Carreira

Ξ Deixe um comentário

Saiba como não apenas sobreviver à crise, mas tirar proveito dela

publicado por Maurício Seriacopi

Figura - Saiba como não apenas sobreviver à crise, mas tirar proveito dela.“No campo da Psicologia, em particular da Psicologia do Desenvolvimento, o conceito de crise é explicado como toda a situação de mudança a nível biológico, psicológico ou social, que exige da pessoa ou do grupo, um esforço suplementar para manter o equilíbrio ou estabilidade emocional”. Fonte Wikipédia.

Partindo desse conceito, podemos deduzir que o principal fator agravante de um momento desfavorável, a qual denominamos popularmente de crise, é a resistência que a maioria das pessoas tem em relação às mudanças.

Observar e entender novas tendências pode ser uma grande vantagem, basta pensamos um pouco em profissões que transformadas ou extintas, como alfaiate, telégrafo, escola de datilografia, e tantas inúmeras outras.

É comum depararmos com cases de sucesso onde o cenário se mostrava completamente desfavorável e ainda assim, ou especialmente por isso, empresas aliaram criatividade e empreendedorismo ganhando destaque. Aliás, é sempre bom lembrar que empresas são feitas por pessoas.

Se você tem dificuldade em ser otimista e enxergar a metade cheia do copo, procure rodear-se de pessoas que tragam inspiração ou peça ajuda a profissionais preparados com uma visão holística e grande capacidade de influenciar positivamente sua equipe.

Lembre-se que são as tempestades que formam grandes marinheiros e já que a proposta é usar a criatividade, por que não adaptarmos com mais polianismo a clássica frase “Em tempos de crise, enquanto uns choram, outros vendem lenços” para “Toda crise é passageira, por isso existem lenços descartáveis”.

Confira, a seguir, algumas dicas do consultor:

  1. Estimule sua criatividade com leitura de bons veículos que exaltem o positivismo com informações sobre pessoas e empresas que deram a volta por cima.
  2. Promova reuniões de brainstorm como manda a regra: nenhuma ideia ou sugestão deve ser ridicularizada, tampouco seu idealizador.
  3. Desenvolva e teste permanentemente ações paralelas ao seu negócio principal. Há sempre alguém lucrando na crise, torne-se um fornecedor para essas pessoas ou empresas.
  4. Mantenha atenção nas ações dos concorrentes, principalmente os indiretos. Muitas atividades são findadas pela substituição de novas tecnologias.
  5. Fortaleça participações em eventos e pesquisas que revelem as principais tendências mercadológicas buscando antecipadamente, construir estratégias inovadoras e pioneiras.

[Crédito da Imagem: Crise – ShutterStock]

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Compare preços de Uber, 99 e Taxi

Minimum Way

Autor

* Maurício Seriacopi é especialista em consultoria a empresas familiares, palestrante, escritor, coach, gestor e consultor empresarial com formação em marketing e gestão empresarial. Fundador Presidente do ITE - Instituto Transformar de Empreendedorismo. Sócio-diretor da M2R2 Consultoria Empresarial Autor do livro "Pensamentos. Criando novas ideias, inovando e aplicando à vida" e diversos artigos sobre empreendedorismo, carreira, gestão de pessoas, motivação, entre outros, publicados no Brasil, Portugal e América Latina.

Maurício Seriacopi

Comentários

You must be logged in to post a comment.

Busca

Patrocínio

Publicidade




Siga-nos!

Newsletter: Inscreva-se

Para se inscrever em nossa newsletter preencha o formulário.