Cloud Computing

Ξ 1 comentário

Ambiente Virtualizado, vou ganhar o que com isso?

publicado por Vicente Lucas Seabra Zotti

A virtualização em ambientes de infraestrutura de TI traz consigo uma série de benefícios, embora muitas vezes associamos virtualização apenas a economia de energia. Descrevo a seguir os principais pontos para que um ambiente possa ser virtualizado:

Economia de Energia: A economia dos recursos de empresas é um dos principais benefícios da virtualização. Quando pensamos em virtualização, a economia de energia é um dos benefícios principais, pois traz diretamente economia dos recursos da empresa. Se imaginarmos que cerca de 85% do poder computacional fica ocioso durante a maior parte do tempo e calcularmos que em um ambiente de backbones temos centenas de servidores, podemos ver o quanto de energia elétrica está sendo desperdiçada. Este desperdício não se resume a energia elétrica e sim a um conjunto de equipamentos necessários para que o datacenter funcione, como por exemplo, o sistema de refrigeração. Economizar significa hoje ter capacidade para modernizar o ambiente de tecnologia e, portanto, vantagem competitiva no mercado.

Otimização de Espaço: A taxa de redução proporcionada no ambiente virtualizado é cerca de 90%, portanto para um parque de cem servidores físicos, pode-se converte-los em máquinas virtuais e reduzir este número a 10 equipamentos.

Tarefas administrativas de TI: Após a virtualização de seu ambiente de servidores, são otimizadas as tarefas de rotinas administrativas do departamente de TI em cerca de 73% . Esta mesma pesquisa aponta que cerca de 90% dos departamentos de TI gastam mais da metade do tempo em tarefas administrativas de rotina e que 73% das empresas que usam virtualização classificam suas áreas de TI como responsivas ou bastante responsivas. A recuperação de desastres é uma das causas em que os departamentos de TI gastam a maior parte de seu tempo. Com um ambiente virtualizado, contudo, o tempo gasto com a resolução de desastres é muito otimizado, pois dentro das soluções de virtualização existem recursos disponívies, como os Snapshots dos sistemas, que possibilitam restaurar o estado das máquinas virtualizadas antes do desastre em pouco tempo, diminuindo assim os tempos de parada.

Agrupamento de recursos dispersos: Cada vez mais os departamentos de TI sofrem com a missão de fazer sempre mais com menos, à medida que novos sistemas exigem mais do hardware e quase sempre o investimento nos equipamentos não acompanha a mesma evolução. Desta forma, a virtualização ajuda criando pools compartilháveis, aos quais se pode agregar os servidores já existentes nos departamentos de TI e, quando necessário, agregar novos servidores ao mesmo pool. Migrar as máquinas virtuais entre os servidores e otimizar o desempenho das máquinas virtuais eventualemente é uma necessidade de todos os departamentos de TI. Com a estrutura tradicional de servidores físicos essa tarefa é praticamente impossível de ser realizada, pois cada servidor possui um hardware diferente, o que dificulta tal migração. Neste sentido, a virtualização vem trazendo avanços importantes ao balancemaneto de serviços nos datacenters.

Transformar ambientes de estrutura tradicional em ambientes de estrutura virtualizada não é um tarefa facíl. É necessário um projeto e análise, onde sejam classificados os candidatos a virtualização, identifiquem-se os hosts que vão hospedar os sistemas virtuais convidados e transformem-se os hard drives (discos rigídos) em discos virtualizados. Exemplos destas ferramentas de conversão são WinImage e VMware Converter.
Fontes:
COMPUTERWORLD, E. B. Virtualização, eficiência sob medida.
Disponível em: http://computerworld.uol.com.br/gestao/2009/03/25/virtualizacao-eficiencia-sob-medida
VMWARE, I. Proteção e eficácia – benefícios da Virtualização em PMEs.
Disponível em: http://www.timaster.com.br/revista/materias/main materia.asp?codigo=1718

 

 

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Compare preços de Uber, 99 e Taxi

Minimum Way

Autor

Formado em Sistemas Informatizados pela Universidade Barão de Mauá, Pós-Graduado em Redes de Computadores pela Universidade Federal de São Carlos (UFSCAR). Atualmente líder do centro de suporte, o qual é responsável pela manutenção e administração dos maiores canais de captação de pedidos da empresa. Exerceu cargos de Analista Administrativo, Analista de Infraestrutura, Técnico em Informática e Instrutor de Informática. Profissional com certificações ITIL V3, HDI - Customer Service Representative e FCP - Furukawa. LinkedIn: http://br.linkedin.com/vicentezotti

Vicente Lucas Seabra Zotti

Comentários

You must be logged in to post a comment.

Busca

Patrocínio

Publicidade




Siga-nos!

Newsletter: Inscreva-se

Para se inscrever em nossa newsletter preencha o formulário.

Artigos Recentes