Cloud Computing

Ξ 3 comentários

Mobilidade Corporativa – É real e está acontecendo agora

publicado por Rodney Repullo

Durante anos, analistas sociais, políticos e econômicos falaram sobre ‘a revolução móvel’ como se fosse um asteróide distante vindo pelo espaço em curso de colisão com o planeta Terra.“Quando ele finalmente nos atingir, o impacto será enorme!” avisavam.

De acordo com essa visão, assim como o asteróide que atingiu a península mexicana de Yucatán há cerca de 65 milhões de anos, causando a extinção dos dinossauros e de mais de 70 por cento das espécies vivas da Terra, a revolução móvel em breve atingirá o mundo das comunicações, mídia e informação corporativa. Qualquer empresa que não esteja preparada ou não mude estará destinada a ter o mesmo destino desagradável de uma rápida extinção.

No entanto, na realidade, o asteróide móvel já atingiu a Terra, ele só não explodiu em um único evento catastrófico como esperado, mas ao invés disso, choveu como uma chuva de meteoros prolongada. Uma grande variedade de atividades pessoais e corporativas têm migrado gradualmente para os celulares nos últimos anos. Assim como o número de smartphones no mercado aumenta exponencialmente,  também aumenta o número de aplicações móveis que podem ser instaladas neles. Desde o mais simples dos serviços de informação até os jogos interativos mais sofisticados, de mensagens básicas de texto até dinâmicas mídias sociais, os dispositivos móveis estão sendo usados ​​de maneira que só poderia ser imaginada como ficção científica há alguns poucos anos atrás.

Uma área que até agora tem evitado toda a força do impacto é o mundo corporativo. Tem havido uma relutância compreensível para adotar a mobilidade devido a preocupações com segurança, custo e funcionalidade. Muitas empresas temem que seus dados confidenciais fiquem expostos a uma série de ataques mal-intencionados se transmitidos através de redes móveis. Elas também estão intimidadas com a perspectiva de ter de desenvolver diversas versões móveis de seus principais sistemas de retaguarda para suportar o número crescente de sistemas operacionais e tipos de dispositivos móveis, com todas as questões de recrutamento e treinamento, planejamento e desenvolvimento, implantação e manutenção envolvidas no processo. Mesmo que pudessem absorver o enorme custo de ir para a mobilidade e suportar a conseqüente ruptura  de sua infra-estrutura básica, muitas empresas expressam sérias dúvidas de que a mobilidade corporativa poderia funcionar em um nível prático, devido à incapacidade dos dispositivos móveis de dar suporte a aplicativos corporativos pesados.

A boa notícia é que estas questões já foram abordadas e resolvidas. As últimas gerações de smartphones têm poder de processamento, capacidade de memória e monitores de alta resolução suficientes para suportar até os sistemas corporativos mais avançados. Além disso, hoje os desenvolvedores podem implantar aplicativos de negócios, que podem rodar em qualquer smartphone sem a necessidade de múltiplos esforços de desenvolvimento ou recursos adicionais. As preocupações de segurança também foram dissipadas, com as mais recentes plataformas móveis que suportam  a criptografia de dados transmitidos e em cachê, autenticação robusta de usuário e regras de assinatura, e trabalho em camadas seguras que garantem que não há redução na segurança comparando-se à aplicativos desktop .

Mais importante, os usuários móveis  agora não estão apenas prontos para aceitar a mobilidade corporativa, eles estão começando a exigir isso. Em um momento onde eles usam seus smartphones para uma boa parte de seu cotidiano, em atividades rotineiras, como fazer chamadas telefônicas, tirar fotos, ouvir música, ler e-mails, agendar reuniões, navegar na Web e seguir percursos pelo GPS, os usuários móveis se deparam com a frustrante e inexplicável realidade de que não podem executar tarefas de missão crítica em tempo real a partir de seus dispositivos móveis.

Assim como os pássaros modernos, que se acredita serem os descendentes sobreviventes dos dinossauros, as empresas devem adaptar-se à revolução móvel fazendo  brotar asas virtuais e se libertar de seu modo de operação desktop, on-premise. Milhões de pessoas ao redor do mundo estão fazendo a transição para o celular, alguns tendo seus primeiros vôos cautelosos fora do ninho, enquanto outros já estão subindo pelos céus.

A mobilidade corporativa é real e está acontecendo agora. Como tantos outros avanços tecnológicos, a revolução móvel apresenta desafios e oportunidades. As empresas hoje têm uma excelente oportunidade de abraçar essa mudança através da implementação de uma solução móvel eficaz que irá deixá-los à frente de seus concorrentes brontossauros.

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Compare preços de Uber, 99 e Taxi

Minimum Way

Autor

Rodney Antonio Repullo (http://about.me/rodneyrepullo) Formado pelo Instituto de Física da USP e com pós em Automação pela Escola Politécnica da USP. Iniciou carreira no IPT (Instituto de Pesquisas Tecnológicas), passou pelo Metrô de SP e mergulhou na área de tecnologia de software como empresário. Atua há mais de 20 anos, empreendendo na Área de Desenvolvimento de Software para Negócios e Implantação de Sistemas de Gestão Empresarial. Atua como CEO da Magic Software Brasil (http://www.magicsoftware.com.br), representando a Israelense Magic em toda América do Sul. Atua também como CEO do Grupo Repullo (http://www.repullo.com.br), que tem como atividade principal a representação do ERP CIGAM (http://www.cigam.com.br) em SP, RJ e Sul de MG. Regularmente atua como palestrante e instrutor em cursos de extensão nas áreas de SOA, BPM, ERP, CRM, Cloud Computing, SaaS, RIA, Mobilidade e Desenvolvimento de Sistemas.

Rodney Repullo

Comentários

3 Comments

  • É mais que vero! Gostei do artigo…isso sem falar nos recursos de vídeo conferência disponíveis…ficar de fora é colocar-se à margem do mercado..muita gente está perdida ainda sem ter idéia do que está realmante acontecendo.

You must be logged in to post a comment.

Busca

Patrocínio

Publicidade




Siga-nos!

Newsletter: Inscreva-se

Para se inscrever em nossa newsletter preencha o formulário.