Cloud Computing

Ξ Deixe um comentário

DynamoDB: a Amazon e o big data

publicado por Guilherme Mamede

Por mais que pareça irônico, já que se trata de um ambiente virtual e não físico, um dos grandes problemas da computação é a escassez de espaço. O que parece muito está cada vez menor, tamanha a quantidade de informação produzida. Especialistas alertam que as empresas já devem se preocupar em como lidar com o excesso de informação em seus bancos de dados. Um importante avanço para se solucionar este desafio foi dado na última semana, com o lançamento do DynamoDB, da Amazon.

Este serviço de banco de dados NoSQL possui duas grandes vantagens. A primeira é sua capacidade para armazenar volumes gigantescos de dados. Ele funciona na base do troughput provisionado. Ou seja: fornece os serviços na medida certa para as necessidades das empresas. E conforme estas demandas crescem, o throughput também é aumentado.

O DynamoDB é baseado em tabelas hash que geralmente ficam prontas para serem usadas em apenas um minuto ou dois. Cada tabela deve ter um índice primário. Nesta versão, o cliente pode escolher dois tipos de chaves primárias: Hash Keys Simples e Hash Keys Compostas com Intervalo de Chaves.

A outra vantagem é o desempenho operacional. Pelo DynamoDB, você pode começar com 5 leituras e escritas por segundo e escalar até 50 mil leituras / escritas por segundo. Tudo de forma automática e sem alterações ao seu código. “O interessante da Amazon é que ela garante escalabilidade armazenando os dados em quantos servidores forem necessários para garantir performance”, atesta Guilherme Mamede, CEO da MeltDSP.

Uma pesquisa divulgada em maio de 2011 pelo McKinsey Global Institue (MGI) mostra os benefícios que podem ser obtidos para quem souber trabalhar com big data. Segundo o estudo, um varejista pode aumentar sua margem operacional em mais de 60%. No sistema de saúde americano, o big data usado de forma criativa e eficaz pode gerar mais de 300 bilhões de dólares por ano, sendo dois terços deste valor em forma de redução de despesas. A pesquisa aponta ainda que, usado na melhora da eficiência operacional, o big data poderia render às nações mais desenvolvidas da Europa uma economia de 100 bilhões de euros.

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Compare preços de Uber, 99 e Taxi

Minimum Way

Autor

CEO e Fundador do primeiro Demand Side Platform da America Latina com tecnologia de Real-time Bidding. www.meltdsp.com

Guilherme Mamede

Comentários

You must be logged in to post a comment.

Busca

Patrocínio

Publicidade




Siga-nos!

Newsletter: Inscreva-se

Para se inscrever em nossa newsletter preencha o formulário.

Artigos Recentes