Segurança da Informação

Ξ Deixe um comentário

Quatro mitos sobre a Internet das coisas

publicado por Fabio dos Anjos

Será que minha geladeira vai me espionar? Existem muitos mitos que cercam a Internet das coisas, irei dar uma olhada em apenas alguns e sugerir uma visão alternativa.

Há muita especulação sobre a crescente Internet of Things (IoT) irá afetar a sociedade, as nossas cidades e o nosso dia-a-dia. A especulação pode atiçar incertezas ou perpetuar mitos, e embora a ideia de que milhões, se não bilhões, de objetos do cotidiano podem ser conectados e portanto, “falar” uns com os outros pela nossas costas,  pode realmente parecer um pouco paranoico.

Mas se os mitos que cercam a Internet das coisas estão no caminho de como a tecnologia ou as aplicações que a suportam são desenvolvidas, então uma indústria que, de acordo com uma pesquisa da Cisco vai valer em torno de US$ 19 trilhões ao longo dos próximos anos, poderia ser impedido de alcançar o seu potencial?

De qualquer maneira, a Internet das coisas vai continuar a desempenhar um papel muito grande em nossas vidas – tanto agora como no futuro.

Aqui estão apenas alguns dos mitos mais mencionados …

  1. É apenas sobre “coisas”
    Coisas são apenas “coisas” na IoT’s. Claro que são. Mas considerar que conectar esses dispositivo é o único objetivo da IoT é completamente errado. Aproveitar os dados úteis que estas “coisas” podem criar e, em seguida, desenvolver novos processos, estratégias ou produtos em torno deles, será quando IoT entregará o seu melhor.
  2. É coisa do futuro
    Embora a IoT já exista em uma ampla variedade de aplicações e esta mais presente do que nunca, nossa percepção ainda é que tratamos de um assunto futurista. Inovações da Internet das coisas estão acontecendo todos os dias, seja ela de hardware, como sensores ou microprocessadores, ou novas formas de software e sistemas operacionais. Aplicações para o consumidor já em uso generalizado incluem eletrodomésticos inteligentes, como NEST ou Amazon Dash, bem como wearables como Fitbit Apple Watch. O apetite por tecnologia da Internet das coisas e as possibilidades que ela traz significa que nós já temos uma infinidade de objetos do nosso cotidiano conectados em nossas casas ou locais de trabalho.
  3. É coisa do presente
    A ideia de que o mundo já é um lugar muito conectado é compreensível, dado que muitos de nós usam uma variedade de dispositivos que “falam” uns com os outros diariamente. Mas a verdade é que só quando tudo estiver conectado (de casas aos hospitais) a Internet das coisas irá alcançar o seu potencial. Embora hoje, temos em nossas casas cerca de cinco dispositivos conectados à internet, no futuro passará de quinhentos.
  4. Minha geladeira estará exposta a hackers!
    Segurança é uma grande relevância para qualquer projeto de TI e não menos importante com IoT, onde um aumento da conectividade potencializa problemas de segurança. A ideia de que uma geladeira poderia ser usada contra você não é tão plausível quanto parece, mas os dados fornecidos pela Internet das coisas, embora nunca livre de risco, pode criar muito mais oportunidades do que ameaças. Arquiteturas de segurança robustas estão constantemente em desenvolvimento, e, embora a batalha para ficar à frente de hackers sempre estará por perto, não se pode permitir que preocupações de segurança impactem o desenvolvimento da TI, nosso maior exemplo, a própria internet.

Artigos Relacionados

Autor

Quase 10 anos de experiencia no mercado de T.I. Tecnólogo em redes de computadores e MBA em Gestão estratégica de negócios pelo Instituto Brasileiro de Tecnologia Avançada (IBTA). Premiado HPE Aruba Brasil Networking Partner of the Year 2016 pela IT2B - Tecnologia e Inovação. Certificados: CCNA R&S/ CCNA Wireless/ Aruba Certified Mobility Professional v4/ HP ASE (Accredited Systems Enginner)/ Huawei Certified Pre-sales Specialist-IP Network (Shenzhen - China).

Fabio dos Anjos

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Autores

Pesquisar:

Siga-nos!

Patrocínio

Facebook

Facebook By Weblizar Powered By Weblizar

Inscreva-se em nossa Newsletter

Artigos Recentes