Gerência de Projetos

Ξ 6 comentários

Implementando um projeto da forma correta

publicado por Uilson Souza

Saudações,

Desde que comecei a escrever neste espaço, sempre foquei em alguns pontos importantes na implementação de projetos em TI, tais como, custo, prioridades, solicitações fora de escopo, etc.

Agora queria falar diretamente para quem implementa. O que fazer para que seu projeto ocorra da melhor forma possível? Como evitar que um determinado fator atrapalhe toda a implementação e venha a comprometer o trabalho e imagem do fornecedor junto ao cliente.

Como exemplo prático, queria destacar a implementação de uma ferramenta de filtro de conteúdo internet que foi feita por uma empresa aqui onde trabalho.

No contrato estava previsto a análise do ambiente, capacity planning e a implementação propriamente dita.

Não vimos dessa empresa sequer uma solicitação de reunião para alinhamento dos pontos principais e/ou impactos, etc.

A ferramenta foi implementada sem qualquer planejamento. O resultado foi uma ferramenta parada em nosso ambiente, pois, não faz aquilo que se propõe a fazer. Além disso, para corrigir o que eles mesmos criaram, querem cobrar absurdos.

Entendo que faltou um gerenciamento melhor de nossa parte, mas, como tudo começou errado, obviamente que terminaria errado.

Para que você, gestor de TI, profissional técnico, gerente de projetos possa ter sucesso em suas implementações, segue uma lista de passos que recomendo:

Entenda bem a necessidade do cliente

Dessa forma sua análise terá o rumo certo e não precisará “retornar a prancheta de desenhos”novamente.

Analise o ambiente como um todo

Todos os novos serviços a serem implementados em um projeto farão parte deste ambiente e poderão, ou não, causar impactos nele, bons ou ruins. Vai depender de como serão planejados e implementados.

Alinhamento de custos

Tenha em mente que o cliente procura sempre o melhor pelo menor preço. Nem sempre o valor final irá de encontro ao que o cliente espera investir e é aí que devemos explicar de forma clara, o porque do determinado valor e o que o mesmo representará caso seja aprovado e também caso não seja.

Deixe o cliente ciente daquilo que está adquirindo e o que irá fazer pelo seu negócio. Acredite, muitos problemas podem ser evitados quando você deixa bem claro o que está vendendo e a forma que será implementado.

A implementação em si

Proponha a ferramenta A ou B após uma análise da mesma em relação à necessidade do cliente. Fique atento as seguintes questões:

Qual impacto ela vai gerar?

A equipe operacional necessita de treinamento na mesma?

Quantas horas para implementação?  Horas para treinamento?

Haverá operação pós implementação ou se trata apenas da implementação?

Quantas horas/mês para operação?

Haverá emissão de relatórios de capacity em cima do que foi implementado?

Teremos hardware novo para determinada solução?

Iremos usar algo já existente?

Faça uma apresentação para o cliente e todas as áreas envolvidas no projeto. Explique como a ferramenta funciona, o que visa corrigir ou o que irá agregar ao negócio.

É altamente recomendável que você gere uma ata de reunião para documentar tudo o que passou para o cliente. Isso geralmente é muito útil caso haja algum mal entendido.

Defina com sabedoria as horas necessárias para implementação da solução, pois, tudo tem que correr dentro desse período.

Durante as várias fases de implementação, veja o que depende exclusivamente de você e o que depende da intervenção de outros fornecedores do cliente (caso exista e espero que não).

Reúna sua equipe nas principais fases do projeto, planejamento, desenho, implementação, pós implementação e entrega final do projeto.  Também é recomendável documentar em ata essas reuniões.

Caso você precise comprar o equipamento, tente alinhar o prazo de entrega ao prazo que você prometeu ao cliente que tudo estaria implementado.

Caso a nova ferramenta tenha algum tipo de integração com outras pré existentes, envolva todos os responsáveis por estas ferramentas, apresente sua solução e deixe todos a par do que e de como tudo deverá seguir após a implementação.

