Carreira

Ξ Deixe um comentário

Em 2011, seja sócio de uma grande empresa! Você sabe como?

publicado por Marcelo Faria

Quem nunca sonhou em ter seu próprio negócio ou mesmo foi convidado a participar de uma sociedade, muitos empreendedores passam por esse momento, entretanto quase nunca realizam uma pesquisa de mercado, um plano de negócios, ou mesmo procuram saber qual o custo de fabricação do seu sonho para no mínimo identificar sua margem de lucro. Além do capital e de todas as documentações e impostos necessários para desenvolver sua Startup, lembre-se que já somos forçados a começar com no mínimo 3 sócios, o governo em todas as esferas, nosso contador e advogado. Então se você acredita que ainda não é o momento de encarar todos os desafios de seu projeto, acredito que esse artigo vai te ajudar a ter uma nova perspectiva para o futuro.

Vamos direto ao ponto, dentre as diversas fontes de financiamentos para uma organização, a resposta para como ser sócio de uma grande empresa é participar com a compra de ações, sejam preferenciais (PN) ou ordinárias (ON). Já possuímos centenas de empresas de capital aberto listadas em nossa bolsa e outras em processo de abertura (IPO) que consiste na emissão de valores mobiliários para sua venda ao público e esses valores mobiliários podem ser títulos como ações que representam o capital ou títulos de dívida como debêntures e notas promissórias. Agora que você já sabe como proceder, vamos conversar mais sobre esse assunto!

Aplicar em renda variável no mercado financeiro é realmente fascinante, mas ao mesmo tempo possui seu risco como em qualquer negócio, assim se faz necessário dependendo de seu estilo algum estudo e dedicação seja da escola fundamentalista ou técnica, para atuar com segurança. Não menos importante, além do conhecimento das empresas e dos sistemas de negociação, é desenvolver o lado psicológico para suportar os movimentos não lineares desse tipo de aplicação e acima de tudo procurar desenvolver um forte gerenciamento de risco.

Quando menciono “aplicação em renda variável” não estou me referindo a você entrar em algum fundo ou clube de investimento ou solicitar informações e indicações ao seu banco ou gerente, mas você abrir sua conta em uma corretora de valores credenciada pelo Bovespa e realizar suas próprias análises e trades, apenas desse jeito poderá identificar o que realmente atende suas necessidades individuais, levando em longo prazo a melhor percepção de responsabilidade para com seu patrimônio.

Muitos são os motivos para pensar na renda variável, principalmente depois da fusão entre a Bovespa e a BM&F, nossa bolsa já é a maior da América latina e uma das maiores do mundo. A Bovespa tem se preparado tecnologicamente, com serviços eficientes e seguros com uma plataforma das mais rápidas do mundo, além de contar com uma forte regulamentação e fiscalização aplicada pela CVM. O objetivo é buscar até 2014 elevar de 600 mil acionistas para 5 milhões, além de incentivar a abertura de capital para mais 200 novas empresas que segundo estimativas são mais de 15 mil no Brasil com faturamento entre 100 e 400 milhões por ano.

Acredito na concretização desse objetivo, visto que de 2004 partimos de 85 mil investidores para 598 mil em 2009, além disso, nosso país estará vivendo nos próximos 10 anos uma fantástica janela de crescimento. Provavelmente você estará entre esses novos investidores, marque uma visita a sede da Bovespa no centro de São Paulo e surpreenda-se, pois atualmente toda negociação é eletrônica, nada parecido com os filmes de alguns poucos anos atrás.

Não faz diferença se você tem um perfil mais agressivo ou conservador para renda variável, o mercado financeiro sempre vai ter ações que mais se adéquam ao seu perfil de investidor, e caso não esteja satisfeito com o desenvolvimento proposto pela governança corporativa da empresa que adquiriu ações, você pode a qualquer momento efetuar a mudança para outra organização, independentemente da área de atuação. Todavia, seu investimento poderá ter ótima rentabilidade com o crescimento da empresa sendo refletido nas ações e no pagamento de dividendos, que são parcelas a receber de no mínimo 25% do lucro líquido ajustado à qual o acionista tem direito proporcional da sua quantidade de ações, além de bonificações e ganhos de capital.

Eticamente não vou indicar profissionais da área ou mesmo ações, pois não é o objetivo desse artigo, estou aqui apenas para despertar a atenção de vocês para uma oportunidade que deveria ser levada a sério, juntamente com seus planos de aposentadoria, onde sou da opinião que não deveríamos ser dependentes apenas da previdência pública, contudo se consegui de maneira simplista aguçar sua curiosidade, você pode começar agora mesmo a experimentar as emoções desse mundo através da ótima ferramenta “Folha Investum simulador que te fornece um capital virtual, com cotações reais da Bovespa com atraso de 15 minutos, para você efetivar suas estratégias e ordens de compras e vendas.

Finalizando não sou contra o empreendedorismo, porém empreender sem inovação e planejamento diminui significativamente o seu grau de sucesso, assim desenvolva seu projeto com calma e segurança, aproveite e utilize os excelentes serviços do SEBRAE … continue em frente!

Contudo se ainda não encontrou algo desafiador, ou mesmo não está disposto a enfrentar todas as burocracias inerentes aos negócios, deveria refletir na possibilidade em ser sócio de uma grande empresa!

Sucesso!
Até 2011…

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Autor

PMP CSM ITIL, ISO/IEC 20.000 & 27.002 marcelo.faria@totvs.com.br

Marcelo Faria

Comentários

You must be logged in to post a comment.

Busca

Patrocínio

Publicidade


Siga-nos!

Newsletter: Inscreva-se

Para se inscrever em nossa newsletter preencha o formulário.