Carreira

Ξ Deixe um comentário

O condicionamento e o sucesso

publicado por Carlos E. S. Nunes

Figura - O condicionamento e o sucessoEm uma disciplina (Gestão de Qualidade e Produtividade Empresarial) da especialização que fiz o mestre/palestrante já na primeira aula repetia incansavelmente para não dizer abusadamente: olhem o nome da disciplina é “Gestão de Qualidade…” e não “Gestão da Qualidade”.

Qual era o objetivo de tanta repetição? Condicionar os alunos para que gravassem e também pensassem no que ele estava falando. Notem que fazer uma gestão de qualidade é fazer uma gestão com qualidade.

Algum tempo atrás fui a uma palestra do Chiavenato, um dos maiores autores da atualidade. Para meu espanto, ao final escutei muitas reclamações pois o palestrante não apresentou nada de novo, apenas reforçou o que já está escrito nos seus livros.

Qual será o objetivo de ler um livro ou ir a uma palestra sobre determinado assunto que dominamos?  Conscientemente pode até ser buscar novos conhecimentos, mais inconscientemente acredito que é relembrar ou ascender um alerta sobre ações que deveríamos tomar no dia a dia e que não o fazemos. Aí entra o de novo o tal do condicionamento.

Tentem lembrar da última palestra ou um livro que leram, quantas vezes vocês não se pegaram pensando ou até mesmo falando: “Porque eu não fiz isso ainda?”

E não o fazemos por que não estamos condicionados a fazê-lo, ou por não estarmos motivados para tal.
“A vontade de se preparar tem que ser maior do que a vontade de vencer. Vencer será consequência da boa preparação.” – Bernardinho

O fantástico fez uma reportagem com a rotina de Neymar após os treinamentos do Barcelona, para espanto de muitos ele treina em casa vários dias por semana, está melhorando seu condicionamento físico.

Ainda moleque ele treinava com os profissionais do Santos e depois do treino ele ia jogar futebol com os amigos (a famosa pelada). Não é de se admirar tamanho sucesso, pois ele é e está totalmente condicionado para tal.

Precisamos identificar as competências que temos e estão adormecidas, treinar essas competências pois uma hora a oportunidade pode chegar.

Voltando ao futebol, como um reserva se mantem motivado? Uma parcela é do líder (técnico) e a outra parcela é por saber que quando surgir uma oportunidade ele tem que estar pronto seja técnica e fisicamente.

Vamos tentar resumir o que é condicionamento, no seu conceito.

O “condicionamento operante” fala que ele é o resultado ou uma consequência e que esse resultado ou consequência altera as chances (a probabilidade) de acontecer novamente. Ou seja, quanto mais condicionado mais vezes podemos repetir o que originou esse resultado.

Já o “condicionamento clássico” está ligado ao reflexo, pode estar presente em todos os sistemas orgânicos como: nervoso, endócrino, muscular, respiratório, digestivo, reprodutivo e também nas respostas emocionais reflexas. Esse termo “condicionamento clássico” está vinculado diretamente à “psicologia da aprendizagem” ou ao “comportamentalismo”.

Visto esses exemplos e o conceito resumido podemos afirmar que todos nós podemos nos manter condicionados, podemos colocar em prática o que estamos cansados de saber na teoria.

Me arrisco a afirmar que grandes líderes sejam empreendedores, diretores, governantes ou gerentes se destacam por estarem sempre atentos, motivados e condicionados para o que der e vier.

E você está esperando o quê?

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Compare preços de Uber, 99 e Taxi

Minimum Way

Autor

Analista de Sistemas e Negócios com 20 anos no mercado - Técnico em Processamento de Dados, Tecnólogo em Gestão de TI, Especialista em Gestão Empresarial, Especialista em Contabilidade e Controladoria, Certificado ITIL Foundation pela EXIN e atualmente estudando para a certificação PMP

Carlos E. S. Nunes

Comentários

You must be logged in to post a comment.

Busca

Patrocínio

Publicidade




Siga-nos!

Newsletter: Inscreva-se

Para se inscrever em nossa newsletter preencha o formulário.