Tecnologia

Ξ Deixe um comentário

Raspberry PI

publicado por Marcelo Brandini

Neste nosso mundo de Ti sempre acabamos tendo notícias de novos softwares e hardwares  a uma velocidade incrível. Mas alguns costumam chamar nossa atenção mais fortemente. Recentemente fiquei sabendo da existência de um novo hardware em um evento de uma grande empresa. Este hardware, chamado de Raspberry Pi, foi desenvolvido pela Raspberry Pi Foundation da Inglaterra (http://www.raspberrypi.org), que é uma organização sem fins lucrativos fundada em 2009 para estimular o estudo básico de ciência da computação nas escolas.

Este hardware é próximo ao tamanho de um cartão de crédito, basicamente com a seguinte configuração:

  • Processador ARM 11 de 700 MHz,
  • GPU VideoCore IV de 250 MHz,
  • 256 MB total de RAM,
  • Saída de Vídeo HDMI e RCA,
  • Saída de áudio P2,
  • Interface de rede ethernet,
  • 2 portas USB,
  • Conector Micro USB para alimentação (5 volts, 700mA).

O custo é o mais chamativo, pois o valor inicial é de U$ 25, sem a interface de rede. Um computador bem potente e de baixo custo, com uma possibilidade de aplicações das mais variadas existentes hoje no mercado.

Ele é compatível com sistemas operacionais baseados em Linux, sistema esse que normalmente é armazenado em um cartão SD. Qualquer linguagem que possa ser compilada na arquitetura ARMv6 pode ser usada para o desenvolvimento de software.  O projeto tem como objetivo usar Python como linguagem de referência com suporte à BBC_BASIC.

Foi desenvolvido com o intuito de iniciar os alunos a programação de baixo nível, pois o que ocorre hoje é justamente o contrário, a programação WEB vem dominando os estudantes de cursos de informática e universitários.

Como sua aplicação é a mais variada possível, desde iniciação de alunos a linguagem de programação até aulas de robótica em escolas de ensino fundamental, centrais de segurança, lanhouses, controle de tráfego urbano e aéreo, clusterização de hardware, centrais multimídia e gadgets, muitos projetos já foram disponibilizados no próprio site da fundação, podendo ser modificados.

Devido a sua grande possibilidade de aplicações, já estão sendo desenvolvidos vários programas de inclusão digital utilizando o Raspberry PI por todo o mundo. Analisando rapidamente nossa extensão territorial e diversidade cultural, temos um grande mercado para sua utilização. Imagine a prefeitura de uma pequena cidade disponibilizando internet grátis para seus moradores em centros de informáticas espalhados pelos bairros, esta mesma prefeitura interligando todas as suas secretarias para uma melhor gestão pública ou escolas públicas podendo disponibilizar informações sobre seu dia a dia para os alunos e seus pais, todos utilizando exclusivamente o Raspberry Pi .

No momento eu estou testanto sua utilização como um thinclient. Encontrei na internet uma compilação do Linux que já vem com possibilidade de acesso remoto via Microsoft RDC, Citrix ICA e VMWare View (http://rpitc.blogspot.com.br). Estou montando agora vários ambientes virtuais para poder testar todos os tipos de conexões. Se você fizer um comparativo entre o valor de um thinclient e o Raspberry PI, vai entender que valeria muito a pena sua substituição.

Ainda não temos no Brasil nenhum representante oficial para distribuição do hardware. Os que conseguimos são ainda através de importação independente, o que aumenta  significativamente o valor final do hardware, além da demora até que chegue em nossas mãos. Mas devido a sua enorme possibilidade de utilização, com certeza logo teremos mais notícias sobre o Raspberry PI.

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Compare preços de Uber, 99 e Taxi

Minimum Way

Autor

Atuando desde 1996 na área de TI, especialista em ambientes Microsoft (Active Directory, Exchange, DFS, Clusters), Citrix (Xen Server, Xen Desktop, XenApp) e VMware. Experiência de trabalho em segmentos de mercado bancário, industrial e varejista. Atualmente executando gerenciamento de equipes de suporte, visando disponibilidade, gestão de riscos, documentação da arquitetura, melhorias dos ambientes e Disaster Recover. Liderança das equipes técnicas e ponto focal de contarto com o cliente em situações de crises

Marcelo Brandini

Comentários

You must be logged in to post a comment.

Busca

Patrocínio

Publicidade




Siga-nos!

Newsletter: Inscreva-se

Para se inscrever em nossa newsletter preencha o formulário.