Tecnologia

Ξ Deixe um comentário

Ações de informática pública no ES

publicado por Victor Murad Filho

A informática pública tem como um de seus objetivos fazer com que os serviços públicos estejam cada vez mais qualificados e próximos do cidadão. Outra meta importante é possibilitar a redução dos gastos governamentais no setor de TI.

No Espírito Santo, o Instituto de Tecnologia da Informação e Comunicação do Estado (Prodest) tem contribuído para isso se tornar uma realidade. Neste ano, a autarquia concluiu os trabalhos para a implantação da Rede Metro.ES/Metrovix que atende a mais de 100 órgãos estaduais com fibra óptica, em Vitória.

Com velocidades de 1 a 10 gigabits por segundo, a Rede contempla hospitais, escolas, delegacias e diversos tipos de repartições públicas. Além disso, possibilita a expansão do uso de recursos como a videoconferência, o videomonitoramento em apoio às atividades da segurança pública, o compartilhamento de imagens em hospitais para diagnóstico dos pacientes e treinamentos e cursos na modalidade educação a distância.

A Metro.ES/Metrovix também propicia a diminuição de gastos com telecomunicações (links de dados para internet e telefone) e o aumento da eficiência do gerenciamento eletrônico de documentos e do sistema de armazenamento e de recuperação de dados (backup).

Outro segmento importante para a consolidação da informática pública é o desenvolvimento de sistemas que aumentam a eficiência da gestão governamental. Em parceria com a Secretaria de Estado de Gestão e Recursos Humanos (Seger), o Prodest criou o Sistema de Gestão de Despesas (Siged) que ajuda os órgãos do Poder Executivo a ter um maior controle dos gastos e a estabelecer metas para a redução de custos.

Esse sistema verifica os resultados do Programa Mais com Menos, do Governo do Estado, e possibilita analisar, por exemplo, o consumo de água por pessoa ou o gasto de energia por metro quadrado. Para o setor público de TI conseguir resultados ainda melhores, é necessária a troca de experiências com outras instituições que atuam neste segmento.

Com esse objetivo, estamos envolvidos na organização da 41ª edição do Seminário Nacional de TIC para a Gestão Pública (Secop) que será de 11 a 13 de setembro, no Centro de Convenções de Vitória. O evento é o mais importante do setor público de TI na América Latina e abordará ações que mostram como a tecnologia pode contribuir para melhorar os serviços públicos prestados à população.

O Seminário terá como tema central “Governo sem Papel”. Os debates buscarão integrar conceitos e experiências em assuntos relacionados a gerenciamento de conteúdo eletrônico, gestão de processos de negócios, processos administrativos digitais, certificação digital, gestão do relacionamento com o cidadão e oferta de serviços on-line.

No Secop, serão divulgados os vencedores do Prêmio Excelência em Governo Eletrônico (e-Gov). Esta iniciativa prioriza desenvolver ações inovadoras no setor de TI em todos os segmentos da administração pública. Os interessados podem se inscrever pelo site www.premio-e.gov.br – Menu Inscrições – até 26 de julho. Cada instituição pública pode participar com até três trabalhos nas categorias e-Serviços Públicos e e-Administração Pública.

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Autor

Victor Murad Filho já atuou como diretor de Tecnologia da Informação do Tribunal de Justiça e ocupou o cargo de vice-presidente da Associação Brasileira de Entidades Estaduais de Tecnologia da Informação e Comunicação (Abep). No Poder Judiciário, participou de dois grandes projetos: Sistema de Cálculo e Arrecadação de Custas da Corregedoria Geral de Justiça e do Processo Eletrônico. No segundo, o Espírito Santo foi escolhido pelo Conselho Nacional de Justiça (CNJ) como o Estado piloto para comandar a evolução do sistema digital de acompanhamento e andamento processual. Esse projeto foi vencedor do Prêmio Innovare (maior prêmio governamental do Poder Judiciário no País) e conquistou prêmios nacionais e internacionais, tais como o TI&Governo e o Oracle Open World. Outra ação foi estabelecer parcerias com as Secretarias de Estado de Saúde e de Educação, fazendo com que o Prodest passasse a administrar sistemas e a hospedar equipamentos desses órgãos. Isso possibilitou a efetivação dos sistemas de Educação Digital e de Saúde Digital. Murad também foi agraciado com o prêmio nacional “Notabile” como a personalidade mais inovadora no âmbito governamental. Além disso, foi conselheiro para Governo Eletrônico da Câmara E-net no projeto Mercosul Digital (ação que busca estabelecer condições para que exista um fluxo no comércio eletrônico entre os países do Mercosul e da União Europeia). Murad foi consultor no projeto Pacote Legislativo do Setor das TICs, em que ajudou o governo de Angola a normatizar as políticas publicas de tecnologia da informação e comunicação. Murad foi o principal gestor do Prodest de abril de 2008 a setembro de 2009. Na primeira passagem pelo órgão, foi o autor do projeto do Data Center do Estado, sediado na autarquia e considerado uma referência nacional na área de TIC.

Victor Murad Filho

Comentários

You must be logged in to post a comment.

Busca

Patrocínio

Publicidade


Siga-nos!

Newsletter: Inscreva-se

Para se inscrever em nossa newsletter preencha o formulário.

Artigos Recentes