Gestão de Conhecimento

Ξ 1 comentário

A síntese do conhecimento

publicado por Roni Martins

Como profissional que atua na tecnologia da informação e em gestão organizacional, poderia ser qualquer outra área do conhecimento, tenho me perguntado qual o meu papel na macrocosmo e que contribuição posso trazer ao mundo, mais do ponto de vista profissional, ou mesmo como cidadão, que auxilie a torna-lo melhor, pois tenho certeza que o resultado do Todo (mundo) é igual ao nível de pensamento e, consequentemente, das  ações e atitudes de cada um dos seus habitantes. Como esta reflexão tem me levado a conjecturar sobre variáveis muito complexas, então, me limito ao microcosmo, ao meu mundo profissional e pessoal, seguindo a analogia do pássaro que enchia o seu bico de agua e levava a sua contribuição para apagar o incêndio na floresta, onde tento visualizar que comportamento, atitudes e ações que posso desenvolver e aplicar no sentido de deixar registros positivos nas relações pessoais e profissionais que venha a desenvolver e/ou minha atuação, com projetos, soluções e ideias, pelos locais por onde eu venha a passar.

Estes questionamento levaram a estudos que conduzem ao entendimento que somos resultados do que pensamos e sempre  no movemos na direção dos nossos pensamentos. Pois é justamente sobre o pensamento e o fato que está somente em nós a decisão de evoluirmos no modo de pensar, sendo o modo de pensar a mola mestra ou nexo causal para a contribuição que podemos dar ao mundo, já que tudo que é materializado no mundo físico é porque anteriormente já havia criado forma no mundo mental,  que eu gostaria de avançar um pouco mais  por uma das inúmeras vertentes do tema que é a escola de pensamento oriental e ocidental,  registrando que nas ultimas décadas temos assistido, através de trabalhos científicos, que a Física Moderna encontra liames com o misticismo e sobre isto o espiritualismo oriental e os livros “O Tao da Física”  e  “ O Ponto de Mutação”, ambos de Fritjof Capra, são ótimos exemplos para tentarmos evidenciar a tese e fortalecer a reflexão. O pensamento mecânico e cartesiano do ocidental, onde tem como verdade que o estudo de um determinado fenômeno deve ser realizado a partir da observação das partes que o compõem (analítico), conduz a realização cientifica criadora e a ciência caracteriza-se na melhor ferramenta da mente ocidental, sendo então um dos caminhos na busca pela verdade e do avanço da humanidade.

Por outro lado, no pensamento oriental o conhecimento tem como fonte, também, a intuição e percepção e onde a ênfase é sobre o Todo e o contato com a realidade (pensamento holístico), tendo como ponto forte o pensamento sistêmico e a imaginação criadora. No pensamento holístico, somente para exemplificar melhor, considera-se que cada parte funcional de um sistema qualquer interfere no todo e o todo em cada uma destas partes.  Do ponto de vista prático, ambas as escolas de pensamento se complementam e ambas têm contribuído no desenvolvimento da humanidade de uma forma geral.

A aproximação da ciência moderna e o conhecimento e sabedoria oriental esta gerando novas maneiras de pensar o mundo e hoje na administração empresarial, somente para citar um dos campos de conhecimento, o pensamento sistêmico já esta sendo orientado como complemento (Peter Seige) ao diagnóstico empresarial, justamente em situações complexas onde o pensamento cartesiano já se demonstra como insuficiente para estabelecer a verdade ou conhecer o Todo. Quanto ao pensamento oriental ou ocidental, partindo da Escola de Pensamento para o estabelecimento das variantes do processo de desenvolvimento da humanidade não precisamos renunciar a um ou a outro, basta deixar ambos coexistindo e se complementando.

Em consequência no ocidente o foco no aspecto material da vida tem gerado desenvolvimento tecnológico e, consequentemente, aperfeiçoamento das comodidades físicas. No oriente, devido à ênfase maior dado a realidade espiritual, o poder mental, também, tem sido empregado na concentração e meditação e em profundos estudos filosóficos e metafísicos, tendo como resultado deixado para a humanidade uma ampla e profunda compreensão da vida. Penso que estas escolas do pensamento quanto atuando em conjunto, produzindo a síntese do conhecimento, nos ajudará a descobrir a essência humana e esta nos permitirá viver em harmonia com tudo que existe.

Neste contexto a ciência da meditação, entendendo que meditação não é religião, não é rezar, não é ter que crer ou acreditar, como possiblidade de correto emprego da mente e com potencial de aproximar a humanidade do proposito da vida e do caminho para a transformação do mundo, é um dos exemplos de praticas que se fortalecem com os sistemas de pensamentos ocidental e oriental, respectivamente com a ciência (a parte mais racional, teórica) e a o pensamento sistêmico (a parte de observação e conscientização), obtendo o necessário equilíbrio e conduzindo a síntese do conhecimento, pois somente pela via do conhecimento cientifico o homem não encontrará a solução para os principais problemas que afligem a raça humana.

 

No livro “O Ponto de Mutação” Capra defende a necessidade de mudança rápida de atitude para que se possamos contornar os grandes problemas da humanidade. Tudo isto tem muito a ver com o “Como conhecer o proposito da vida e contribuir com a transformação do mundo”, justamente o que fala Eckhart Toole no seu livro “Despertar de Uma Nova Consciência”, livro disponível para download na internet.  Uma nova espécie está surgindo no planeta e a sincronicidade, termo adotado por Jung para definir acontecimentos que se relacionam não por relação causal e sim por relação de significado, permitirá que muitas delas vivenciem o despertar da consciência, com reflexo positivo nas relações com outras pessoas e nos  locais por onde passem, caracterizando uma maior contribuição para a humanidade. Esta nova espécie está surgindo agora, e você faz parte dela, diz Toole.

 

 

 

Roni Martins

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Autor

Um dos 100 IT Leaders 2012, venho atuando há mais há mais de vinte anos no mercado, em empresas de grande e médio porte, na função de executivo de TI e executivo ligado a Gestão Organizacional, ocupando os cargos de Gerente de Tecnologia da Informação , Gerente Qualidade, Diretor de Tecnologia da Informação e Consultor Organizacional. Atualmente, outubro de 2012, procurando uma nova oportunidade de trabalho na região Sul, mais precisamente em Porto Alegre e/ou região metropolitana de POA.

Roni Martins

Comentários

1 Comment

  • Oi, tudo bem?? Só uma pequena correção: o nome correto do escritor é Eckhart Tolle.

You must be logged in to post a comment.

Busca

Patrocínio

Publicidade



Siga-nos!

Newsletter: Inscreva-se

Para se inscrever em nossa newsletter preencha o formulário.