Carreira

Ξ 1 comentário

Voce esta louco ! … use na PME

publicado por Laecio Barreiros

Recentemente me deparei com uma situação muito comum e recorrente em PME´s … Simplificar os relatórios e demonstrações financeiras, traduzindo a linguagem contábil e financeira comum aos técnicos para os menos preparados ou iniciados ou principalmente fazer a leitura correta de indicadores de performance ou ate de sistemas, ferramentas de B.I., ERPs, etc… colocando foco no que é de fato importante.

Diante deste impasse que logo solucionamos e atendemos de pronto a necessidade do cliente, trouxe-me a memória um livro que li a uns 2 anos atrás: “ Você Está Louco! ” do Ricardo Semler, celebre autor do “ Virando a própria mesa”.
No capitulo; Uma aventura em Technicolor na pag. 123 tem uma passagem que ilustra bem situação mencionada, a qual faço um breve resumo a seguir:

Abaixo os Contadores: Arriba conta de Faxineira.

Poucos entendem tanto de balanço quanto a senhorita da limpeza. Se sobrar mês no final do salário, a coisa pega. Receita e despesa, da maneira mais simples possível, tem consternado contadores e dirigentes de empresa.
Mas a coisa não se resume a faxineiros. Um dos nosso sócios, dono da RGIS, maior empresa de inventários dos EUA, é um bilionário. Certa vez ele me fez uma pergunta.
– Quer saber o segredo de ganhar dinheiro ?
– Quero sim, respondi,
– Vou te mostrar, disse ele enfaticamente, puxando da gaveta da escrivaninha um caderninho surrado. Veja aqui, continuou, enquanto me mostrava as linhas ordenadas com números, escritas à mão. Essa coluna da esquerda é o ano, a do meio é o faturamento da empresa, e a do canto é quanto eu levei para casa naquele ano.
– Sim, respondi intrigado.
– Pois é simples. Veja que em 1959, quando você nem era nascido, rapaz, eu e meu irmão trabalhamos sozinhos, fizemos inventários e recebemos US$ 12.000 no ano, ta vendo ?
– Agora, note que de 1959 em diante, todo ano houve acréscimo nas duas colunas, ate atingir centenas de milhões por ano, certo ?
– Sim, vejo, eu disse, devidamente impressionado.
– Pois é, disse ele fechando e guardando o caderninho, é simples: faça os números subirem todo ano e você se dará bem.
Entrevista encerrada, levantamos e fomos nos juntar aos outros. A minha primeira reação, como a que tem as pessoas quando digo que a faxineira entende de receita e despesa quando vai ao supermercado ou paga o aluguel, era de ridicularizar o que eu tinha ouvido. Ora é claro que uma obviedade dessas de nada auxilia – afinal, o difícil é saber como criar o aumento ano a ano.
Com o passar dos anos fui descobrindo que não – que a disciplina de simplificar tudo e manter o olho no alvo é suficiente. Esse americano não sabe ler um balanço, nem quer aprender . Ao longo do tempo fui conhecendo cada vez mais gente assim e foi fácil criar categorias. Já as empresas muito sofisticadas muitas vezes não conseguem enxergar o caminho, de tão atentas que estão aos controles digitais do carro. Industrias inteiras, como a de automóveis ou aviação, poderiam ter economizado bilhões se tivessem feito conta de padaria de vez em quanto.

Esta parte do texto do Ricardo Semler, reflete meu pensamento e por coincidência bate diretamente com a Visão da nossa empresa a L&Barreiros Controladoria que tem como foco de atuação o mercado das Pequenas e Medias Empresas – PME´s que necessitam de indicadores e controles que vão direto ao ponto e direcionem a gestores para uma rápida tomada de decisão. Trazer as técnicas gestão vivenciadas e experimentadas nas grandes companhias nacionais e multinacionais, traduzi-las e simplificá-las para implementar nas PME´s.

(*) Obs.: Companheiros contadores, por favor não entendam mal … também faço parte da classe.

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Compare preços de Uber, 99 e Taxi

Minimum Way

Autor

Laecio Barreiros, 44 anos, 30 anos de carreira, Contador com MBA em Controladoria Financeira, atuou como Executivo de Finanças e Controladoria em empresas de renome como: GE Capital IT Solutions / IBM Brasil (Divisão Ivix Sistemas ) Zurich Seguros, Rhodes ( Grupo IVARS Italy ), Estanplaza Hotels, McDonalds, Manah (Bunge), Moore Brasil. Desde 2001 dirige a L&Barreiros Controladoria que desenvolve projetos de Gestão do Desempenho, Processos de Controladoria e Finanças com foco em Empresas de Pequeno e Médio Portes. Membro AMCHAM, Associado IBGC, escreve e colabora para as revistas: PEGN, Voce S/A, Exame PME, Meu Próprio Negocio, Estado SP, Folha SP, Portal IG, entre outras...

Laecio Barreiros

Comentários

1 Comment

  • Muito interessante. Uma das coisas que a gente aprende na área de TI enfatizando a área contábi é a simplicidade. Inclusive foi um dos elementos do meu TCC. Ótima idéia, um sistema simples não é necessariamente sinônimo de sistema mal feito. O principal é que o usuário entenda a mensagem, interaja com ele e seja auxiliado por ele de forma a transformá-lo em ferramenta de trabalho. Óbvio também não? como você disse no texto: O difícil é saber como gerar essa situação. Parabéns pelo artigo!

You must be logged in to post a comment.

Busca

Patrocínio

Publicidade




Siga-nos!

Newsletter: Inscreva-se

Para se inscrever em nossa newsletter preencha o formulário.