Gestão de Processos

Ξ Deixe um comentário

Melhoria contínua e mudança de paradigma

publicado por Tácio Silva

Figura - Melhoria contínua e mudança de paradigmaExiste uma necessidade de mudanças nas organizações, nenhuma organização vai conseguir permanecer incólume no mundo competitivo de hoje sem promover mudanças, melhorias e aperfeiçoamento em seus processos.

O primeiro passo para se melhorar processos é definir e estabelecer os processos, colocá-los para “rodar” e monitorá-los. Feito isso, aí sim poderemos iniciar um ciclo de melhoria de processos.

As organizações precisam de melhorias constantes e estas acontecem, e devem acontecer, de forma frequente. Contudo, de tempos em tempos, são necessárias mudanças de paradigmas. Essas mudanças devem ocorrer quando se alcança um “teto” de melhoria contínua. Uma vez que começa a existir uma “estagnação”, é preciso haver uma mudança “drástica”, para que seja possível se manter ativo e competitivo.

Caso a organização opte por não “mudar sua visão”, ela vai começar a perder mercado e ficar naquele patamar ou, por falta de inovação, entrar em decadência, visto que outras empresas estarão inovando e ganhando cada vez mais mercado.

Para que isso não aconteça, é necessário implementar mudanças que possam trazer resultados muito melhores em curto espaço de tempo. Resultados estes que não seriam alcançados se a organização permanecesse naquele “fluxo de melhoria contínua”.

Essas mudanças “radicais”, que são mudanças de paradigmas, não ocorrem frequentemente. Estas mudanças de paradigmas devem acontecer sempre que se chega a um limite de crescimento e que é necessário transpassar de uma forma mais forte e radical este limite. Algo que seria impossível com a melhoria contínua.

Após esta mudança de paradigma, ou seja, após o “grande salto”, passamos a um novo ciclo de melhoria contínua, o qual se estenderá até que seja necessária uma nova mudança de paradigma.

Essas mudanças de paradigmas e ciclos de melhoria contínua, fazem parte do conceito de Gerenciamento de Processos de Negócio (BPM – Business Process Management) e de Transformação de Processos (BT – Business Transformation).

É importante ressaltar que, mudanças de paradigmas não devem acontecer a todo instante, mas devem acontecer sempre que forem necessárias para a manutenção da competitividade da empresa, diferentemente da melhoria contínua.

Muitas vezes a mudança de paradigma vem aliada com mudanças ou inovações tecnológicas. É bem verdade que a tecnologia é uma grande “incentivadora” ou “promotora” de mudanças de paradigmas, mas, não é a única.

O mundo está em constante mudança, a cada dia surgem novos modelos de negócio altamente inovadores e impensáveis a alguns poucos anos atrás. Certamente que a maioria destes novos modelos de negócio só foram possíveis graças ao desenvolvimento tecnológico, mas a grande mudança veio da ideia de “grandes mentes”, que “pensaram fora da caixa” e por falar nisso, pense, “não existe caixa”, é a nossa forma limitante e limitada de enxergar e pensar que nos aprisiona.

Finalizamos esta exposição buscando evidenciar a grande diferença entre melhoria contínua e mudança de paradigma, sendo que, a primeira deve ser algo constante e contínuo, como uma “meta” que a organização não pode perder de vista e deve ser tão natural que não provoque insatisfação ou desagrado. Por outro lado, a mudança de paradigma, deve sim, ser tão forte que rompa barreiras e preceitos, muitas vezes já “enraizados” e “petrificados” em todas as áreas da organização, mas que são de fundamental importância que sejam transcendidos. As mudanças de paradigma poderão provocar insatisfação e desagrado de alguns, ou de muitos, por isso é de suma importância que, quando se for implementar esse tipo de ação, haja um grande trabalho de divulgação dos reais motivos que a estão embasando, para que os colaboradores possam compreender e se aliar a causa, tornando mais tranquila, rápida e passível de sucesso.

Artigos Relacionados

Autor

CBPP (Certified Business Process Professional).

Graduado em Sistemas para Internet pela Universidade Salvador e especialista em Arquitetura de Software e Convergência de Mídias pela Universidade Jorge Amado.

Trabalho com análise e modelagem de processos com BPM/BPMN, consultoria em BPM/BPMS e automação de processos.

Hoje atuo como Coordenador Técnico BPM/BPMS na Montreal Informática.

Tácio Silva

Comentários

You must be logged in to post a comment.

Busca

Siga-nos!

Patrocínio

Facebook

Facebook By Weblizar Powered By Weblizar

Newsletter: Inscreva-se

Para se inscrever em nossa newsletter preencha o formulário.

Artigos Recentes