Caso se trate de uma migração, analise bem o ambiente atual e veja o que pode ser transportado para o novo ambiente. Lembre se que, para o caso de problemas na migração, o ambiente atual sempre deve ser mantido intacto para que a operação prossiga sem problemas caso você precise fazer um roll back.

Após terminar a implementação, teste todo o ambiente, juntamente com os responsáveis pela operação diária e gere relatórios com evidências de que tudo está de acordo.

O pós implementação

Após toda a correria do planejamento e implementação, você se responsabiliza pelo andamento das operações no que tange ao ambiente que sofreu a alteração.

Todo projeto, por mais bem planejado e implementado, tem seus rescaldos e você precisa ter recursos locados no cliente durante, uma semana, pelo menos, para que faça a famosa operação assistida. Este é o período em que poderão ocorrer alguns erros provenientes do projeto que, por algum motivo, não foram previstos. Isso não é um erro, é algo que acontece. Alguns detalhes são impossíveis de entender durante os processos anteriores.

Finalizado o período de operação assistida você já tem tudo implementado, os responsáveis já estão acessando aquilo que você implementou, a equipe operacional já sabe o que tem que fazer, como fazer e como agir caso algum problema ocorra. Com tudo correndo dentro do que foi planejado, o próximo passo é documentar todo o ambiente, a topologia, o hardware utilizado, como operar o ambiente, procedimentos de contingência e escalonamento.

O último passo é gerar os relatórios de como estava e como está hoje o ambiente. O que mudou, o que a sua implementação agregou em termos de administração e agilidade no negócio final.

Crie um documento com os benefícios ocorridos nas primeiras duas semanas de pós implementação. Gere duas cópias deste documento, sendo que, uma fica com você com assinatura do cliente e outra fica com o próprio cliente.

Seguindo todos os passos acima, tenho certeza de que você só terá a ganhar com seu cliente, com seus superiores e sua empresa será sempre bem vista por seus clientes, que o terão com referência.

Abraços

Uilson

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Compare preços de Uber, 99 e Taxi

Minimum Way

Autor

Formado em Tecnologia em Processamento de Dados pela UNIBAN. Analista de Projetos de TI, atua no design, planejamento e implementação de projetos de tecnologias Microsoft, tais como ISA Server, Forefront TMG, servidores Windows, Windows Clustering e Hyper-V. Também trabalhou como IT Specialist na IBM e como Consultor de TI em empresas como Alcoa, Credicard, Bradesco Seguros, Unilever, Caterpillar e Banco Merril Lynch. Profissional certificado como MCTS em ISA Server, participa do grupo MTAC (Microsoft Technical Audience Contributor), publica artigos técnicos em seu blog no endereço http://uilson76.wordpress.com e também no portal TechNet Wiki (http://social.technet.microsoft.com/wiki) Linkedin: http://www.linkedin.com/in/uilsonsouza Twitter - http://twitter.com/usouzajr

Uilson Souza

Comentários

6 Comments

  • Adorei este blog.Esta me ajudando bastante a inovar minhas caracteristicas como profissional.

  • Bom dia Alexsandra, muito obrigado pelo seu comentário e fico feliz em saber que está lhe ajudando.
    Continue participando e deixando suas opiniões.
    Abraços
    Uilson

  • Excelente artigo, de grande valia.
    Parabéns !

  • Olá Alex, obrigado por seu comentário! Continue participando e deixando suas opiniões!
    Abraços
    Uilson

  • olá caro amigo, estou iniciando na área e creio que o que está postado será de muita ajuda, gostaria de saber de vc se tem mais algum material postado para me ajudas, iniciei na área recentemente, e pior ja estou com um projeto, de qualquer forma o conteudo acima ja foi de excelente ajuda.

    Obrigado!!!

You must be logged in to post a comment.

Busca

Patrocínio

Publicidade




Siga-nos!

Newsletter: Inscreva-se

Para se inscrever em nossa newsletter preencha o formulário.