Tecnologia

Ξ Deixe um comentário

Fintechs de pagamentos estão abertas para negócios

publicado por Rachel Hunt

Figura - Fintechs de pagamentos estão abertas para negóciosSempre descobrimos inovações tecnológicas na área das Fintechs e este ano a tendência é de que tudo seja aberto: sejam tecnologias, parcerias ou mesmo a escolha do cliente. O novo ecossistema de pagamentos tem em sua base práticas livres e isso tem mudado a forma como as empresas de pagamentos trabalham com as necessidades dos clientes. No entanto, o que isso significa para as Fintechs?

Tecnologias Abertas

A nova onda de tecnologias abertas para pagamentos diz respeito a oferecer livre acesso de infraestruturas aos provedores de serviços de pagamento inovadores. O movimento mais recente a favor dessa abertura já é mandatório em nível regulatório e governamental. O novo modelo de pagamentos imediatos do Reino Unido, por exemplo, foi aberto às Fintechs para participação direta dessas companhias. No passado, instituições financeiras não-bancárias tinham que se conectar por meio de parceiros. Hoje, serviços agregadores oferecem um custo efetivo e acesso escalável.

Para complementar, o Banco da Inglaterra anunciou mudanças planejadas às políticas de liquidação de contas. A tendência de acesso para instituições não-bancárias à infraestrutura de pagamentos está se espalhando além do Reino Unido. A PSD2 (Diretiva para Serviços de Pagamento, na sigla em inglês) impulsiona por toda a União Europeia o acesso livre às informações bancárias pelas Fintechs. No relatório da ACI sobre Fintechs Disruptivas de 2017, tanto as instituições financeiras (46%) quanto as Fintechs (44%) apontaram as APIs abertas como oportunidades chave para este ano.

Parcerias Abertas

Não se trata apenas das tecnologias abertas, precisamos falar sobre confiança. O amplo ecossistema de pagamentos necessita de parcerias abertas. As Fintechs terão que aprender a confiar em suas contrapartes: bancos, processadores e redes. Da parte deles, provedores de meios de pagamentos tradicionais podem se juntar à inovação digital para suprir novas necessidades e superar as expectativas dos clientes.

Existem muitas discussões ao redor da colaboração entre instituições já estabilizadas e startups, mas ainda precisamos ver isto em prática. A oportunidade está em desenvolver produtos e serviços inovadores provenientes das Fintechs diretamente nas contas bancárias, tornando-as mais transparentes. Novos tipos de parcerias estão surgindo em toda indústria de pagamentos. A plataforma online Transferwise, por exemplo, se tornou a primeira Fintech a ganhar acesso direto ao modelo de pagamentos do Reino Unido, pois colaborou com o Raphaels Bank (banco independente britânico) como parceiro tecnológico. Acredito que 2017 será o ano para novas parcerias neste ecossistema, e veremos os “Pagamentos 2.0”.

Escolha do cliente aberta

A última tendência da lista se relaciona à escolha do cliente final. Apesar de atuar com diferentes soluções, não podemos complicar o serviço financeiro para o consumidor. Ambos, consumidor e clientes empresariais, estão mais exigentes que nunca. Pequenos negócios têm buscado maneiras de fazer seu dinheiro fluir de forma mais previsível. Na pesquisa da ACI, 95% das médias e pequenas empresas disseram acreditar que pagamentos em tempo real seriam mais úteis para eles. O cliente espera poder escolher provedores bancários tradicionais e novos serviços de pagamento que sejam compatíveis e possam ser analisados em um único dashboard. Isso se baseia na abertura ou na interoperabilidade entre soluções e provedores que possibilitem qualquer combinação de opções.

Você deve ter notado que minhas previsões para Fintechs se baseiam em inovações de pagamentos e com uma boa razão: 56% das indústrias entrevistadas ranquearam esta como a maior área de investimentos em 2017. Para descobrir mais, faça o download da pesquisa Fintech Disruptor Report 2017 no link: https://www.aciworldwide.com/industries/fintech

Artigos Relacionados

Autor

Rachel Hunt, Diretora de Marketing da ACI para a Região Ásia-Pacífico

Rachel Hunt

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Autores

Pesquisar:

Siga-nos!

Patrocínio

Facebook

Facebook By Weblizar Powered By Weblizar

Inscreva-se em nossa Newsletter