TI Corporativa

Ξ Deixe um comentário

Um rio de projetos – o legado dos jogos e do petróleo

publicado por João Ricardo Martins Cezar

Um rio de projetos – o legado dos jogos e do petróleoSe observarmos algo em torno de 30/40 anos atrás, havia uma reserva de mercado como proteção da indústria nacional, e de certo ponto restritivo aos avanços e modernidades que o mercado precisava e cobrava. Não tenho a intenção de levar esta matéria a uma análise econômica ou politica, apenas constatar os movimentos e as oportunidades oriundas dos ajustes de mercado.

Em seguida, tivemos uma abertura de mercado, a globalização, implementando um modelo competitivo de concorrência internacional, expondo a indústria que em alguns segmentos estava sucateada. Passamos por um período de desindustrialização e forte crescimento do setor de serviços. A decorrência foi um ajuste nas forças produtivas internacionais e um reposicionamento de nossos setores de mercado.

Passamos por duas crises de petróleo, e depois de fortes investimentos “atingimos” nossa autonomia (em óleo pesado), mas o caminho do petróleo é irreversível e imprescindível devido as nossas reservas e sua participação no PIB (a matriz energética não será abordada nesta matéria embora importantíssima como fator de geração e demanda de novos projetos).

De outro lado temos os gaps de infraestrutura, este secular, devido a implantação de iniciativas distorcidas (e interesseiras) frente às necessidades do país, e vemos agora a corrida para melhoria de portos, aeroportos, estradas e infraestrutura em geral, na tentativa de recuperar o tempo perdido. Se somarmos a isto o boom da construção, devido ao déficit de moradias e acomodação hoteleira, então confirmamos a tendência de mercado para os próximos anos.

Mas hoje já temos uma demanda enorme por projetos, devido a prospecção das grandes reservas de petróleo (muitas em produção) e os próximos grandes eventos do país (jogos da copa do mundo e olimpíadas), que evidencia nossa infraestrutura (já pudemos avaliar as demandas na JMJ e na copa das confederações), colocando grandes gargalos em questão.

Se estendermos nossa avaliação a cadeia de valores destes segmentos fica claro o circulo virtuoso destas iniciativas em toda sua extensão (fornecedores, parceiros e clientes). Hoje consórcios estão à frente das grandes obras de infraestrutura necessárias ao país, e contribui como fator multiplicador e gerador de novas oportunidades.

Na extensão desta cadeia de valor, vemos o aumento da concorrência das empresas de engenharia, o aumento da especialização e da necessidade de um planejamento detalhado. Onde antes a margem de risco absorvia algumas indefinições e incertezas, hoje pode ser o fator de perda de uma concorrência, projeto, ou de redução da lucratividade absorvendo a falta destes entendimentos.

O ralo da lucratividade não está somente no planejamento, mas também na execução, na capacidade de construir os controles em cada etapa do projeto, permitindo em tempo transparência, análise, correções e ajustes necessários ao processo.

Nem tudo é dificuldade, pois há soluções em sistemas que englobam todo o ciclo de projeto: orçamento, planejamento e execução, integrada com ferramentas de produtividade como Excel e Project, necessárias ao dia a dia do engenheiro de projetos.

O que fica claro para nós que estamos na consultoria de negócios é que a maturidade e assertividade em projetos serão requisitos imprescindíveis na participação e atendimento com qualidade e lucratividade a este legado de projetos, e que esse ciclo se estenderá ainda por muito tempo.

[Crédito da Imagem: Projeto – ShutterStock]

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Compare preços de Uber, 99 e Taxi

Minimum Way

Autor

João Ricardo Martins Cezar - profissional de TI com mais de 20 anos de experiência em projetos de Gestão Empresarial, de diversos portes e complexidade, formado em Economia e especializado em Processos Empresariais, colabora com artigos para este site, diretor na EBS IT Software, desenvolve projetos de Social Business e Redes Sociais Corporativas, ainda dentro das expertises e alianças projetos de Gestão Empresarial (ERP) e Gestão de Recursos Humanos (RH).

João Ricardo Martins Cezar

Comentários

You must be logged in to post a comment.

Busca

Patrocínio

Publicidade




Siga-nos!

Newsletter: Inscreva-se

Para se inscrever em nossa newsletter preencha o formulário.

Artigos Recentes