Carreira

Ξ Deixe um comentário

Sucesso não é por acaso!

publicado por João Batista Balbino

Estamos no limiar de muitas transformações, onde a cada dia nossas relações são moldadas e dirigidas de acordo com padrões pré-estabelecidos. Nesta metamorfose ambulante, vivemos freneticamente buscando nosso lugar ao sol, nosso espaço no mundo, ou seja, o “sucesso” a qualquer preço.

Sucesso é um substantivo masculino que significa: O que está por vir; consequência positiva; acontecimento favorável; resultado feliz; êxito.

Se analisarmos com atenção, veremos que a palavra “sucesso”, refere-se a resultado, consequência e não a objetivos, mas, muitas vezes em meio a nossa rotina, sucumbimos, passamos a utilizar o senso comum e perdemos o “foco” para o que de fato nos importa; nossos objetivos.

Muito me chamou a atenção, uma entrevista do “Silvio Santos”, onde ele enfatiza que o sucesso é conquistado diariamente em tudo o que fazemos com amor e paixão e que este, não deve ser o nosso único alvo, mas sim, deve ser entendido como um prêmio em consequência dos objetivos traçados e alcançados. Tornou-se ainda mais interessante esta entrevista, pois, podemos ler nas entrelinhas que Steve Jobs, em uma de suas muitas entrevistas falando sobre sucesso diz o mesmo “Para se ter sucesso, é necessário amar de verdade o que se faz. Caso contrário, levando em conta apenas o lado racional, você simplesmente desiste. É o que acontece com a maioria das pessoas”.

Há muita discussão em torno deste tema “sucesso”, mas de fato, não existe uma receita de bolo, um roteiro pronto a ser seguido, nem mesmo consenso a respeito, como vimos, podemos ter sucesso em várias áreas de nossas vidas, certo mesmo é que sucesso é fruto de muito esforço e trabalho.

Existem muitas literaturas, das quais, cito algumas abaixo, que nos apresentam lições presentes em nosso cotidiano e que nos ajudam a entender melhor o que o precisamos aprimorar ou mesmo aprender. São habilidades vitais, quer sejam para o nosso crescimento pessoal ou profissional, mas, que na maioria das vezes não percebemos. Não falo de uma receita de bolo, pois, sucesso depende do ponto de vista de cada um. Podemos ser bem sucedidos na família, na escola, no trabalho, no namoro, na vida financeira, em fim, existem diversas interpretações para este termo e a palavra chave aqui é que “sucesso”, não vem por acaso, mas é o resultado, consequência, êxito de esforço e trabalho.

A Arte da Guerra – nos ensina que assim como para um exército, o “Planejamento e Estratégia”, são fundamentais para o sucesso de qualquer profissional ou organização, pois, traçamos nossos objetivos e definimos a melhor forma de alcançá-los.

O monge e o executivo – nos mostra que em tudo na vida é fundamental a “humildade”, para aprendermos a “servir” e só então sermos “servidos”, de forma que nos tornemos um líder ou uma pessoa melhor, pois, quando somos servidos, não ouvimos os outros, somos sempre os donos da razão e não abrimos espaço para novas experiências. Devemos sempre lembrar que o crescimento do ser humano está associado ao aprendizado e troca de experiências, porque vivemos numa constante transformação.

Quem pensa enriquece – nos ensina que precisamos ter “ambição”, pois, de nada adiantam objetivos pequenos (medíocres), sonhar com o que está em nossas mãos, pois isto já o temos. Uma das maiores causas de fracasso quer seja pessoal ou profissional, está na falta de ambição, o “comodismo”, mais conhecido como a síndrome de Gabriela “eu nasci eu cresci assim”. O comodismo nos leva a ter medo, a pensar pequeno, a aceitar em vez de questionar, nos leva a frustração e ao pensamento de incapacidade.

Derrubando Golias – nos ensina a nunca “desistir”, ou seja, a sermos “persistentes” em busca de nossos sonhos e objetivos, pois não existe sonho impossível. A impossibilidade está associada à falta de persistência e falta de visão, logo, sonhos impossíveis, são aqueles que não temos.

O príncipe – aqui, temos uma verdadeira aula de política, não a política corrompida, sem escrúpulos, mas, uma política saudável onde a “comunicação” e “transparência” se tornam diferenciais em nossas vidas ou profissão, assim, podemos dizer, que os profissionais comunicativos e que sabem antever as mudanças tem maiores chances de destaque. Podemos associar também a este, que os profissionais mais comunicativos, tendem naturalmente a assumirem um papel de liderança. Tem uma frase de um dos maiores comunicadores brasileiros que diz: “quem não se comunica, se trumbica”.

Não significa que esta seja a fórmula para sucesso, pois, como sabemos, nenhum livro, fala de verdades absolutas, o que se procura mostrar é que desenvolvendo ou aprimorando estas habilidades, buscando conhecimento contínuo os profissionais tendem a estar mais preparados para as oportunidades. Lembrem-se o sucesso profissional depende de nós, daquilo que fazemos ou buscamos, pois afinal, somos produto de nossas escolhas.

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Compare preços de Uber, 99 e Taxi

Minimum Way

Autor

Profissional de TI com 17 anos de atuação, formado em Sistemas da Informação, com ampla experiência no gerenciamento de projetos seguindo as práticas do PMI, SCRUM, ITIL, COBIT e normas ISO 20000 e ISO 27001. Conhecimentos em Planejamento estratégico utilizando Balanced ScoreCard, Redesenho e Automação de Processos, Integração de Sistemas, implementação de Soluções, Cloud Computing, Grid Computing, Virtualização, BI, ROI, Gestão de Equipes e pessoas.

João Batista Balbino

Comentários

You must be logged in to post a comment.

botão emergência ransomware (1)

Busca

Patrocínio

Publicidade




Siga-nos!

Newsletter: Inscreva-se

Para se inscrever em nossa newsletter preencha o formulário.