Carreira

Ξ Deixe um comentário

Você é Empreendedor?

publicado por David Stephen

Olá amigos.
Vivemos num país onde todo mundo se julga empresário, administrador e técnico de futebol.  Não adianta discutir – todo mundo tem uma receita de bolo para dar certo e uma escalação perfeita para a seleção brasileira. Em minhas palestras eu costumo indagar: se administrar uma empresa fosse fácil ninguém passava 4 anos fazendo um bacharelado em administração.  Imagine empreender um negócio, que nem faculdade tem para isto?  Este é um campo fértil para as mais translocadas atitudes “empreendedoras”, e porque não dizer, muitas vezes suicidas!

O Brasil é o segundo país mais empreendedor do mundo, atrás apenas dos Estados Unidos. Aqui, em se plantando tudo dá!  Mas, quando olhamos para o outro lado da mesa, vemos um dos maiores índices de mortalidade das micro e pequenas empresas.  Segundo a pesquisa do Sebrae divulgada em outubro de 2011, esta taxa pode chegar a 43% em alguns estados para empresas com até 2 anos.

Um dos campos mais férteis para o empreendedorismo no Brasil está, sem sombra de dúvidas, no mercado da Tecnologia da Informação.  Graças a nossas mentes criativas e a um mercado onde a principalcommodity é o pensamento, grandes oportunidades se espraiam por todas as regiões do Brasil e, principalmente, fora do país, onde mercados como o de games e de soluções Web têm se beneficiado enormemente de nossos talentos.

Mas mesmo em um mercado aparentemente tão acessível, desenvolver um produto e começar a vender não é regra sinequanonpara o sucesso.  Muitos jovens empreendedores quebram antes mesmo de atingir voo de cruzeiro porque ignoram que o Empreendedorismo é uma Ciência, diferente de Administração e das demais ciências aplicadas.  Poderíamos aqui enunciar 10 mandamentos, 7 segredos e 20 receitas empacotadas para o sucesso de sua empresa, mas estaríamos chovendo no molhado, pois, como todo e qualquer adolescente que acaba de sair da puberdade, o jovem empreendedor muitas vezes prefere contrariar alguns teoremas científicos elementares e, em detrimento de aconselhamentos e literaturas, trilhar por caminhos épicos, seguindo passos de ídolos como Steve Jobs, Bill Gates, ou mais recentemente as vedetes doFacebook (Zuckerberg) e da Google (Larry Page e Sergey Brin).

Então, em vez de regras de sucesso ou receitas de bolo para o êxito em empreendimentos, vamos fazer o contrário: algumas dicas sobre o que NÃO se deve fazer ao iniciar um empreendimento:

  1. Contratar quem você não pode demitir.  Refiro-me aqui a pessoas da família ou amigos íntimos que não tenham nada a contribuir exceto com a sua lealdade;
  2. Convidar sócios por amizade ou relações familiares. Cuidado com a montagem de sua sociedade.  O sócio, assim como todo e qualquer colaborador a ser contratado, deve ter ativos a injetar em sua empresa, além de princípios éticos, é claro.  Os ativos a que nos referimos são capacidades, talentos ou simplesmente GRANA, sem as quais você REALMENTE não consiga levar o negócio adiante;
  3. Informalidade.  Estabeleça relações claras e DOCUMENTADAS com tudo e com todos.  Não prescinda de contratos que garantam: propriedade intelectual, continuidade dos serviços básicos de fornecimento de seus insumos e mão de obra, confidencialidade, etc;
  4. Coração acima da razão.  Também diga não ao contrário.  A razão e o coração devem estabelecer uma relação de respeito e igualdade.  Quando o coração assume a liderança há espaço para a impulsividade, negligência e outros fatores que poderão quebrar seu negócio em pouco tempo.  Mas a razão pura não consegue ter energia suficiente para chegar longe – o segredo está no equilíbrio.  Se você não consegue estabelecer este equilíbrio, procure um sócio (gerente) que lhe imponha este contrapeso.
  5. Dinheiro acima de tudo.  É comum cedermos a tentações de desvirtuar os rumos traçados em nosso planejamento simplesmente por uma boa proposta financeira.  Quer seja para compra antecipada de seu negócio, quer seja na assunção de um cliente ou serviço fora de escopo, tudo isto pode dispersar suas energias e tirar o seu foco do alvo almejado.  Foco é um dos segredos do sucesso.

