TI Corporativa

Ξ 4 comentários

Apareça bem com os portais de relacionamento profissional

publicado por Gilberto Sudré

Os portais de relacionamento, ou redes sociais, se tornaram uma febre na Internet. Basta observar a quantidade de usuários do Orkut, Gazzag, MySpace ou facebook.

Enquanto a maioria delas tem um objetivo de aumentar o circulo de amizades, outros tem um cunho profissional e pode ajudar a criar o seu networking. Assunto importante e enfatizado pela grande maioria dos consultores de carreira existentes.

Através destes portais você pode incrementar sua rede de contatos, melhorar sua projeção dentro da empresa onde você atua e até conseguir novas colocações.

Mas o que são estes portais? São comunidades com o objetivo de estabelecer relacionamentos profissionais entre pessoas mesmo que distantes. Como atualmente a mobilidade profissional é grande eles nos ajudam a manter contato, mesmo com colegas que mudaram de emprego e empresa.

Na maioria dos casos os portais são gratuitos como o mais famoso deles, o LinkedIn (http://www.linkedin.com/), de longe um dos mais respeitados. Basta fazer acesso ao site, criar seu login e preencher o perfil profissional.

E depois o que fazer? A partir disto é começar a cultivar seus contatos e expandir seu circulo de relacionamento. Para você ter uma relação efetiva, é preciso energia e tempo.

Não se esqueça de manter seus dados do perfil atualizados. Coloque datas e nomes da empresa corretamente para não levantar dúvidas que possam te excluir de um processo seletivo. Escolha e informe, junto de seus dados, várias palavras chaves sobre seus conhecimentos, assim você será encontrado facilmente nas pesquisas.

E será que funcionam? Eu mesmo tenho vários exemplos de amigos que encontraram novas colocações através de portais como este. Atualmente muitos profissionais de recrutamento já admitem que os portais de relacionamento profissional se tornaram sua segunda fonte de referências, só perdendo para os bancos de currículos.

Tenha cuidado para não divulgar informações pessoais de forma indiscriminada. Para o recrutamento isto não é necessário pois podem ser obtidas no ato da entrevista.

Um ponto importante: não se deve entrar em uma rede profissional como interesse apenas de buscar novas oportunidades assim como quem entra no Orkut não está desesperado por novos amigos. Use a rede para fazer seu networking mas tenha certeza que isto leva tempo.

Ou Seja.. não deixe para correr atrás apenas quando perder o emprego

Lembre-se de que as redes profissionais atuam como uma vitrine, onde o usuário pode contar sua experiência, apresentar projetos e enfatizar suas melhores qualidades.

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Compare preços de Uber, 99 e Taxi

Minimum Way

Autor

Professor, Consultor e Pesquisador nas áreas de Segurança da Informação e Computação Forense . Palestrante de Tecnologia. Coordenador do Laboratório de Segurança da Informação – LABSEG do Ifes - Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do ES. Integrante do Comitê de Tecnologia da OAB-ES. Membro do comitê técnico CB21/CE27 da ABNT sobre Segurança da Informação. Membro fundador da CSA - Cloud security Alliance. Comentarista de Tecnologia da Rádio CBN, TV Gazeta, Jornal A Gazeta, Revista ES Brasil, Revista Espírito Livre e Portal TIEspecialistas. Autor dos livros Antenado na Tecnologia, Redes de Computadores e Internet:O encontro de 2 Mundos. Fã de Tecnologia e apaixonado pela Fotografia. Mantem o blog http://gilberto.sudre.com.br com as suas publicações, seus programas de TV e de Rádio.

Gilberto Sudré

Comentários

4 Comments

  • Minhas desculpas se o meu Português não é das melhores …

    A rede LinkedIn é muito bom para as redes profissionais. Não é tão sensíveis como o Facebook ou o MySpace. Também é vista com maior respeito do que o Facebook ou o MySpace.

    Demasiado Muitos olham para a rede como algo que pode ser adquirida em alguns dias, semanas ou meses – os melhores redes de levar anos. Meu LinkedIn é agora mais de 10 anos, meus grupos são mais de 3 anos. Resultado – mais de 5.000 pessoas que têm contato direto em todo o mundo. Você pode limitar ao seu próprio país, ou um grupo de países. Para mim, meu trabalho é global, então eu escolho o mundo.

    É verdade que os recrutadores estão usando as mídias sociais para a contratação – mas o ônus é do pesquisador trabalho para verificar se torna ainda mais importante quando se utiliza esses canais.

    Concordo que não demasiada informação pessoal deve ser em qualquer site – até mesmo empresas de cartão de crédito estão sendo invadidos. Com essas violações, que tendem a não ser um apreensivo de fazer registros médicos eletrônicos, algo que muitos países estão desejosos de realizar.

    Bom artigo Gilberto!
    um abraço

  • “Falou e disse”, Gilberto. De uns tempos pra cá, tenho levado o networking realmente a sério. E confesso que já colhi alguns frutos. Ótimo artigo.

You must be logged in to post a comment.

Busca

Patrocínio

Publicidade




Siga-nos!

Newsletter: Inscreva-se

Para se inscrever em nossa newsletter preencha o formulário.