Segurança da Informação

Ξ Deixe um comentário

Uma historia real

publicado por Wladimir Gonçalves

Resultados alarmantes foram anunciadas depois de uma recente pesquisa realizada pelo Ponemon Institute Research  e Juniper Networks. O resultado tem relação com o que temos visto na mídia recentemente; hackers são quase sempre bem sucedidos em seus esforços para invadir um site, e pará-los não é tarefa fácil.

A noticia mostra que 90% das empresas sofreram algum tipo de ataque nos últimos 12 meses. Mais de 77% que sofreram ataques tiveram realmente problemas internos devido ao sucesso dos hackers na invasão.
Os entrevistados relataram ter uma confiança muito baixa na sua capacidade em evitar ataques. Muitos acreditam que simplesmente não estão preparados.

53% também acreditam que vão enfrentar algum tipo de ataque nos próximos 12 meses.

Ataques a sites são muitas vezes utilizando vulnerabilidades clássicas como  “SQL Injection e Cross Site Scripting (XSS). “

Quais são as maiores barreiras à implementação de uma estratégia de segurança eficaz?

 

Quase metade (48%) das empresas pesquisadas disseram que encontraram os procedimentos de segurança muito complexo de implementar. Outros 48% também mencionaram a falta de recursos. As empresas estão observando os custos de procedimentos de segurança e práticas complexas  e, analisando-os como caros de implementar.

Desta forma passam a verificar possibilidades mais baratas.

Scanners de vulnerabilidade estão se tornando uma forma cada vez mais eficazes em  detectar falhas e tomar medidas corretivas com custo reduzido.
Quanto às conseqüências destes ataques, as empresas estão vendo que o roubo de informação e interrupções de negócios são as perdas mais graves. Com tanto dinheiro sendo perdido em violações, as empresas precisam investir mais dinheiro em mais medidas de segurança preventiva mesmo com custo reduzido.
“O que se vê, é que no ambiente de hoje, sistemas “hackeados” é quase uma certeza estatística”.

 

Um fato real

 

Ele avisou que haveria uma invasão nos sites da corporação, mas ninguém tomou atitude.

 

Por varias vezes o analista de SI informou a TI que havia vulnerabilidades nos desenvolvimentos de web sites da corporação. Ele analisou, identificou, reportou e apontou que deveriam ser levados em consideração para acerto, no entanto não foi atendido.

 

Meses se passaram e atualizações de patches foram instaladas, novos dispositivos foram colocados para melhorar a segurança do perímetro, no entanto a aplicação não havia uma única linha de código atualizada para proteção, somente linhas para melhorar o atendimento ao cliente e agilizar o negócio.

 

Quantos de vocês já ouviram esta história?

 

Quando isto ocorre, a própria TI perde, junto com a corporação, ela leva a culpa por não observar diretrizes e parâmetros de segurança em seu desenvolvimento interno.

 

Uma notificação de segurança em pró-atividade é melhor que uma invasão e conseqüente pichação do site desenvolvido, Seja ele terceirizado ou de desenvolvimento interno, o papel da SI tambem é analisar vulnerabilidades possíveis e passiveis.

 

Um exemplo digno de acerto ocorreu em certa ocasião, quando uma analise feita em um  site brasileiro nos EUA. A analise demonstrou mais vulnerabilidades no site do que buracos em um queijo suíço. Uma notificação enviada aos detentores do site neste país alertou o problema que para maior surpresa, foi resolvida em pouco mais de duas semanas. Impressionante a preocupação e melhor para a Corporação como a situação foi resolvida em tempo hábil.

 

A mesma situação ocorrida na corporação com um site disponível somente no Brasil não teve a mesma atenção e resolução de suas vulnerabilidades. Adivinha o que aconteceu com este site?

 

Estava La uma pichação brasileira aos modos tradicionais dos usuais invasores.

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Compare preços de Uber, 99 e Taxi

Minimum Way

Autor

Wladimir Gonçalves Junior Profissional com mais de 15 anos na área de TI, com ampla vivência na implementação de projetos críticos em infra estrutura de TI e segurança com diversas certificações e cursos internacionais em Segurança da Informação, tais como FIH, MCSO, CISM, Forense Computacional, Microsoft Exchange, Microsoft TCP/IP, ACUNETIX Specialist, PMP, entre outros Integrante de diversos Grupos de Segurança da Informação. blog: http://securityserverinfo.blogspot.com http://sunlit-brasil.blogspot.com http://securityserverinfo.wordpress.com/ website www.securityserverinfo.com.br partner na http://www.sunlit.com.br http://br.linkedin.com/in/wladimirgjr twitter: @w_goncalves http://branchout.com/Wladimir.Gonçalves

Wladimir Gonçalves

Comentários

You must be logged in to post a comment.

Busca

Patrocínio

Publicidade




Siga-nos!

Newsletter: Inscreva-se

Para se inscrever em nossa newsletter preencha o formulário.

Artigos Recentes