TI Corporativa

Ξ Deixe um comentário

Startups enquanto núcleos externos de inovação

publicado por Renzo Colnago

Startups enquanto núcleos externos de inovaçãoQuanto custa inovar? Quanto custa uma ideia? Quanto custa abrir um novo mercado ou abraçar uma nova oportunidade?

No mundo dos negócios, por mais artistas que sejamos, é impossível fugirmos do contexto dos números. Podemos inventar, re-inventar, brincar, mas no final, como todo bom empresário sabe, a conta tem que fechar. Faz-se necessário gerenciar os limites e restrições do negócio para que números/resultados sejam alcançados.

O mundo, cada vez mais conectado e operando em rede, demanda um perfil de empresa com sede para inovação e que permita, dinamicamente, compreender as mudanças e se adequar frente a elas.

Inovação em negócios pode ser a garantia de existência de uma empresa. Já parou para refletir que a Olivetti, tradicional fábrica de máquinas de escrever de antigamente poderia ser a Positivo de hoje? Pense bem, a marca estava na maioria dos escritórios e, assim, realizar um cross-sale ou uma abertura de um novo núcleo de negócio para o mesmo público de sua carteira seria mais fácil que startar uma operação completamente do zero, certo?

O dever de casa de inovar foi esquecido pela Kodak, Olivetti e tantas outras que, de líderes de mercado, se tornaram insignificantes? Por motivos diversos, essas empresas perderam o timing do seu negócio caindo em um cenário econômico social em que suas propostas de valor não tinham mais tanta utilidade.

Muitos são os cases estudados, de grandes corporações que param de inovar e, assim, deixam de ter razão de existência. Esses fenômenos ocorrem, em menor escala, em outros meios produtivos. O mundo, conectado, globalizado e em rede, vive em constante mudança. Estar atento e operante às inovações requer tempo, intelecto e conhecimento do negócio (dentre outros recursos que geram custos para as organizações).

Entendamos tempo, intelecto e aplicação de conhecimento como CUSTO. Quanto custa imobilizar um executivo com a missão de pensar o negócio e sua sustentação no médio prazo? Quanto custa uma consultoria profissional de planejamento estratégico?

Aqui caímos naquela máxima inicial do empresário: temos de fazer a conta fechar e esses executivos precisam trabalhar para o negócio mais do que pensá-lo e conjecturá-lo em cenários futuros incertos.

Inovar, em empresas essencialmente inovadoras é mais barato. Inovar, em uma fase embrionária do negócio, também.Já ouviu falar das Startups?

Startups: empresas embrionárias, com modelos de negócios inovadores, atuando em cenários incertos e com potencial de escalar. Essas empresas Startups podem, talvez, ser uma ótima alternativa para terceirização da inovação, de forma sustentada nas grandes corporações. Talvez manter um time inovador dentro de uma grande corporação seja muito mais caro que aportar alguns milhares de reais em jovens empreendedores visionários, focados, idealistas, mas que precisam de um empurrãozinho financeiro ou uma lábia mais experiente que só os cabelos grisalhos possuem.

Para a KODAK, criar um novo produto, tendo em vista o seu porte, sua inércia (que sabemos bem, toda grande empresa tem), e sua cultura, custa muito caro. Mas, quanto custaria para a Kodak um investimento anjo e estratégico em uma Startup? Já parou para pensar que a Kodak poderia ter investido na GoPro? A GoPro criou/abriu um novo nicho em um mercado então dominado pela Kodak. A GoPro é uma empresa que nasceu com a filosofia da incerteza e inovação das Startups mas que hoje é um negócio real, tangível e rentável.

Sabemos que empresas precisam inovar e se reinventar. Talvez não apenas o CEO como o CFO entendam que com Startups a inovação pode ser terceirizada e rentável e cumpridora do papel máximo de sustentabilidade do negócio por meio de sua reinvenção.

Aritigo postado originalmente em blog.renzocolnago.com

[Crédito da Imagem: Inovação – ShutterStock]

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Compare preços de Uber, 99 e Taxi

Minimum Way

Autor

Renzo Colnago é Administrador de Empresas, Gerente de Projetos e Desenvolvedor de Produtos. Possui experiência em diferentes áreas da tecnologia e da internet: Telecom, webapps, aplicativos de mídia social e de comércio eletrônico. Particularmente interessado em desenvolvimento de negócios digitais. Site: blog.renzocolnago.com

Renzo Colnago

Comentários

You must be logged in to post a comment.

Busca

Patrocínio

Publicidade




Siga-nos!

Newsletter: Inscreva-se

Para se inscrever em nossa newsletter preencha o formulário.

Artigos Recentes