Carreira

Ξ 3 comentários

Dá para se recolocar depois dos 40 anos?

publicado por Alberto Parada

Figura - Dá para se recolocar depois dos 40 anos?Mais temido do que exame de próstata para os homens ou mamografia para as mulheres, perder o emprego depois dos 40 transformou-se em uma sentença de morte pior que um diagnóstico de câncer. Será que de fato esse diagnóstico terrível de perder o emprego após os 40 anos é uma sentença de morte profissional irrefutável?

A resposta é não, as empresas estão repletas de senhores e senhoras de cabelos brancos porque desempenham papeis importantes com resultados fantásticos e com diversos convites para trocarem de emprego, então muitos irão concluir: o medo vem pela falta de qualificação e a estagnação profissional?

Em parte sim, mas convenhamos, alguém que passou um longo tempo em uma empresa ainda mais nos dias de hoje onde a cobrança por resultado é enorme, é quase impossível não aprender nada e não possuir uma bagagem considerável de conhecimento. Então, afinal, por que esse pânico?

As pessoas com o passar dos anos dedicam-se às empresas como se fossem suas casas, muitas delas perdem a oportunidade de abraçar novos desafios, outras dispensam um MBA pela maternidade e tantas outras por uma série enorme de fatores todos pertinentes, focam em outras coisas e não na carreira, e quando recebem o diagnóstico de demissão simplesmente desabam e não sabem o que fazer.

É muito comum ver os profissionais na frente dos entrevistadores fazendo um verdadeiro “sincericídio”, é mais ou menos como começar um novo namoro e querer contar tudo que fez na vida, principalmente as coisas que não irão ajudar em nada na nova relação, como, por exemplo, em prol da transparência, contar para a nova paixão que já teve relações com mais de 50 parceiros, mas que você é o grande amor da vida dela ou dele, de verdade pra que servirá essa informação a não para ser deixar o companheiro (a) absolutamente inseguro? Com certeza não servirá para nada.

Na vida profissional é a mesma coisa, começa pela elaboração do currículo, no item objetivo a pessoa acredita que quanto mais opções, maiores serão as chances de uma entrevista, então ele resolve colocar tudo que ele já fez na vida e aí encontramos coisas assustadoras como, por exemplo: “Administrativo, financeiro com experiência em projetos e contabilidade e SAP”. Alguém se arrisca dizer para qual vaga esse candidato está apto e seu nível de senhoridade? Dificilmente, nem ele mesmo o chamaria para uma entrevista o que dirá o pobre do recrutador.

Isso acontece em todos os níveis, os gestores ao invés de detalhar suas vitórias e conquistas, resumem-se a dizer que tem experiência em gestão, ainda bem não é mesmo? Afinal, o que esperar de um profissional que foi gerente por mais de uma década, se ele não tiver experiência em gestão?

Quarentões não pulem da janela, nem achem que é o fim do mundo, existe lugar para todos no mercado de trabalho, o que é preciso é saber escrever, a primeira dica é pegar uma folha de papel e começar a escrever detalhadamente tudo que fez nesses últimos vinte e poucos anos de carreira, com o máximo de detalhes que conseguir, não se preocupe em acertar ou errar, o objetivo é se conhecer.

Depois leia e releia e caso necessite peça ajuda de profissionais para identificar suas principais qualidades, ou seja, o que realmente faz você se destacar, o que você é bom, uma vez identificado, sabemos qual a vaga a ser procurada objetivamente. O próximo passo é saber agregar o seu conhecimento com a sua experiência, de nada adianta colocar como objetivo simplesmente: “Área Comercial”; isso pode te levar de vendedor de pipoca à aeronave, seja objetivo, se trabalhou na área comercial durante muito tempo, exemplifique qual a área, quais os projetos e de preferência seus principais sucessos.

Para terminar não pense que sair de uma indústria como, por exemplo, financeira e pular para o varejo pode ser simples, na maioria das vezes não é, e depois dos 40 piores ainda, se você fez uma carreira em um seguimento e conhece tudo da área e das pessoas, qual o motivo de sair atirando para todos os lados em lugares que ninguém te conhece?

Portanto, meus companheiros quarentões, ao invés de querer comprar o jazigo antes da hora ou gastar seus últimos centavos na compra de um food truck, acalmem-se e utilizem toda a sua experiência a seu favor e não se esqueçam de acionar toda a rede de relacionamento que criou nesses anos todos de carreira, certamente um deles abrirá a porta para a nova oportunidade.

[Crédito da Imagem: Se recolocar depois dos 40 anos – ShutterStock]

Artigos Relacionados

Autor

Fundador do : descomplicandocarreiras.com.br

Alberto Parada

Comentários

3 Comments

  • Sr. Alberto Parada.
    Obrigado pela dicas.
    Estou na versão “4.0”. Trabalhei com automação industrial e eletrônica embarcada. Nível médio e justamente por estar na versão “4.0” achei demais fazer um curso de engenharia, sendo assim estou fazendo Tecnólogo em Gestão da TI.
    e realmente fico apreensivo pra saber o que o mercado reserva pra nós “4.0”

  • Para que pensa em fazer a graduação em TI e não tem experiência na área vai aqui um alerta, as empresas não contratam pessoas sem experiência acima de 30 anos e nem para fazer estagio, existe sim preconceito , aquelas reportagens falando que a área de TI é a que mais cresce é tudo campanha de marketing de faculdade e escolas técnicas, eu me formei em TI com 36 anos e cai nesse papo que o mercado está com muitas vagas na área de TI, tudo mentira, fiz uma entrevista que a empresa não exigia experiência em carteira mas a tinha que conhecer, Unix, Linux, Java Script, C#, PHP, Java , Android, .NET, Banco de dados Oracle e SQL Server Windows, Inglês e Espanhol fluente e outras coisas a mais, salario oferecido R$1.200,00 , como que uma pessoa sem experiência vai ter toda essa bagagem? Eu perdi 4 anos de minha vida nessa formação.
    Eu trabalho como Analista de Business Intelligence em uma grande empresa na cidade de Itu e estou terminando o MBA em Controladoria estou muito feliz com o trabalho que tenho, mas volto a alertar as pessoas que não existe esse numero de vagas anunciadas no mercado de TI , não percam 4 ou 5 anos de sua vida estudando TI.
    Para que começa desde cedo aos 16 ou 18 anos a coisa é bem diferente é um pouco o mais facíl.

  • vai a minha dica , faça cursos técnicos na área de T.I,suporte a desktop, redes e manutenção de notebooks, aluguel de impressoras lasers, e reabastecimento de material para escritório e empresas(pronto combinação perfeita)abra uma pequena empresa de suporte a t.i , hoje faturo +6.000,00 por mês..gastei no meus cursos que fiz uns 3.000,00 de investimento foi a melhor coisa que fiz, programação aprenda c# e vá para o empreendedorismo, pequenos softwares para pequenas e médias empresas ainda dar muita grana, principalmente nesta crise que empresas não querem pagar absurdos por programas..

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Autores

Pesquisar:

Siga-nos!

Patrocínio

Facebook

Facebook By Weblizar Powered By Weblizar

Inscreva-se em nossa Newsletter

Artigos Recentes