Segurança da Informação

Ξ Deixe um comentário

Segurança da Informação: Você está protegido?

publicado por Jefferson Souza Macedo

Figura - Segurança da Informação: Você está protegido?Grandes empresas como Apple, Google e Microsoft disputam a atenção dos consumidores lançando novidades atrás de novidades para usuários cada vez menos orientados no que diz respeito a um item fundamental: Segurança da Informação.

Mesmo após as recentes denúncias de espionagem por parte da NSA (National Security Agency) nos Estados Unidos e outros episódios envolvendo a violação da privacidade, ainda é elevado o número de indivíduos que sequer tem ideia do que significa a Segurança da Informação e como seus dados pessoais podem ser empregados em fraudes que, em sua maioria almejam ganhos financeiros a favor de um criminoso. Só mesmo quem já passou por uma situação dessa e teve suas informações pessoais indevidamente utilizadas sabe a dor de cabeça que isso representa.

São inúmeros os aplicativos, estejam eles em nosso computador pessoal ou do trabalho, celular ou qualquer outro dispositivo eletrônico que pedem acesso a nossos dados pessoais e pra sermos honestos, unicamente pela necessidade de utilizar esses aplicativos concedemos o acesso requerido sem pensar nas consequências. Você já parou pra pensar em quantos aplicativos seu RG, CPF, passaporte, dados bancários (principal alvo de criminosos) e outros dados estão registrados?

No mais recente caso que veio a tona pela imprensa nacional o web site chamado “Tudo sobre todos”, que é hospedado na Suécia e está em propriedade de uma empresa localizada nas Ilhas Seychelles está disponibilizando diversos dados pessoais de cidadãos brasileiros. Geralmente esses dados são adquiridos através de ataques computacionais a bases de dados comerciais com pouca ou nenhuma proteção. É claro que uma base de dados com maior proteção também pode ser atacada, no entanto um criminoso, dependendo do seu nível de habilidade mira o que está mais vulnerável.

A mensagem principal é que devemos ficar mais atentos a quem e onde informamos nossos dados pessoais, além de adotar proteções básicas quando navegamos na Internet em um dispositivo, tais como um antivírus, firewall, bloqueador de anúncios (AdBlock), além das precauções de não acessar links suspeitos e mensagens de remetentes desconhecidos.

[Crédito da Imagem: Segurança da Informação – ShutterStock]

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Compare preços de Uber, 99 e Taxi

Minimum Way

Autor

Bacharel em Sistemas de Informação e Técnologo em Gestão de Recursos Humanos. Pós-graduando em Computação Forense e com experiência de dez anos na área administrativa e de tecnologia da informação na indústria de produtos domésticos e automotiva. Possui as certificações CCSA (Check Point Security Administrator), ISFS (ISO/IEC 27002), COBIT 4.1 Foundation e ITIL V3 Foundation. Atua na recuperação de serviços de infraestrutura de TI (foco em redes de dados, segurança da informação e telecomunicações) para unidades de negócios no Brasil e América Latina, bem como participa de projetos utilizando metodologia baseada nas diretrizes do PMI/PMBOK. Membro da Comissão de Estudo de Técnicas de Segurança (ABNT CE 21.000.27). >>> print "https://br.linkedin.com/in/jeffersonsouzamacedo"

Jefferson Souza Macedo

Comentários

You must be logged in to post a comment.

Busca

Patrocínio

Publicidade




Siga-nos!

Newsletter: Inscreva-se

Para se inscrever em nossa newsletter preencha o formulário.