Desenvolvimento

Ξ 1 comentário

Qualidade em TI – Terceirizar testes, nem sempre!

publicado por Paul Robert Bergami

Qualidade em TI – Terceirizar testes, nem sempre!No  último texto discutimos os impactos da gestão da qualidade na produtividade. Neste vamos navegar pela questão da terceirização das atividades de Testes de Software.

Qual o objetivo que leva a organização a decidir pela terceirização das atividades de Testes?

Há várias razões para tal. Em geral, algumas são clássicas, com fundamento na teoria geral de compras de serviços:

Há demanda elevada por Testes

A indisponibilidade de recursos para execução de atividades é razão suficiente para terceirizar e com a atividade de testes não é diferente.

A terceirização dos testes vão, neste caso, na direção da racionalização do emprego de recursos. As condições dos projetos podem não ser tão favoráveis, porém é possível escolher os projetos mais bem organizados para a terceirização e manter os menos organizados sob foco de seu Staff mais experiente.

Uma postura mais arrojada neste caso, destinaria à terceirização os testes dos projetos menos organizados, exigindo de Terceiros a experiência comprovada na atividade.

Esta razão permite o paralelismo e, assim, ganhar tempo no total dos projetos.

Falta de expertise em Testes

A terceirização, com a utilização de método, habilidades e ferramentas empregadas pelo Terceiro, é forma de experimentar práticas antes de sua aquisição. Por vezes, a utilização de ferramentas nestes casos, é feita através de contratos de locação e não de aquisição.

Ou terceirizar testes de software de tecnologia antiga e aproveitar a oportunidade de melhorar os testes que talvez não vinham sendo executados com o devido foco e atenção. Neste caso, pode-se permitir que o pessoal interno trabalhe com as tecnologias mais atualizadas que até é fator de motivação na organização.

A aquisição de expertise de Testes através da terceirização é, por vezes, um valor agregado que se justifica. É comum atuar com equipes conjuntas para adquirir a expertise necessária.

Custos de Testes

Toda e qualquer atividade focada e verticalizada, conduzida com maior nível de especialização, tem como tendência natural ter seus custos melhorados, controlados e consequentemente reduzidos. A terceirização dos Testes é sim fator de redução e controle de custos.

Terceiros especialistas em testes, treinados e orientados a tal, utilizando métodos para o desenvolvimento de suas atividades com emprego de ferramentas – software de apoio a testes – é fator certo para aumento de produtividade.

Há necessidade de independência

A utilização de consultor independente de testes, conceito de auditoria – princípio do duplo controle – onde quem faz não controla, ou quem desenvolve não verifica, é atualmente bem visto e empregado. Tal princípio é largamente utilizado nas atividades de testes, com a criação do Grupo Independente de Testes, mesmo que internamente à organização.

Por vezes há a obrigação contratual na independência dos testes, que é razão clara para a terceirização destas atividades, mais ainda do que a utilização de um Grupo Independente de Testes reconhecido e designado pela organização.

Há necessidade de Certificação dos Testes

Consultores independentes de testes são experts na disciplina, atuam treinados, com método específico e aplicam ferramentas no desenvolvimento das atividades de testes. Assim, normalmente estão credenciados para certificarem os testes de software, principalmente com base em requisitos de qualidade e evidências da execução de verificações específicas.

žTI não é atividade foco da organização

Neste caso, não só Testes são terceirizados, mas também as atividades do Desenvolvimento e da Operação. Interessante e com excelentes resultados, quando bem administrada, esta terceirização pode optar por ter diferentes fornecedores para cada segmento.

Podem haver outros motivos para terceirizar os Testes, mas podemos notar que nem sempre é interessante. Pode-se optar por uma solução híbrida, onde a terceirização é aplicada apenas à parte dos Testes, ou a determinados projetos.

O mais importante é ter claro que não só a condução dos testes baseados em requisitos de qualidade é mais eficiente, como também é mais eficaz.

A melhor forma de terceirizar Testes é contratando níveis de qualidade do software a serem evidenciados para alcançar a completabilidade desejada em conjunto aos preceitos da Gestão de Requisitos e da Gestão de Mudanças.

Em nosso próximo texto vamos falar sobre Qualidade em TI – O que fazer antes de terceirizar Testes!

[Crédito da imagem: Teste de Software – ShutterStock]

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Compare preços de Uber, 99 e Taxi

Minimum Way

Autor

Professor de Qualidade de Software, Auditoria de Sistemas e MBA/TI, Economista pela FEA-USP com pós em Qualidade e Produtividade pela POLI-USP, especialista em qualidade de software para usuários e fornecedores de TI. Mais de 30 anos como Gestor em TI para Bancos, Consultorias, Marketing, Serviços e Governo. Focado em soluções pragmáticas de TI que aliam resultado e satisfação de clientes e acionistas, experiência internacional em London/UK no desenvolvimento de aplicativos bancários mundiais e Nova York/USA em consultoria para conformidade à Sarbanes & Oxley. br.linkedin.com/in/bergamipaul/

Paul Robert Bergami

Comentários

You must be logged in to post a comment.

Busca

Patrocínio

Publicidade




Siga-nos!

Newsletter: Inscreva-se

Para se inscrever em nossa newsletter preencha o formulário.

Artigos Recentes