Se você acha que acabou, enganou-se.  Lembre-se: empreendedorismo é Ciência, e como toda ciência, deve ser estudada e levada a sério.  Ou você se aprofunda nela ou se cerca de pessoas que possuem tal conhecimento.  De outro modo, vamos confiar na sorte e no Zeca Pagodinho, quando diz: “deixa a vida me levar – vida leva eu“.

Mas atenção !  Não estou querendo aqui, de modo algum, desestimular você, ou esses jovens brilhantes com uma ideia na cabeça e um sonho no coração.  Apenas peço que pensem em alguns erros comumente cometidos por mais de 99% dos empreendedores que fracassam.

Ah, e tem mais.  Não acredite 100% em mim.  Também tive sucessos e fracassos.  Procure conhecer mais cases de outros empreendedores.  Conhecimento nunca é demais!

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Compare preços de Uber, 99 e Taxi

Minimum Way

Autor

Engenheiro de formação. Empresário dos segmentos de educação e tecnologia. Empreendeu diversos negócios nas áreas de TI e Educação Profissional. Fundador do Ibratec (Instituto Brasileiro de Tecnologia), primeira escola técnica de informática particular do nordeste (1994). Fundador da Unibratec (primeira faculdade de educação tecnológica do nordeste e uma das 10 primeiras do Brasil (2002). A Unibratec foi eleita a melhor faculdade de informática do Brasil pela revista Veja de janeiro de 2007. Em 2006 implantou o projeto piloto Unibratec28horas, que transmitiu o primeiro curso técnico via satélite do Brasil, em parceria com o Governo do Estado de Pernambuco (SECTMA/PE), atendendo a mais de 1.000 estudantes da rede pública estadual no interior de Pernambuco e 400 alunos da própria instituição, o que se configurou como a primeira PPP, mesmo antes da lei das parcerias público-privadas. Em 2008 vendeu suas ações da Unibratec para se dedicar exclusiva e especificamente a projetos na área de EAD (Educação a Distância). Criou 2 empresas de educação profissional a distância: a Teleport (empresa de transmissão de conteúdos via satélite) e a Etebrax (Escola Técnica do Brasil), que foi a primeira instituição de ensino a transmitir cursos técnicos de segurança do trabalho, administração e agente comunitário de saúde, via satélite, pelo método telepresencial conectado. A rede Teleport/Etebrax atingiu mais de 30 polos de apoio presencial em 13 estados da Federação. Ainda pela Teleport, transmitiu o primeiro curso via satélite do Sebrae em todo o território nacional, através do Programa Sebrae-Conecta (parceria Sebrae/Teleport). Em 2011 vendeu suas ações nas duas empresas para montar seu mais novo empreendimento educacional: A Acadetec (Academia Tecnológica do Brasil). Um portal de cursos online que utiliza uma plataforma de EAD, também desenvolvida pela sua equipe, com recursos inovadores e sofisticados: o Havonna, que já está em sua versão 2.02. Ainda pela Acadetec, desenvolveu projeto de credenciamento de 10 cursos técnicos online que se encontra em fase final de autorização pelo Conselho Estadual de Pernambuco. Contato: Email: david.stephen.barros@gmail.com Blog: http://davidstephenbarros.blogspot.com.br Linked-In: http://www.linkedin.com/profile/view?id=89343330 Mobile: +55(81)9727-1707 Conheça meus mais novos empreendimentos educacionais e tecnológicos: Academia Tecnológica do Brasil www.acadetec.com.br Havonna: Plataforma de EAD para Empresas e Instituições www.havonna.com.br

David Stephen

Comentários

You must be logged in to post a comment.

Busca

Patrocínio

Publicidade




Siga-nos!

Newsletter: Inscreva-se

Para se inscrever em nossa newsletter preencha o formulário.