Redes & Telecom

Ξ 1 comentário

IPV6 – A salvação da web?

publicado por Vicente Lucas Seabra Zotti

Quando cursei a pós-graduação em redes, senti falta de um tópico que vem causando alvoroço na comunidade de Infra-estrutura, IPV6. Este protocolo talvez não tenha sido abordado, por até hoje a implementação e utilização ser para muitos um mistério. Lendo na internet sobre sobre IPV6, li que no dia 8 de junho acontecerá um evento denominado “World IPV6 Day” (http://isoc.org/wp/worldipv6day/), onde por 24 horas, vários provedores de conteúdo fornecerão seus serviços apoiados no protocolo IPV6, mas isto me causou várias dúvidas que acredito que as compartilho com várias pessoas.

Para sanar tais duvidas, fiz um bate-papo virtual com o Prof. Dr. Helio Crestana Guardia, professor da Universidade Federal de São Carlos (UFSCAR), onde compartilho com vocês os seguintes pontos:

Como uma pessoa engajada na divulgação e treinamento da comunidade de TI, como vê o avanço das provedoras de acesso (ISP) em fornecer endereços IPV6?
“Aparentemente, todos os provedores estão preocupados em poder prestar serviços de comunicação usando IPv6.
Para tanto, a maioria deles está se capacitando para isso, obtendo conjuntos de endereços para atribuição aos clientes e formando técnicos para prover suporte adequado. Desse modo, parece-me que o fator limitante na adoção desta tecnologia são os usuários, que ainda não sentem necessidade de passar a usar a versão 6 do protocolo IP.”

 

No dia 8 de junho de 2011 acontecerá o evento denominado “World IPV6 Day”, onde vários provedores de conteúdo como Google, Yahoo, Facebook entre outros, fornecerão acesso a seus sites por 24 horas através de endereços IPV6. Você acredita que através deste evento, a comunidade acreditará que está breve a mudança para o protocolo IPV6?
“Vejo esse evento com grande expectativa. Enquanto não for preciso alterar as configurações de endereçamento
para acessar os principais serviços na Internet, parece-me que os usuários não se sentirão motivados para a transição. Ao mesmo tempo, parece que grandes servidores na Internet também não se sentem pressionados a realizar a mudança uma vez que os usuários continuam usando a versão 4 do protocolo. Com o movimento previsto para esse evento, é possível que todos vejamos que mudança é viável. Por outro lado, também é possível que ocorram falhas em vários níveis de configuração e de programas.”

 

O Yahoo, estimou que cerca de 1.000.000 de seus usuários terão problemas ao acessar seu site em quanto ocorrer o evento devido a vários fatores, como sistemas operacionais que não estão configurados ou não suportam IPV6, provedores (ISP) que estão com seus roteadores desconfigurados para o protocolo entre outros. Como você vê o impacto para os analistas de rede, call center e os usuários?“Imagino que as pessoas envolvidas com a infraestrutura de rede devem estar ansiosas e motivadas para viabilizar a operação do protocolo IPv6 na Internet. Nesse caso, parece-em que qualquer problema vai ser tratado com bastante empenho. Do ponto de vista dos usuários, contudo, é possível que ocorram experiências bem frustrantes. O acesso à Internet é essencial para muitos usuários e, além disso, estamos todos nos acostumando com acesso cada vez mais veloz e eficiente. Assim, se houver falha, é possível que os usuários não sejam muito tolerantes.”

 

Apesar de saber que o protocolo IPV6 deverá entrar em operação a toque de caixa, você acredita que a comunidade de tecnologia esta pronta para implementar ou analisar o novo protocolo?
“IPv6 já está em uso em várias partes da infraestrutura da rede há algum tempo e parece que há um grau de maturidade das implementações e dos administradores nos principais backbones. Imagino que o tratamento dos pacotes em firewalls deverá ser um problema significativo, contudo. É possível que redes deixem se comunicar devido à filtragem de tráfego não liberado explicitamente. Também imagino que brechas de acesso em redes poderão surgir onde o modelo de restrição de acesso impede os tipos de tráfego indesejados e permite os demais.”

 

Os endereços IPV6 inicialmente serão amplamente disseminados para novos dominíos, e novos blocos IPs aos provedores de acesso (ISP). Você acredita que em quanto tempo teremos endereços IPV6 em nossos dispositivos residências?
“Há uma fartura de endereços para atribuição, o que pode permitir que tenhamos muitos dispositivos em nossas residências conectados à Internet com endereços válidos. Por outro lado, talvez os provedores ainda precisem aperfeiçoar políticas para atribuição de endereços aos usuários residenciais. Isso pode demorar até que os equipamentos de conexão mais populares estejam aptos a tratar os novos endereços sem exigir elevado conhecimento técnico dos usuários.”

 

Como ultima pergunta, você acredita que pode existir um “buraco negro” onde não será possível contratar um novo plano de internet ou criar um novo domínio pela demora na aplicação dos novos endereços IP?
“Parece-me provável que as duas versões do protocolo IP, 4 e 6, vão coexistir por bastante tempo. Assim, não acho que vai haver descontinuidade significativa da operação da Internet.”

 

Para finalizar gostaria de agradecer ao tempo concedido e a opinião expressada pelo Sr. Hélio Crestana Guardia e divulgar um belo conteúdo para aprendizado sobre o protocolo IPV6 (http://curso.ipv6.br).

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Compare preços de Uber, 99 e Taxi

Minimum Way

Autor

Formado em Sistemas Informatizados pela Universidade Barão de Mauá, Pós-Graduado em Redes de Computadores pela Universidade Federal de São Carlos (UFSCAR). Atualmente líder do centro de suporte, o qual é responsável pela manutenção e administração dos maiores canais de captação de pedidos da empresa. Exerceu cargos de Analista Administrativo, Analista de Infraestrutura, Técnico em Informática e Instrutor de Informática. Profissional com certificações ITIL V3, HDI - Customer Service Representative e FCP - Furukawa. LinkedIn: http://br.linkedin.com/vicentezotti

Vicente Lucas Seabra Zotti

Comentários

You must be logged in to post a comment.

Busca

Patrocínio

Publicidade




Siga-nos!

Newsletter: Inscreva-se

Para se inscrever em nossa newsletter preencha o formulário.

Artigos Recentes