TI Corporativa

Ξ Deixe um comentário

Conhecendo seu publico, ou também pode ser “acabando com o achismo”

publicado por Celso Hora

Em mais um post de dicas para startups mobile chego num ponto crucial para um entendimento mais profundo do negócio e se ele pode vir a ter sucesso ou não: conhecer seu público-alvo. Mas você também pode chamar de “combate ao achismo”.

A minha formação em publicidade e negócios de uma forma geral sempre me ensinou a ser perguntador, curioso e embasado, e não inventor de regras, conceitos e PPTs como vemos por aí. E se teve uma coisa que consegui enraizar dentro de mim nesse tempo de aprendizado (na teoria e na prática) e que sempre procuro compartilhar foi:

Busque a verdade.


E onde você encontra isso?
Respondo! Em um só “lugar”: no uso do seu produto ou serviço, ou seja, com seu público-alvo.

O planejamento da sua empresa, aquele calhamaço de páginas do modelo do seu negócio estará sempre fadado à falha se você não levar isso em consideração.

Todo produto, um simples aplicativo mobile que seja, já nasce para resolver um problema (ou otimizar um processo já criado) de um grupo de pessoas, que tem um tipo de comportamento em comum. Mas como você conseguirá se certificar que esse problema está sendo resolvido com sua solução? Como você vai saber se a funcionalidade nova que você ficou dias desenvolvendo será tão aceita quanto você imaginou naquelas noites em claro?

Só tem uma forma: testando e acabando com o achismo! É aqui que você começa a falar que é, ao invés de “acho que será”.

O conceito de lean startup é de fato uma verdade prática desse meio. Você tem que fazer o mínimo para que sua solução esteja funcional (não quer dizer tosco, por favor!) para que você possa jogar no colo do seu público e falar: usa! E é nesse momento que todo aquele seu planejamento e modelo de negócios pode cair por terra.

Mas tem um lado positivo: eles poderão ser substituídos pela mais valiosa informação que você pode ter… a experiência prática. Nenhuma hipótese é completa se não tem a prática para validar.

Na publicidade há uma vertente que diz que os pré-testes de campanhas e VTs são os famosos “engessadores”, sempre fazem as campanhas de sabão em pó, de carros, de construtoras, etc, serem iguais. Só que o problema é que os resultados aferidos são usados como GPS pelos clientes, e não como bússola. O resultado do teste deve apontar caminhos, identificar tendências e comportamentos parecidos, mas nunca colocar um cabresto na criação como é feito.

Só que a publicidade vende uma promessa, algo lúdico, um sonho. E a sua empresa/startup, meu amigo, materializa. Você tem que tornar palpável toda promessa de resolução de problemas. E o problema tem que ser resolvido de forma completa, senão já era.

Então, prepare-se para vários cenários, estude seu público-alvo, e teste sua solução o quanto antes, seja num protótipo ou num guardanapo de papel. Somente assim você terá certeza se sua ideia foi validada pelo público ou não, se aquela sua ideia inicial vai ser de fato um sucesso, ou se você terá que passar ainda várias noites em

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Compare preços de Uber, 99 e Taxi

Minimum Way

Autor

Profissional de comunicação com mais de 12 anos de experiência no mercado digital, com vasta experiência em search marketing (SEM) e criação de estratégias e ações para social media e plataforma mobile. É fundador e Diretor de Planejamento e Estratégia na Enjoy Inteligência Digital. Enjoy Inteligência Digital Meu/Mundo/Móvel

Celso Hora

Comentários

You must be logged in to post a comment.

botão emergência ransomware (1)

Busca

Patrocínio

Publicidade




Siga-nos!

Newsletter: Inscreva-se

Para se inscrever em nossa newsletter preencha o formulário.