Tecnologia

Ξ 1 comentário

Os DVDs e discos Blu-rays estão com os dias contados?

publicado por Gilberto Sudré

Será que a industria de entretenimento vai perder a oportunidade novamente? Enquanto os grandes estúdios de Hollywood apostam no Blu-ray como formato para distribuição de seus filmes uma pesquisa divulgada esta semana aponta que buscas no Google por termos ligados a mídias físicas como DVD ou Blu-Ray estagnou enquanto pesquisa por Streaming cresceu 90%.

Para quem é novo na área o Streaming é a distribuição de conteúdo multimídia como áudio e vídeo de forma on-line através de redes de computadores como por exemplo a Internet.

Como vantagens da distribuição on-line de conteúdo estão a possibilidade de assistir aos filmes “por demanda” ou seja na hora que você quiser, acesso a um acervo quase ilimitado de títulos e dispensa da necessidade de ir até uma videolocadora para pegar e depois devolver o filme. Em alguns casos os preços também são bem interessantes.

Parece que a história vai se repetir. Quando o padrão MP3 de gravação de áudio surgiu as gravadoras simplesmente fizeram pouco caso. Desprezaram o “pequeno” MP3 e continuaram a investir no seu formato fechado onde você só podia ter acesso a sua musica preferida se comprasse um CD com outras trilhas que você não queria. O resultado deste processo já sabemos e as gravadoras simplesmente ficaram pelo caminho. Agora tentam recuperar o espaço perdido.

A pesquisa desta semana indica que o interesse por formas de distribuição de filmes, especialmente do serviço Netflix (locação de filmes físicos e online) aumentaram exponencialmente. Já os DVDs e Blu-Rays atraem cada vez menos a atenção do público.

O crescimento da popularidade da distribuição on-line de filmes acompanha o maior acesso pela população a canais de comunicação de alta velocidade e pela mudança de comportamento dos consumidores que aparentemente estão perdendo o interesse na propriedade dos filmes.

Os dados do mercado nos Estados Unidos mostram que só agora o Blu-ray conseguiu se equiparar ao tradicional DVD em termos de vendas de tocadores. A mesma pesquisa informa que 77% dos americanos ainda assistem a filmes em DVD.

Depois de avaliar toda a situação é fácil entender porque o Google e a Apple já começam uma batalha para ver quem vai comprar o Netflix

Para quem ficou interessado, rumores indicam que o Netflix pode chegar ao Brasil ainda este ano. A NET já oferece este serviço em alguns bairros de São Paulo. Por enquanto apenas aqueles locais atendidos por fibra óptica por causa das velocidades necessárias para transmissão de dados.

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Compare preços de Uber, 99 e Taxi

Minimum Way

Autor

Professor, Consultor e Pesquisador nas áreas de Segurança da Informação e Computação Forense . Palestrante de Tecnologia. Coordenador do Laboratório de Segurança da Informação – LABSEG do Ifes - Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do ES. Integrante do Comitê de Tecnologia da OAB-ES. Membro do comitê técnico CB21/CE27 da ABNT sobre Segurança da Informação. Membro fundador da CSA - Cloud security Alliance. Comentarista de Tecnologia da Rádio CBN, TV Gazeta, Jornal A Gazeta, Revista ES Brasil, Revista Espírito Livre e Portal TIEspecialistas. Autor dos livros Antenado na Tecnologia, Redes de Computadores e Internet:O encontro de 2 Mundos. Fã de Tecnologia e apaixonado pela Fotografia. Mantem o blog http://gilberto.sudre.com.br com as suas publicações, seus programas de TV e de Rádio.

Gilberto Sudré

Comentários

1 Comment

  • O que esta acontencendo no mercado é a adoção do “bom o bastante”, vide o proprio mp3, ele não fornece a melhor experiencia de audio mais é bom o bastante para atender as necessidades das pessoas, temos varios outros exemplos disso no mercado, o produto de prevalece tem que ser “bom o bastante” no que se propõe, por isso os videos via streaming vão prevalecer, são praticos e com qualidade que atende a grande maioria das pessoas.

You must be logged in to post a comment.

Busca

Patrocínio

Publicidade




Siga-nos!

Newsletter: Inscreva-se

Para se inscrever em nossa newsletter preencha o formulário.

Artigos Recentes