Gestão de Conhecimento

Ξ Deixe um comentário

Curadoria digital: eu guardo meu conhecimento nos amigos que o organizam

publicado por Luiz Algarra

Enquanto a web semântica não vem e a maré de informação invade nossa praia a Curadoria Digital vem surgindo como um modo humano de administrar o fluxo de conteúdo digital produzido que nos devora.

Os links que nossos amigos compartilham em seus timelines (Facebook, Twitter, etc) servem como um exemplo tímido de curadoria. Ali temos uma seleção feita por pessoas que seguimos por admiração, afinidade ou interesse. Estamos navegando cada vez a partir destes links, certo?

Alguns sites oferecem um serviço específico de curadoria que permite que você siga navegando e colecionando informação a partir de categorias que pré-definiu. Posso criar um tema e ir recolhendo conteúdo sobre este tema para compartilhar com meus amigos. Além do que seleciono essa organização pessoal é um valor cada vez mais importante na web.

Os filtros automáticos, sejam quais forem, não dão conta de trazer com precisão o que buscamos, sempre vem muito lixo junto. A filtragem humana é, por enquanto, nossa derradeira salvaguarda.

O termo curadoria ainda é um pouco vago e não um significado definido para a grande maioria das pessoas mas é o mais próximo do termo original “Curation”. Conhecemos curadores de mostras, exposições, museus e coleções de arte, e nos últimos anos estamos conhecendo a Curadoria da Informação.

O que podemos dizer é que a paixão é uma mola mestra dos curadores, seja no campo das artes ou da informação. Você busca, recolhe e organiza apenas o que te encanta. O desejo do curador é que assegura os critérios de qualidade do material selecionado.

Então aí está a grande força humana da Curadoria Digital. Uma rede de entusiastas, movidos por propósitos intangíveis, tratando informação em uma perspectiva de doação. Esse movimento recupera, em minha opinião, a lógica da abundância tão presente nos primeiros vinte e cinco anos da internet.

Vou seguir refletindo sobre o tema e compartilhando mas quem quiser buscar boas fontes tem que acompanhar@gbeiguelman no twitter e aproveitar esta entrevista que Giselle Beiguelman concedeu à turma da USP sobre o assunto.

O blog do Scoop.it, uma plataforma de curadoria digital, também tem um dos artigo bem inpirador: http://blog.scoop.it/en/2011/07/21/is-curation-the-future-of-the-social-web/

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Compare preços de Uber, 99 e Taxi

Minimum Way

Autor

Designer de fluxos de conversação para grupos humanos, sejam empresas ou instituições. Fundador do Instituto InterSistêmico, atua como mediador em eventos e encontros de pessoas que buscam autoregulação para melhores resultados e bem-estar. ATIVIDADES ATUAIS Participa de diversos processos de construção de diálogo na Natura e integra o Advisory Board do projeto de inovação Rede Natura. Atende como consultor ao desenvolvimento humano e integração da equipe do Pátria Private Equity. Atua como consultor para inovação no Grupo Bio Ritmo, líder de negócios em fitness no Brasil. Atende a Porto Seguro em encontros transversais para inovação e atendimento ao cliente. ALGUMAS REALIZAÇÕES Fundou e desenvolveu a Papagallis – Aprendizagem Informal até 2010. Conduziu e orientou encontros de conversação entre governo e população do Movimento Minas no Escritório de Prioridades Estratégicas do Governo de Minas Gerais, através da Integrare. Colaborou com o Itaú através da Gaia Creative na ativação da rede do Programa de Finanças Sustentáveis Itaú. Participou ativamente da construção da rede do Ciclo de Novas Profissões, um projeto da Fundação Telefônica. Concebeu e implantou os processos da inovação de ensino-aprendizagem dos callcenter Vivo de todo o Brasil e ativou conversações para a inovação das políticas de sustentabilidade da Vivo. Integrou a equipe como um dos principais responsáveis pela criação e implantação do projeto da TV Escola Digital Interativa, para o Ministério da Educação na equipe de Cristovam Buarque. Se faz presente na internet desde 1994, liderando iniciativas pioneiras em educação, inclusão e novos negócios a partir da cultura digital. Produz, mantém e compartilha conteúdo próprio em blogs e redes sociais como plataforma de co-inspiração e construção de novos conhecimentos. FORMAÇÃO Cursou Jornalismo na PUC/SP e Certificação em Biologia Cultural com o Prof. Humberto Maturana e Ximena Dávila, da Escuela Matriztica de Santiago. Site: luizalgarra.blog.br

Luiz Algarra

Comentários

You must be logged in to post a comment.

Busca

Patrocínio

Publicidade




Siga-nos!

Newsletter: Inscreva-se

Para se inscrever em nossa newsletter preencha o formulário.