum Way

Autor

Graduação em Análise de Sistemas – UNESA/RJ e Pós-Graduação em SGBD com ênfase em ORACLE – IESB (fazendo o TCC); Mais de 25 anos de experiência em ambientes de TI. Atuou como DBA CACHÉ em vários clientes com projetos de migração no RJ e em SP. Atuando como free-lance em computação gráfica, desenvolveu animações para comerciais, vídeos institucionais e programas de treinamento, em 3D Studio e 3D MAX. Elaborou manuais técnicos para atender necessidades de usuários em plataformas variadas em diferentes clientes. Mudou-se para Brasília em 2006 iniciando atividade como DBA CACHÉ no projeto PMTUAS para a SES-DF, na CODEPLAN onde interagiu com vários de DBAs de plataformas diferentes, depois atuou em outras atividades de TI em algumas empresas no DF, como analista de sistemas e, também, DBA. Participou de vários cursos preparatórios em ferramentas diversas e bancos de dados. Colabora periodicamente com textos e impressões em diversos sites.

José Vasconcellos Dias Jr

Comentários

You must be logged in to post a comment.

Busca

Patrocínio

Publicidade




Siga-nos!

Newsletter: Inscreva-se

Para se inscrever em nossa newsletter preencha o formulário.

Artigos Recentes