TI Corporativa

Ξ Deixe um comentário

A era dos presidentes de empresa criativos já começou

publicado por Gil Giardelli

A era dos presidentes de empresa criativos já começouProcure por perfis de presidentes e vários tipos aparecerão: o pragmático focado nos números, o estrategista visionário, o rea­lizador mão na massa, e por aí vai. A marca britânica de luxo Burberry escolheu o criativo.

Estilista de carreira, Christopher Bailey, que assumiu o cargo no fim de abril, transformou a Burberry, que era uma grife envelhecida, numa líder no ambiente digital, à frente de Unilever e KLM no Social Media Index Britânico.

Bem-vindos à era do CEO inovador e criativo, que traz o lucro por meio da inovação. O mundo dos negócios e a academia se esforçam para criar um novo nome para essa onda. Uns chamam de capitalismo do propósito; outros, de capitalismo compartilhado ou capitalismo criativo. A lista é longa.

O nome não importa, e sim o movimento. Disney Accelerator, GE Garages, Coca-Cola Startup ­Weekend, Cisco Entrepreneurs são iniciativas de empresas globais que se voltam para a inovação global feita nas garagens e com pitadas de um capitalismo consciente.

Sai a economia do petróleo e entra a energia limpa. A Nissan invade as praças globais com a exposição sobre o futuro das bombas de gasolina. Afinal, quando não existirem mais carros movidos a gasolina, o que faremos com elas?

No Salão do Automóvel de Nova York de 2014, a Land Rover e a Virgin Galactic lançaram o SpaceShipTwo, um veículo para turismo estelar, e o “Airbus do futuro”, previsto para 2019. Trata-se de um avião que usará o calor dos passageiros como combustível e terá teto panorâmico para que eles enxerguem as estrelas.

Pegue as três maiores montadoras americanas de carros — Chrysler, GM e Ford. Em 1990, elas valiam 36 bilhões de dólares e empregavam 1,2 milhão de pessoas. Hoje, as três mais conhecidas do Vale do Silício — Google, Apple e Facebook — produzem dez vezes menos empregos e valem 22 vezes mais.

Um problema para os trabalhadores? Talvez não. Os empregos chatos de apertar parafusos são substituídos por empregos em rede que exigem habilidades emocionais e intelectuais e geram mais riqueza para investir nas garages globais.

Essa nova economia tem como base a ciência hacker com o mantra da universidade colaborativa Minerva Project: “Em rede, a inteligência pode ser dramaticamente ampliada”. Procura-se e paga-se bem por CEOs inovadores, que trabalhem colaborativamente, e garagens de inovação, que criem um capitalismo consciente.

Artigo publicado originalmente em www.gilgiardelli.com.br

[Crédito da Imagem: Presidentes Criativos – ShutterStock]

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Autor

Gil Giardelli é um dos maiores especialistas brasileiros do mundo.com, com 14 anos de experiência na era digital. Gil é web ativista, difusor de conceitos e atividades ligados à sociedade em rede, colaboração humana, economia criativa e inovação digital. Por onde passa, Gil difunde ideias inovadoras e inspira o empreendedorismo social no Brasil através de suas palestras, aulas, e redes sociais. Gil é professor na ESPM (Escola Superior de Propaganda e Marketing) nos cursos de Pós-Graduação, MBA, Miami Ad School e do CIC (Centro de Inovação e Criatividade) e da FIA-USP (Fundação Instituto de Administração), além de palestrar em mais de 600 eventos nacionais e internacionais como o TEDxSudeste, TEDxPortoAlegre, Encontro Internacional EducaRede em Madrid, entre outros. Curador das redes Inovadores ESPM, Sou Empresário e Arca de Gentileza, Gil também promove a inovação digital através dos blogs da HSM e na Você S/A e da Gaia Creative, empresa de inteligência de mídias sociais e inovação do qual é atua como CEO. Alguns dos clientes da Gaia Creative são o Grupo Protege, BMW Brasil, MINI Brasil, SEBRAE, TJSP, TAM, entre outras. Site: http://www.gilgiardelli.com.br

Gil Giardelli

Comentários

You must be logged in to post a comment.

Busca

Patrocínio

Publicidade



Siga-nos!

Newsletter: Inscreva-se

Para se inscrever em nossa newsletter preencha o formulário.

Artigos Recentes