Carreira

Ξ 2 comentários

Novas oportunidades – O que fazer diante disto?

publicado por Ruggero Ruggieri

Depois de mim vem alguém que passou adiante de mim, porque existia antes de mim.

Todo processo ao longo da jornada de nosso trabalho existem desafios e surgimento de novas etapas. Às vezes nos deparamos com uma oportunidade na nossa “FRENTE” e por precaução ou por descuido não nos damos conta que estamos diante de um novo desafio, uma nova oportunidade de crescimento profissional. Por falta de uma atitude, insegurança ou às vezes por acomodação, não seguimos em frente nesta nova empreitada.

Precisamos reconhecer que existe alguém, com outra experiência e com maior conhecimento que pode assumir as nossas funções. Alguém que vem depois de você, que assumirá o desafio de assumir o seu trabalho e dará continuidade nos trabalhos e a sua contribuição foi dada para seguir em frente.

Também precisamos aprender a seguir em frente. Aceitar que outros virão, assumirão nosso lugar e farão nosso trabalho. O grupo terá um novo coordenador, um novo gerente, um novo líder, a empresa, um novo diretor, a cidade, um novo administrador, o estado um novo governador e por aí vai.

Não somos eternos. Não somos insubstituíveis. Não somos os únicos. Existem outros: talvez mais interessado, mais motivado, mais hábil e confiante. Existem outros: menos cansado, menos acomodado, menos desanimado.

Precisamos aprender e exercitar a humildade e o desapego. Reconhecer nossos limites, celebrar nossas conquistas e valorizar as diferenças, os talentos e as competências dos que estão chegando. Isso significa que o nosso trabalho deixou de ter valor? Claro que não! Fizemos o possível, o melhor que sabíamos. É bom que venham outros. Somente assim a gente quebra a rotina e sai do piloto automático.

Com o desapego podemos seguir em frente e preparar os novos líderes que virão.

Esteja sempre preparado para uma nova oportunidade e prepare sempre a sua equipe para que um dia alguém possa te substituir.

Existe uma frase que sempre comento e que nos leva para uma reflexão.

“É bem melhor arriscar coisas grandiosas, alcançar triunfos e glória, mesmo expondo-se à derrota, do que formar fila com pobres de espírito, que nem gozam muito nem sofrem muito porque vivem nessa penumbra cinzenta que não conhece vitória e nem derrota”.

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Compare preços de Uber, 99 e Taxi

Minimum Way

Autor

Gerente de Projetos SR., atua há mais de 20 anos na área de TI no seguimento do Governo do Estado de São Paulo. Desenvolveu atividades de desenvolvimento de Software para empresas brasileiras e multinacionais, tendo participando no Brasil e no exterior em projetos de TI de diversos segmentos como Educacional, Financeiro, Saúde, Tributário e Terceiro Setor. Professor de Pós-Graduação na UNINOVE nos cursos de Qualidade, Gerencia de Configuração, Requisitos, Gerenciamento de Projetos e Processo de Desenvolvimento Ágil Formado na PUC de Campinas, Pós-Graduação em Administração Hospitalar (Univ.São Camilo), Gerenciamento de Projetos (UNICAMP), Projetos Estruturados (USP), Ciência, Tecnologia e Inovação (USP). MBA em Gestão de TI na FIAP e Programa de Desenvolvimento Gerencial com foco em liderança estratégica - FIA, atualmente aluno de MESTRADO da UNINOVE na área de Gestão do Conhecimento. Formado em COACH para SBC - Sociedade Brasileira de Coaching e Master COACH pelo escola RICCOACHING.

Ruggero Ruggieri

Comentários

2 Comments

  • Muito bom!
    Sr. Ruggero, muito obrigado!

    Como diria um grande professor da faculdade…”Simples assim”

    Somente uma grande experiência de vida e de carreira para expor esse assunto de uma forma tão bacana!
    Parabéns!

You must be logged in to post a comment.

Busca

Patrocínio

Publicidade




Siga-nos!

Newsletter: Inscreva-se

Para se inscrever em nossa newsletter preencha o formulário.